Hidrolight – A vida em movimento. | Alimentação
  • +55 48 3254 7700
  • sac@hidrolight.com.br

Posts da categoria: Alimentação

Alimentação

Um novo motivo para você não tomar refrigerante!

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

 

Exercícios, dieta e academia todos os dias para fazer os resultados aparecerem, sem falar na dificuldade para se manter na dieta e evitar comer aquela coxinha com um belo copo de refrigerante gelado.

 

Mas refrigerante e dieta não pode! E nem pense em tentar compensar na quantidade de comida “vou comer menos pra poder tomar refrigerante”, isso não funciona até porque a combinação de refrigerante e comida atrapalha a oxidação das moléculas de gordura!

 

Mas se você não sabe o que significa essa loucura de “oxidação das moléculas de gordura” a gente explica: Significa que você vai demorar mais tempo pra gastar essas calorias que acabou de comer.

 

“E se eu tomar a versão sem açúcar? ” 

 

Não adianta de nada e ainda piora! O ingrediente usado nesses refrigerantes estimula a produção de insulina no sangue, que em excesso pode facilitar que você engorde!

 

Então se você quer que a dieta funcione e os resultados apareçam, tire os refrigerantes do cardápio e adicione o suquinho natural.

Alimentação

Grande parte dos brasileiros querem, mas não conseguem comer melhor

Postado por: em

Photo by Katie Smith on Unsplash

 

Seguir uma dieta em teoria pode ser muito fácil, mas nem sempre é assim na prática. Muitas coisas podem atrapalhar e até impedir que você comece uma dieta saudável.

 

É isso que uma pesquisa feita pela Proteste, uma associação de seguidores com mais de 2400 pessoas, diz. Segundo essa pesquisa 80% dos brasileiros querem comer melhor mas não conseguem.

 

Os principais motivos são:

57% não melhoram a alimentação por falta de dinheiro.
36% dizem não ter tempo para organizar um cardápio equilibrado.
37% não resistem aos doces, embutidos e frituras.
28% acham difícil demais modificar os hábitos.

 

É claro que para quem tem uma situação financeira melhor é mais fácil fazer dieta, porém, existem vários tipos de dieta, e algumas delas são bem em conta e cabem em quase qualquer bolso. E não podemos esquecer que é mais barato ter uma alimentação saudável do que os gastos médicos que uma má alimentação pode trazer!

 

Quanto aos problemas disciplinares, esses precisam de um acompanhamento profissional para serem resolvidos. Consultar nutricionistas e em alguns casos psicólogos pode ser necessário!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Proteste

Alimentação

Qual suplemento alimentar é indicado para cada caso?

Postado por: em

Photo by Osha Key on Unsplash

 

Nem todo mundo precisa de suplementos para melhorar os resultados, porém para algumas pessoas eles podem ser verdadeiros salvadores, mas você precisa saber qual suplemento você deve tomar em cada caso. Vamos ver qual é o melhor para o seu caso:

 

Caso 1: Não tenho tempo para comer corretamente

Nesse caso os suplementos com moléculas menores e de mais fácil digestão do que a dos alimentos normais podem ajudar. A palatinose é um carboidrato que fornece energia de uma forma mais lenta, o que não prejudica quem quer emagrecer e ajuda quem não tem tanto tempo para cuidar corretamente da alimentação.

 

Caso 2: Quero ganhar massa muscular

Nesse caso você precisa aumentar o seu consumo de proteínas, é ela quem é responsável pela construção da massa magra. Vale apostar em alimentos naturais, whey protein, creatina ou BCAA.

 

Caso 3: Me sinto muito cansada

Quando isso acontece com frequência, é indicado uma capsula de cafeína 30 minutos antes dos exercícios. Além de ser termogênico – o que auxilia na queima de calorias – ele também melhora o foco e dá energia para os exercícios.

 

Caso 4: Fico doente com frequência

A atividade física ajuda a aumentar a imunidade, porém, quando feita em excesso ela pode ter efeito contrário e baixar a sua imunidade. Neste caso, os probióticos e a glutamina ajudam a reforçar a saúde do intestino e otimizar a absorção dos nutrientes. O ômega 3 também pode ajudar tendo um efeito anti-inflamatório.

 

Claro que se você está sentindo a necessidade de tomar algum tipo de suplemento alimentar é recomendado que você visite uma nutricionista. Só ela poderá dizer com exatidão qual o suplemento perfeito para você e sua necessidade!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Alguns alimentos podem controlar a compulsão alimentar

Postado por: em

Photo by Mira Bozhko on Unsplash

 

Quem nunca teve aquela vontade incontrolável de comer um lanche trash uma vez ou outra. Quantas dietas já foram prejudicadas por isso? Se você tem esse problema – como a maioria das pessoas – temos uma excelente notícia!

 

Endocrinologistas do Beth Israel Deaconess Medical Center, nos Estados Unidos acompanharam 10 pacientes, 5 tomaram um smoothie batido com nozes e os outros 5 tomaram o mesmo smoothie só que sem as oleaginosas. Na segunda seção o cardápio foi invertido.

 

Em resumo, o estudo revelou que o grupo que tomou o smoothie com nozes mostrou uma atividade cerebral na área responsável por controlar os impulsos, maior que o outro grupo quando expostos a comidas como hambúrgueres e sobremesas.

 

Traduzindo, as nozes podem te ajudar a se manter na dieta controlando a compulsão alimentar. A receita é simples, basta adicionar entre 5 a 7 unidades de nozes a sua refeição diária e feito, dieta protegida com sucesso!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Alimentos que previnem o câncer de mama #OutubroRosa

Postado por: em

Photo by Jamie Street on Unsplash

 

Uma dieta balanceada com frutas, verduras, legumes e grãos, além de formarem um prato bastante colorido, também é capaz de prevenir muitas doenças.

 

De maneira geral, você só percebe a importância de uma alimentação saudável quando uma doença aparece, mas não deveria ser assim, já que a prevenção evita incômodos e gastos médicos tanto com doenças comuns, quanto com doenças graves como o câncer de mama. Então vamos colocar mais cor no nosso prato com esses alimentos que previnem o câncer de mama:

 

Frutas vermelhas:

Frutas vermelhas, como framboesa e amora, contêm fitonutrientes anticancerígenos chamados antocianinas que retardam o crescimento de células pré-malignas e evitam a formação de novos vasos sanguíneos, que podem alimentar um tumor.

 

Uva:

Estudos já mostraram que flavonóides, presentes na uva, podem retardar o crescimento de células malignas no organismo. Entretanto, para que os adoradores de vinho tinto, é bom não abusar da bebida com a alegação de que ele faz bem para a saúde. O excesso de álcool prejudica todo o metabolismo e pode ser vir de gatilho a outras doenças, além de fragilizar a imunidade.

 

Romã:

Um estudo publicado na revista Cancer Prevention Research, da Associação Americana para Pesquisa sobre Câncer, mostrou que romãs podem ajudar na prevenção contra o câncer de mama. Eles analisaram a interação dos compostos do fruto com a enzima aromatase, responsável pela produção de estrogênio e fundamental para o surgimento de células cancerígenas. Concluíram, então, que o fruto inibe sua ação.

 

Brócolis:

O brócolis é uma grande arma contra o câncer, isso porque ele possui uma substância chamada Sulforano, que por meio do estimulo das enzimas do corpo elimina substâncias que podem originar células cancerígenas.

 

Soja:

Essa pode até não colorir o seu prato tanto quanto as outras, mas faz um bem enorme para a prevenção do câncer. Soja e derivados, como o seu leite e tofu, contêm nutrientes em sua composição chamados fitoestrogênio. Ele é similar ao hormônio estrogênio natural, produzido pelo corpo feminino a partir da adolescência e, por isso, ocorre uma competição entre ambos dentro do nosso organismo. Essa disputa interfere em enzimas importantes para o desenvolvimento de células cancerígenas

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Jantar em casa pode ajudar no controle de peso

Postado por: em

Photo by Igor Miske on Unsplash

 

Um estudo recente feito nos EUA, mais especificamente na universidade estadual do Oregon, concluiu que fazer a última refeição do dia em casa, e de preferência cozinhando você mesma, aumenta suas chances de emagrecer ou de não engordar.

 

O estudo foi feito com cerca de 400 pessoas, homens e mulheres, e comprovou que as pessoas que jantam em casa têm mais facilidade em emagrecer ou manter o peso. Segundo os cientistas envolvidos, isso pode ser explicado pelo fato de que indo no restaurante você tem mais opções de comida, saudáveis e não saudáveis, além é claro, das sobremesas, por isso fica mais difícil se controlar. Já no aconchego de casa você pode pensar melhor em qual prato preparar e prepara-lo da maneira mais saudável que puder e na quantidade certa, sem exageros e sem escorregadas na dieta!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Os alimentos que deveriam estar no seu café da manhã

Postado por: em

Photo by Yvens Banatte on Unsplash

 

Você já deve ter ouvido por ai que o café da manhã é a refeição mais importante do dia, né? E é verdade, ele que faz o desjejum que se não for feito na hora certa pode inclusive estragar toda a sua dieta, te fazendo comer mais do que deveria na hora do almoço. Veja alguns alimentos que deveriam estar na sua mesa logo pela manhã (não ao mesmo tempo, claro).

 

Ovo:

Ele é rico em proteínas e gorduras boas, garante saciedade por um longo período e também possui vitaminas do complexo B, que vão te garantir mais energia para uma manhã agitada.

 

Cereais integrais:

Por serem integrais tem muita fibra, o que vai garantir saciedade e ainda ajudar a regular o intestino ajudando a desinchar a região abdominal.

 

Iogurte natural:

Ele não contém conservantes e é fermentado por bactérias que auxiliam na flora intestinal. Essa versão também possui proteínas e gorduras que fazem com que você sinta menos fome.

 

Abacate:

Ele é uma boa ideia para quem gosta de beliscar o tempo todo pela manhã, isso porque ele tem vitaminas e minerais que controlam a compulsão alimentar.

 

Salada de frutas:

Ela é perfeita, um buum de vitaminas logo pela manhã vai te deixar com certeza mais disposto para o resto do dia. Além disso também é rica em minerais e antioxidantes.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Como aumentar o seu consumo de fibras facilmente

Postado por: em

Photo by Toa Heftiba on Unsplash

 

Uma dieta rica em fibras previne muitas doenças graves. Uma das principais funções dela é auxiliar no bom funcionamento do intestino, mas também ajuda a reduzir outros problemas de saúde como colesterol alto e excesso de peso. Ou seja, é de extrema importância que você consuma fibras frequentemente, e pra falar a verdade nem é tão difícil aumentar o seu consumo, veja essas dicas:

 

1. Sempre que for consumir frutas, coma elas com casca, inclusive quando for fazer batida delas! (Exceto quando a casca não for comestível)

2. polvilhe frutas, iogurtes, saladas e até sopas com farelo de trigo ou sementes de gergelim, girassol e linhaça.

3. Acrescente sementes de chia, farinha de coco ou amaranto e quinoa em flocos à massa da panqueca ou da tapioca.

4. Aproveite melhor os vegetais: além dos floretes, use o talo e as folhas dos brócolis, a cenoura, a batata e o pepino com a casca.

 

Confira os alimentos que contém mais fibras (em 100 gramas)

Linhaça: 33,5 g
Feijão: 16 g
Aveia: 15,4 g
Lentilha: 8 g
Arroz integral: 7 g
Pão integral: 6,8 g
Abacate: 6,7 g

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

As armadilhas do seu trabalho que te fazem engordar

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Muita coisa pode interferir na balança, alimentação e exercício são as principais, mas não as únicas, até mesmo o seu dia a dia no trabalho pode interferir, veja como seu trabalho pode interferir no seu peso:

 

Horário:

Se você precisa estar muito cedo no trabalho é normal que as vezes acorde atrasado e pule o café da manhã, ou, para ter mais alguns minutos de sono, nem tenha o costume de tomar café. Acontece que começar o dia sem café da manhã, além de problemas óbvios como desmaios, fará com que você exagere na refeição seguinte e com o tempo isso vai garantir uns quilinhos a mais na sua balança.

 

Guloseimas:

Esse problema é principalmente daqueles que trabalho em escritório. É comum que você leve algum tipo de doce como chocolates e bolachas pra enganar o estomago no meio da tarde. O ato pode parecer pequeno e insignificante, mas a longo prazo pode garantir uns quilinhos a mais na balança, e dependendo da quantidade e do histórico família, até mesmo doenças como diabetes.

 

Stress:

Pode ser muito estressante quando aparecem com tarefas de última hora ou coisas do tipo. Uma coisa que talvez você não saiba é que esse stress pode alterar o apetite te fazendo comer mais e dando preferencias aos alimentos mais calóricos que com certeza farão a diferença na sua balança.

 

Noites em claro:

Trabalhar até tarde com frequência pode fazer muito mal para o seu corpo, noites em claro trabalhando, seja no escritório ou em casa, causam cansaço excessivo que desperta a vontade de comer. E pior, fazem com que os doces se tornem o alvo principal do seu paladar, pois eles passam a funcionar como recompensa do esforço. Para fugir dessa armadilha, já que as vezes ter que trabalhar durante a noite é inevitável, sempre separe um lanchinho e deixe-o guardado para quando a fome aparecer.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

O desafio de morar sozinho e comer bem

Postado por: em

Fonte: Shuttestock

 

A maior parte das pessoas que moram sozinhas, principalmente as mais jovens, sofrem com um problema em comum: Falta de tempo ou de vontade (principalmente vontade) de cozinhar. Isso leva muitas dessas pessoas a se alimentarem mal e algumas vezes pouco, e os congelados e industrializados passam a ser a fonte principal de nutrientes do dia.

 

Primeiros passos para evitar a má alimentação

 

Uma coisa muito importante é ir para o mercado com uma listinha de compras, isso evita que se compre o que não é necessário, como as besteiras, e também evita desperdícios. O recomendado é fazer o cardápio da semana e só comprar o necessário para fazê-lo.

 

Aprender a cozinhar é uma arma importantíssima para fugir dos deliveries, shakes e congelados, que apesar de práticos, são venenos para a nossa saúde e para o nosso bolso.

 

Saladas podem ser a solução para você que não sabe cozinhar quase nada! Elas são fáceis de preparar e extremamente ricas em vitaminas e fibras.

 

Sanduiches são bem vindos desde que você não use salsichas e hambúrgueres prontos, ao invés disso, use carne moída, ou frango desfiado.

 

Se decidir comer fora, prefira os restaurantes self-service e aproveite a variedade de alimentos a seu favor.

 

Comer a cada três horas é uma maneira eficiente de evitar que você chegue com muita fome para a próxima refeição, para fazer isso de uma maneira mais rápida, aposte nas frutas, tanto a versão in natura quanto nas batidas.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Uol e Engeplus

Alimentação

Dicas para o chá perfeito

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

O inverno vem ai e nessa época do ano as bebidas quentes começam a fazer sucesso, entre elas está o chá! Embora eles mereçam atenção o ano inteiro por conta de seus benefícios a saúde, é no inverno que eles realmente são um sucesso. Para você que é um amante dos chás, aí vão algumas dicas para o chá perfeito:

 

A água:

Sim, a água usada é importante pois se ela estiver com um gosto estranho, com certeza isso afetará o gosto do chá. Ferver a água as vezes não é o suficiente para tirar o sabor ruim, para o chá perfeito use água mineral, e não a de torneira comum.

 

A temperatura:

Quanto a isso pode variar de acordo com a erva usada para fazer o chá: Os chás escuros, como o preto, demandam água mais quente, a regra é mais ou menos essa:

Para o chá preto, ferver a água a 100° C.
Para os chás verde e oolong, ferver a água e deixar esfriar um pouco – até uns 80° C.

Isso faz com que você aproveite melhor o chá sem queimar as folhas usadas para fazê-lo, assim aproveitando o melhor sabor que ele pode te proporcionar.

 

O tempo de contato da erva com a água:

Assim como a temperatura, esse quesito varia dependendo da erva, e o motivo é o mesmo: Aproveitar melhor o sabor sem queimar as ervas usadas, o que pode amargar o sabor. Aqui vai mais uma regrinha:

Chá verde: de 1 a 3 minutos.
Chás pretos: de 2 a 4 minutos.
Infusões: aproximadamente 5 minutos.

 

Pode esfriar, mas não demore para beber:

Você pode sim fazer um chá e resolver guardar na geladeira para beber depois, porém, é importante consumir no mesmo dia de feito, para que seu sabor não altere e piore com o tempo.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Saúde

Alimentação

4 mitos da dieta desvendados

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Existem muitos mitos quando o assunto é emagrecer, desde dietas milagrosas, até pequenas atitudes que prometem fazer toda a diferença. Mas será mesmo que essas atitudes mudam alguma coisa ou são apenas mitos? Veja alguns deles a seguir!

 

Deixar de comer carboidratos a noite emagrece. MITO. 

Se você consumir carboidratos em excesso, você vai engordar independente da hora do dia, o que faz isso ser relativo é a sua rotina: Se você treina de noite, o consumo de carboidratos pós treino pode ser recomendado, ou, se você treina logo cedo pela manhã também. Outro caso onde o consumo é recomendado é quando você dorme por muito tempo depois de realizar o jantar. Mas claro, em todas essas situações os excessos devem ser evitados.

 

Passar frio emagrece. MITO.

É verdade que o frio pode acelerar o metabolismo pela necessidade de balancear a temperatura corporal, mas isso não é nada que vá impactar de maneira influente na sua queima de gorduras.

 

Correr de moletom emagrece. MITO.

Na verdade a única coisa que vai mudar é que você suará mais, porém isso não significa emagrecimento, e sim um processo mais rápido de desidratação, perda de líquidos. É verdade também que isso pode dar uma diferença na balança, mas o que você perdeu foi liquido e não gordura.

 

Tomar água durante as refeições engorda. MITO.

Tomar água durante as refeições provoca uma sensação maior de saciedade porque faz mais volume no estômago. Não engorda e pode auxiliar no emagrecimento.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Estilo

Alimentação

Razoes para diminuir ou cortar o açúcar da dieta

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Todo mundo já conhece os malefícios do açúcar para a sua saúde, principalmente do açúcar refinado. Como se já não fosse o suficiente ele estar ligado a está ligado ao aumento do risco de ter problemas como diabetes, obesidade, colesterol alto, gastrite e prisão de ventre, vamos dar alguns outros motivos para você parar de comer esse veneno.

 

Pele mais jovem:

Cortar o açúcar da dieta é capaz de amenizar as linhas de expressão da sua pele e até mesmo retardar os primeiros sinais do envelhecimento. Isso porque quando em excesso na circulação, a substância desencadeia uma séria de reações moleculares que comprometem a firmeza e a elasticidade da pele.

 

Tchau pochete:

Aquela gordurinha extremamente difícil de perder em volta da sua região abdominal pode ser por culpa do açúcar também! Aquilo é a chamada gordura visceral, ela é mais difícil de eliminar porque esse tipo de gordura costuma ficar escondida entre os órgãos. Um estudo recente descobriu que pessoas que ingerem bebidas com adição açúcar apresentam uma quantidade maior de gordura visceral. Ou seja, mais gordurinhas no abdômen.

 

O coração agradece:

O açúcar é praticamente uma passagem só de ida aos problemas cardíacos.  Um estudo publicado no periódico americano JAMA revelou que pessoas que consomem muito açúcar – o correspondente a 21% ou mais do total de calorias diárias – correm o dobro de risco de desenvolver doenças do coração. Quem consome por volta dos 17% também está no grupo de risco e contabiliza uma probabilidade 38% maior de sofrer com as complicações. O certo mesmo é limitar a ingestão de açúcar a 8% do total de calorias do dia.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Como evitar que uma sopa vire uma bomba calórica

Postado por: em

 

Fonte: Shutterstock

 

As sopas são grandes aliadas da dieta. Porém algumas opções de sopas não são assim tão leves quanto deveria, e algumas escolhas podem transforma-las em uma grande cilada. Por isso listamos para vocês quais são as maiores armadilhas na hora de preparar a sua sopa e o que você deve fazer para fugir delas.

 

Creme de leite:

O creme de leite é uma opção bastante popular para deixar o caldo mais encorpado, porém, é rico em calorias. O recomendado é evitar o ingrediente ou usar no máximo meia xícara de chá para cada duas porções de sopa.

 

Queijo ralado:

Os amarelos também não são boas opções para a sua sopa, eles são ricos em calorias e certamente vão deixar a sua sopa bem gordurosa. O recomendado, novamente, é não usar, porém, quem não consegue resistir deve usar no máximo uma colher de sobremesa de queijo ralado, evitando o uso do parmesão.

 

Azeite:

O azeite é cheio de benefícios, mas é cheio de calorias também. Por isso não exagere na hora de usá-lo, uma colher de sopa já é o suficiente!

 

Nem todo caldo é bom:

Com o inverno chegando o caldo se torna cada vez mais popular, porém, se engana quem acha que qualquer caldo é leve e saldável. Muitas vezes o caldo é feito com alguma carne rica em gorduras, o correto é prepara-lo com carnes magras ou apenas verduras e vegetais.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Os alimentos mais viciantes

Postado por: em

 

Assim como algumas drogas, alguns alimentos tem a capacidade de mexer com o seu cérebro a ponto de desencadear um círculo vicioso, ou seja, quanto mais você o come, mais vontade o seu corpo tem de consumi-los.

Se você ficou assustada com a notícia e quer começar a evitar esses alimentos nós vamos te ajudar. Listamos para você alguns dos alimentos mais viciantes.

 

Pizza:

Sabe as pizzas congeladas que você compra no supermercado? Deixe-as de lado! Além disso, quando for pedir alguma pizza peça sempre a que tiver os ingredientes mais frescos e evite os processados como bacon, pepperoni e etc.

 

Chocolate:

Desse vai ser difícil de largar né? Porém se você não quiser largar de vez, e na verdade nem precisa, troque a versão ao leite pela amarga com pelo menos 60% cacau. Isso porque a versão ao leite contém muita gordura, o que ativa o sistema de recompensa do cérebro e faz seu corpo pedir sempre mais.

 

Sorvete:

Esse vai ser outro difícil de se livrar né? Principalmente nos dias quentes de verão. Porém, se bater vontade você ainda pode comer em pequenas quantidades, ou se achar melhor substitua por um açaí!

 

Batata frita:

Esse é, disparado, o alimento mais viciante que existe. Resistir a essas delicias é realmente difícil, mas pra tudo se tem um jeito. Passe longe das processadas, aquelas vendidas em fast-foods e já prontas no mercado. Faça você mesma a sua batata frita em casa, sem reaproveitar óleo e de preferência sem sal.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

O magnésio e seus benefícios

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

O magnésio tem sido cada vez mais reconhecido por sua ampla gama de benefícios para o corpo humano, do modo que uma deficiência desse mineral é bastante prejudicial. Veja alguns dos benefícios que o magnésio pode trazer para você:

 

Saúde cardiovascular:

O magnésio é responsável por manter o ritmo dos seus batimentos cardíacos e além disso o magnésio reconhecidamente protege o coração do estresse muscular, além de colaborar para o controle da pressão arterial.
 

Saúde óssea:

Outra propriedade do magnésio é manter a densidade óssea adequada. Isso é muito importante para crianças e adolescentes, cujo o crescimento adequado depende da densidade dos seus ossos.

 

Saúde mental:

Manter bons níveis de magnésio proporciona prevenção e alívio de diversos problemas de saúde mental e nervosa. A ansiedade e o estresse, bem como ataques de pânico ou de agitação excessiva, são evitados ou aliviados por quem obtém as necessidades diárias do mineral.
 

Produção de colágeno:

A produção de colágeno é beneficiada com o consumo de magnésio! Essas importantes proteínas se tornam mais abundantes em tecidos fibrosos como os tendões, os ligamentos e a pele. Por isso, os benefícios do magnésio não se estendem apenas à saúde desses tecidos, mas também à beleza da sua pele.

 
Qualidade do sono:

O magnésio ainda regula a produção de melatonina, um hormônio importantíssimo para ter o sono adequado. Por esse motivo quem sofre de insônia ou noites mal dormidas pode se beneficiar muito com o magnésio!

 

Fontes de magnésio:

As fontes naturais de magnésio são muitas e dificilmente ele não faz parte da sua alimentação! Uma quantidade especialmente alta de magnésio são encontradas nas castanhas-do-pará e nas amêndoas em geral, bem como no espinafre e nos grãos integrais. Além disso, são fontes significativas de magnésio os peixes, a cevada, a alcachofra, a batata doce e os amendoins.
 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mundoboaforma

Alimentação

O que comer e o que não comer durante a gravidez

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Durante a gravidez muitas coisas vão mudar no seu corpo além do tamanho da barriga. Para manter tudo sob controle são necessárias algumas adaptações na maneira como você se alimenta, confira:

 

Coma menos e com mais frequência:

Enjoos e mal-estares são sensações normais e corriqueiras no dia a dia de uma gravida. Reduza o tamanho das refeições para evitar que esses desconfortos se tornem comuns e se alimente em intervalos mais curtos, como a cada duas horas.

 

Preste atenção no que você está comendo:

Evitar industrializados é um bom caminho para evitar o inchaço, esses alimentos são muitos salgados e acabam ajudando na retenção de líquidos! Já o açúcar também deve ser controlado para evitar a diabetes gestacional, que pode acontecer até em mulheres que eram saudáveis antes da gestação!

 

Reforce as vitaminas:

Algumas vitaminas devem ser ingeridas em maior quantidade durante a gestação, é o caso do ácido fólico, ferro e do cálcio. Converse com o seu médico sobre o assunto e veja como você pode aumentar essa dose de vitaminas!

 

Não exagere no café:

Por conta dos hormônios você vai se sentir mais cansada, mas suprir esse cansaço ingerindo cafeína não é uma boa ideia nem para a sua saúde nem para a do bebê!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Os malefícios dos refrigerantes e sucos de caixinha

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

O tema alimentação saudável nunca esteve tão em alta quanto hoje, mas ainda assim os índices mostram uma grande diferença entre a maneira como as pessoas estão se alimentando e o que é realmente recomendado quando o objetivo é emagrecer ou simplesmente comer bem.

Muitas vezes por conta da correria do dia a dia acabamos optando por comer e beber coisas nem tão saudáveis, porém mais práticas! Esse é o caso dos refrigerantes e dos sucos de caixinha, a comodidade de abrir a geladeira e tomar um suco ou refrigerante já prontos é o que torna esses dois produtos tão atraentes, porém nada bons para a sua saúde!

 

Malefícios do refrigerante:

Excesso de sódio (versões light e zero): Prejudica muito a capacidade de retenção de líquidos pelo organismo, sendo geralmente utilizados adoçantes dietéticos artificiais;

Excesso de açúcar (versões comuns): Aumenta o risco de obesidade e diabetes tipo 2, devido ao alto teor de açúcar e sobrecarga no fígado, gerando acúmulo de gorduras no organismo;

Presença de cafeína: Prejudicial para pessoas com pressão alta e doenças do coração;

Corantes artificiais e conservantes químicos: São substancias alergênicas que causam efeito acumulativo no organismo, sobrecarregando fígado e pâncreas;

Rico em ácido fosfórico: Substância que enfraquece ossos e dentes e carrega o cálcio para o intestino;

Excesso de gás: Compromete o sistema gástrico, dificulta a digestão e provoca a sensação de empachamento e inchaço do abdômen, além de gases;

Excesso de ácido: Quando consumido em excesso, provoca irritações das mucosas do estômago, podendo causar feridas nas paredes estomacais.

 

Malefícios do suco de caixinha:

Excesso de açúcar: Aumenta o risco da obesidade e diabetes tipo 2;

Presença de conservantes químicos: Possuem efeito acumulativo no organismo e sobrecarregam fígado e pâncreas;

Presença de aromas artificiais: Grande quantidade de elementos alergênicos, podendo causar irritação e erupção cutânea;

Corantes artificiais: São substancias sintéticas, utilizadas para deixar a cor do suco mais vistosa e atraente para os consumidores, porém são substancias alergênicas e possuem efeito acumulativo no organismo;

Reduz ou anula qualquer propriedade das frutas: Redução significativa do valor nutricional da bebida Natural e seus benefícios;

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fontes: Corpoacorpo e Claudia

Alimentação

Como reverter o metabolismo lento?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Embora o metabolismo influencie em muitas coisas dentro do seu corpo, a sua principal associação tem sido justamente a questão do peso. Nosso peso é determinado pelo balanço energético, ou seja, a quantidade de calorias que ingerimos menos a quantidade que gastamos, de forma simples é isso. Se consumimos mais calorias do que gastamos o saldo fica positivo e nós ganhamos um pouco de peso pois o organismo armazena o excedente principalmente em forma de gordura.

É por isso que o metabolismo é importante para a perda de peso, ele que determina quantas calorias nós vamos gastar em repouso e inclusive pode fazer te gastar mais durante os treinos!

 

Se você tem o metabolismo lento seu gasto calórico vai ser menos, mas isso, na maioria dos casos, tem solução: Salvo os casos específicos, no qual o metabolismo apresenta a lentidão por algum problema de saúde, algumas medidas simples podem ajudar a restabelecer o ritmo e facilitar a perda de peso:

 

Alimentar-se regularmente: É comum acreditar que ficar longos períodos sem comer para compensar um eventual deslize na dieta pode ajudar a balancear as calorias consumidas. O problema é que isso não é eficaz: o organismo entende como uma privação e não um estímulo, e pode reduzir ainda mais o gasto basal para preservar seu funcionamento.

Monte um cardápio equilibrado: sempre tenha no prato, de maneira balanceada, carboidratos, proteínas e gorduras. As proteínas demandam maior energia para serem digeridas e as gorduras (boas) auxiliam na quebra das próprias gorduras armazenadas no organismo. Essa combinação também ajuda a retardar a liberação da glicose vinda dos carboidratos, tornando-os menos impactantes na dieta. Um exemplo clássico é o tradicional prato brasileiro de arroz (integral) com feijão e bife.

Consuma fibras: Outro ponto importante é sempre incluir fibras no cardápio. Por exigirem um esforço maior para serem digeridas, as fibras ajudam a retardar a liberação de glicose no organismo e prolongam a sensação de saciedade.

Aposte nos termogênicos: E claro, eles não poderiam ficar de fora: substâncias como o chá verde, a casca de laranja amarga, a cafeína, a pimenta, o gengibre e o chá de hibisco, por exemplo, são famosos pela capacidade em estimular a termogênese e, dessa forma, aumentar a taxa metabólica.

Exercício e repouso adequado: Praticar alguma atividade física é fundamental para aumentar a taxa metabólica, além disso, músculos são grandes queimadores de energia, mesmo em repouso. Logo, praticar atividades como musculação mantem o metabolismo acelerado mesmo horas após o término do exercício. Da mesma forma, é fundamental repousar, além de o descanso ser fundamental para a recuperação muscular, a qualidade do sono influencia na produção e liberação de diversos hormônios.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Emagreça mastigando

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

 

Você sabia que mastigar da maneira errada pode fazer você ganhar peso? É isso que diz uma pesquisa que analisou 230 jovens com pesos variados! Observou-se que a maioria das pessoas acima do peso mastigava com apenas um lado da boca, e por isso não trituravam corretamente os alimentos.

 

O que acontece é que por não triturar corretamente os alimentos essas pessoas acabam exagerando nos molhos gordurosos e líquidos para ajudar a engolir esses alimentos ainda em pedaços. Isso acaba gerando alguns problemas: Além de estimular o consumo de mais calorias, mastigar pouco os alimentos ainda dificulta a absorção dos nutrientes presentes no mesmo.

 

Para evitar que isso aconteça, o recomendado é mastigar 30 vezes o alimento, dependendo se ele é sólido, pastoso ou liquido. Além disso, os alimentos devem ser distribuídos de maneira igual entre os dentes, garantindo assim uma maior eficácia na mastigação!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma e Saude

Alimentação

A dieta está te deixando de mau humor? Veja como evitar:

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Se você é do tipo que fica estressada quando está com fome, dietas vão te deixar subindo pelas paredes de raiva. A ciência já provou que dietas radicais e mau humor andam lado a lado e de mãos dadas…

Geralmente quem é responsável por esse mau humor é a serotonina (substância que regula o humor, sono e apetite). Mas a disponibilidade de serotonina no cérebro depende do carboidrato, é ele quem facilita a entrada dela no sistema nervoso! Porém se você já fez dieta você sabe que o carboidrato é uma das primeiras coisas a serem cortadas, pelo menos quando emagrecer é o objetivo.

 

Como amenizar o mau humor?

Se a sua dieta proíbe até mesmo os carboidratos complexos, como batata-doce, mandioca e cereais, uma boa saída é o esporte, ele também vai fazer a liberação de endorfina, o popular hormônio da felicidade! Além disso, um hobby pode ser interessante também!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

O açúcar que você não vê

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Quanto de açúcar tem nos alimentos que você come? Já parou pra pensar nisso? Essa é uma questão importante visto que o açúcar é capaz de viciar e é uma das causas de obesidade e outros problemas de saúde! Veja quanto de açúcar você come:

Gelatina

1 pote de 100g contém 13,5g de açúcar, que equivale a 3,37 torrões.

 

Energético

1 lata de 473mL contém 52g de açúcar, o que equivale a 13 torrões.

 

Iogurte

1 garrafinha de iogurte contém 11,5g de açúcares totais (incluindo a lactose do leite), o que equivale a 2,85 torrões.

 

Chocolate amargo

5 quadradinhos de chocolate amargo (15g) contêm 8g de açúcar, isto é, mais da metade de sua composição, o que equivale a 2 torrões.

 

Pizza de bacon

Uma pizza individual de 225g contém 17g de açúcar, o que equivale a 4,2 torrões.

 

Água tônica

Uma lata (330mL) de água tônica contém 27,7g de açúcar, o que equivale a quase 7 torrões.

 

Cookies com gotas de chocolate

4 unidades de bolacha do tipo cookies (92g) contêm 34g de açúcar, o que equivale a 8,5 torrões.

 

Sorvete de chocolate

1 sorvete de sabor duplo chocolate contém 23g de açúcar, o que equivale a 5,75 torrões.

 

Limonada

Uma garrafa de 300mL de limonada tem 39g de açúcar, o que equivale a quase 10 torrões.

 

Bolacha de chocolate recheada

7 bolachas de chocolate recheadas de creme contêm 42,7g de açúcar, o que equivale a 10,7 torrões.

 

Cereal

50g de cereal contêm 18g de açúcar, o que equivale a 4,6 torrões.

 

Balas de goma

100g de balas de goma contêm 56g de açúcar, o que equivale a 14 torrões.

 

Isotônico

1 garrafa de isotônico (50mL) contém 38g de açúcar, o que equivale a 9,5 torrões.

 

Torradas:

2 torradas de pão-de-forma têm 6g de açúcar, o que equivale a 1,5 torrão.

 

Refrigerante:

Una garrafa de 500ml de refrigerante contém 53g de açúcar, o que equivale a 13,25 torrões.

 

Iogurte light de morango:

1 pote de iogurte light de morango contém 16g de açúcar, o que equivale a 4 torrões.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Como organizar as compras da dieta no mercado?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Fala a verdade, quantas vezes você já foi ao mercado pra comprar “apenas as coisas da dieta” e voltou com uma pilha de coisas que você não precisava e que provavelmente vão te ajudar a sair da dieta e esvaziar a sua carteira? Pois é, muitas, mas vamos te ajudar a evitar esse tipo de coisa, economizar e ainda seguir mais firme na dieta!

 

Planejar:

Nada de sair correndo para o mercado, é importante planejar, fazer uma lista do que precisamos pra evitar as compras desnecessárias. Reserve uns minutos do seu dia para planejar as refeições da semana e faça uma lista apenas com os ingredientes necessários!

 

Coma antes:

Esse truque é antigo, mas funciona. Ir ao mercado com fome com certeza vai acabar te fazendo levar algumas coisas nem tão saudáveis quanto você gostaria, como os industrializados! Não se esquece em, antes do mercado reserve um tempo para uma refeição saudável e balanceada.

 

Não julgue o alimento pelo rótulo:

É muito normal ver nos rótulos frases como “sem açúcar” “baixo teor de sódio” “diet e light”, mas acontece que isso muitas vezes esconde a presença de substâncias ainda mais nocivas do que essas retiradas. Ao invés de ficar focando no rótulo, ler a tabela nutricional vai te trazer muito mais informações importantes!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Alimentos sem glúten podem não ser tão saudáveis

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

O glúten, de um tempo pra cá, se tornou um vilão para muita gente. Várias acusações contra ele fizeram com que ele perdesse espaço nas gondolas dos supermercados e no cardápio de muita gente, inclusive de quem não tem qualquer intolerância a ele.

 

De olho nisso, a Universidade de Illinois, em Chicago (EUA) resolveu analisar exames de sangue e urina de dois grupos de pessoas, um deles só consumia produtos glúten-free. O resultado foi surpreendente: os integrantes desse subgrupo apresentaram 70% mais mercúrio e quase o dobro de arsênio no organismo em comparação ao resto da turma, que se alimentava sem restrições. A exposição a essas substâncias tóxicas, vale ressaltar, tem sido associada a problemas cardiovasculares, câncer e outras doenças.

 

A explicação para a conclusão do estudo estaria nos ingredientes usados para substituir as fontes de glúten — em especial a farinha de arroz. É que esse grão pode acumular partículas de metais nocivos vindas da água, do solo e de fertilizantes em geral, como indica uma pesquisa da Universidade de São Paulo.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Saude

Alimentação

O novo perigo dos fast-foods

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Se você está na luta para largar os fast-foods eu vou te dar mais um motivo: Segundo um estudo publicado recentemente no jornal científico Environmental Science & Technology Letters, embalagens de alimentos prontos podem conter substâncias um tanto perigosas para a saúde.

 

Um time de pesquisadores americanos analisou mais de 400 embalagens e copos de papel e cartolina usados pela maioria dos restaurantes de fast-food para embrulhar a comida. Em boa parte dessas embalagens foram achadas substâncias fluoradas, associadas em estudos anteriores a câncer e diabetes, problemas de fertilidade e, nas crianças, a distúrbios de desenvolvimento.

 

Apesar de assustadores, esses achados ainda precisam ser investigados mais a fundo. Até porque as substâncias foram encontradas em diferentes concentrações nos produtos analisados – alguns, em níveis tão baixos que provavelmente nem foram adicionados à embalagem, mas vieram de materiais reciclados ou de fontes desconhecidas. Em todo caso, a pesquisa serve para reforçar a recomendação de que cozinhar em casa é sempre a opção mais saudável.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Maneiras simples de comer menos calorias no seu dia

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Existem algumas pequenas mudanças que você pode fazer no seu dia a dia que podem fazer você ingerir menos calorias e ainda tornar suas refeições mais saudáveis!

 

  1. Não coma em frente à televisão:

Essa eu garanto que a sua mãe já te falou! Jantar enquanto assiste televisão desvia a sua atenção das porções ingeridas. Além disso, o hábito também distrai o seu cérebro que não consegue registrar da maneira correta se você comeu ou não o suficiente, fazendo a fome voltar mais rápido do que deveria.

 

  1. Cozinhe mais em casa:

Cozinhar em casa geralmente te proporciona uma refeição mais saudável, segundo um estudo publicado em 2015, quem come em casa seis ou sete noites por semana acaba ingerindo cerca de 150 menos calorias por dia do que aqueles que colocavam o hábito em pratica apenas um dia ou menos.

 

  1. Coma proteína:

Ingerir refeições e lanches ricos em proteínas pode controlar a sensação de fome no meio da tarde. Além disso, pratos ricos em proteínas tem um efeito maior na sensação de saciedade se comparado aos com baixa dose do nutriente.

 

  1. Mantenha a cozinha organizada:

Um estudo publicado no ano passado comprovou que as pessoas que deixam a cozinha organizada comem duas vezes menos guloseimas, deixando de consumir 53 calorias por dia!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Limonada ou laranjada?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Limonada e laranjada são duas bebidas muito consumidas no verão, apesar de serem feitas or frutas muito parecidas, existem peculiaridades nutricionais para ficar de olho na ora de optar por uma das duas.

Se você foi espiar esses dados na tabela, um aviso: os valores abaixo dizem respeito ao suco de apenas uma fruta:

Energia
Limonada – 17 cal
Laranjada – 60 cal

Carboidratos
Limonada – 1,4 g
Laranjada – 12,2 g

Cálcio
Laranjada – 52 mg
Limonada – 5 mg

Potássio
Laranjada – 237 mg
Limonada – 80 mg

Vitamina A
Laranjada – 270 UI
Limonada – 1 UI

Vitamina C
Laranjada – 70 mg
Limonada – 31 mg

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Saude

Alimentação

Benefícios do gengibre para quem pratica atividades físicas

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Você já deve ter experimentado o gengibre em algum lugar. Apesar do gosto forte, a raiz é uma ótima opção pra quem gosta de cuidar da saúde e, além disso, ela é muito versátil e combina com muitos pratos e sucos. Veja alguns dos seus benefícios:

 

Diminui a dor muscular:

Por conter uma substância chamada gingerol em sua composição, ele apresenta propriedades anti-inflamatórias. Além de controlar a inflamação dos tecidos, ele também ajuda na recuperação dos músculos após uma sessão de exercícios.

Diminui a dor nas juntas:

Como falamos, o gengibre é um analgésico e anti-inflamatório natural. Isso significa que ele diminui os receptores de dor e atua diretamente nas terminações nervosas, melhorando casos de artrites. E o melhor de tudo: sem efeitos colaterais que podem ser causados por medicamentos.

Previne tonturas:

Não vai ter tempo de comer direito antes do treino? Aposte no chá de gengibre para passar longe da tontura que pode aparecer após o esforço. Uma das hipóteses do por que a raiz funciona é o efeito que ela tem sobre os receptores de serotonina no cérebro.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Conheça e use o alecrim

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Origem: um integrante das chamadas Ervas de Provence, o alecrim é usado há séculos como  tempero e remédio na região mediterrânea. Espalhou-se pelo mundo com os colonizadores.

Forma de uso: fresco ou seco. Em assados e cozidos, deve-se colocar na receita antes de levar ao fogo. É bastante comum em marinadas.

Com o que combina: trata-se de um tempero perfeito para todos os tipos de carnes, inclusive as de sabor forte. Ótimo para compor vinagres, manteigas e óleos. Também vai bem em massas e pães.

Com o que não combina: evite acrescentar o alecrim em pratos crus ou saladas frescas, porque seu sabor pode ficar amargo e adstringente demais.

Benefícios nutricionais: a planta é usada há séculos na fitoterapia e tem ação antibacteriana comprovada. Os antigos ainda afirmavam que a erva melhora a memória. De fato, pesquisa recente da Universidade de Saint Louis (Estados Unidos) indica que seus óleos essenciais têm antioxidantes que poderiam proteger as células cerebrais.

Como plantar: o alecrim gosta de solo pedregoso e arenoso, pouca água e muita luz. Por outro lado, ele sofre em altas temperaturas.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Saude

Alimentação

Mexer no celular durante as refeições pode fazer você comer mais

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Hoje em dia é normal ir a restaurantes e encontrar um monte de pessoas usando o celular enquanto comem. Mas você sabia que isso pode fazer você engordar?

Acontece que manter o foco na comida faz com que você se sinta satisfeita com porções menores, confirma um estudo canadense publicado no Journal of Marketing Research.

 

Além disso, aspectos emocionais podem interferir na quantidade que você vai comer. O ideal é que na hora de se alimentar, a gente se esqueça de todos os problemas e compromissos e o momento seja apenas de prazer.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Refrigerante sem açúcar não é melhor do que a versão normal!

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

 

Muitas pessoas por diversos motivos, como saúde e perda de peso, acabam optando por refrigerantes “diet”, “light” ou “zero”, que recebem adoçantes artificiais no lugar de açúcar.

 

Porém, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e do Imperial College London, afirmam que refrigerante sem açúcar não oferece nenhuma vantagem em comparação à versão normal da bebida.

 

Os pesquisadores analisaram os impactos das bebidas, como refrigerantes, sucos e chás gelados, no ganho de peso e na obesidade. Não foram encontradas evidências de que as bebidas adoçadas artificialmente seriam mais saudáveis, além disso, não se sabe os efeitos destes produtos para a saúde em longo prazo, que podem ser ou não até piores do que as versões normais do produto.

 

Através de uma revisão de estudos anteriores, os pesquisadores alertam que a falta de informação sobre as bebidas dietéticas podem ter origem nas estratégias de marketing das grandes empresas, que induzem o consumidor a ingerir esses produtos.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

As melhores escolhas em cada fast-food

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Os restaurantes fast-foods são bem populares no Brasil, isso porque na rotina do dia a dia, eles são opções rápidas para comer, por outro lado, quem bota a saúde em primeiro lugar dificilmente vá comer em um lugar como este, mas nem sempre dá pra escapar da praticidade deles! Por isso, veja o que você pode comer no fast-food sem estragar tanto assim sua dieta!

 

Spoletto:
Prefira as massas integrais e cozidas al dente (o índice glicêmico é menor). No caso do molho, os melhores são os frescos (tomate, pesto) acompanhados de vegetais (abobrinha, alho-poró, brócolis, cebola, cenoura) e proteína magra (ovo, ricota). Evite os itens em conserva (azeitona, alcaparra) e os embutidos. Eles têm muito sódio.

Subway:
As calorias dos pães são próximas, mas o 9 grãos tem mais fibras. Para o recheio, escolha uma proteína magra (frango, atum), folhas, cebola, tomate e pepino são bem-vindos.

Starbucks:
Nem olhe para os doces. Se a ideia é ir além do cafezinho (sem açúcar), peça um muffin de mussarela, tomate e rúcula ou um sanduíche caprese (mussarela de búfala e tomate seco) no pão integral.

Habib’s:
A comida árabe é saudável, mas vá devagar com o pão que acompanha o homus e o babaganuche. E esqueça o quibe frito!

McDonald’s:
O perigo nem são as calorias dos lanches, mas o excesso de sódio. Os mais amigáveis: Hamburger, McFish e Cheeseburger.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Quer reduzir os carboidratos? Veja os cuidados a tomar

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

O sucesso das dietas low carb é facilmente explicável pela sua eficácia, por conta disso muitas pessoas estão aderindo a elas! Se você também vai cortar os carboidratos para emagrecer, tome cuidado para não cometer esses erros:

 

Cortar toda e qualquer fonte de carboidrato:

Pense no seu corpo como um carro: o combustível são os carboidratos. Nada funciona sem eles! Na falta desse nutriente, você vai se sentir cansada, lenta e irritada. Além disso, uma dieta muito radical pode fazer com que a vontade de atacar a primeira guloseima que aparecer na sua frente aumente. E aí, já viu: calorias a mais na conta.

Comer os carboidratos errados:

Nem todos os carboidratos são iguais: existem os simples e os complexos. Os primeiros são absorvidos rapidamente pelo organismo e estão presentes, por exemplo, no pão branco, em biscoitos e em bebidas açucaradas. Já os complexos, que são mais indicados para quem deseja emagrecer, estão nos alimentos integrais e em vegetais como a batata-doce e a mandioca e são digeridos mais devagar por conterem fibras. O resultado disso é mais saciedade.

 

Não controlar porções:

Um alimento com baixa quantidade de carboidratos não significa que também tem poucas calorias. Então, só porque você está maneirando no arroz, no macarrão, no pão e na batata não significa que está liberado exagerar no consumo de outros alimentos. Por exemplo: carnes magras, frutas e legumes também podem prejudicar a sua dieta se forem ingeridos em excesso. Observar o tamanho da porção, portanto, é muito importante quando se trata da perda de peso.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Boaforma

Alimentação

Saúde feminina: 4 alimentos para melhorá-la

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Alguns alimentos são carregados de nutrientes e pouco calóricos. Para melhorar ainda mais a situação, alguns deles ainda trazem benefícios para a saúde feminina, prevenindo problemas pontuais. Vejam quais são eles e o quanto deve consumir:

 

Cranberry:

O consumo regular dessa fruta, seja o suco, desidratada ou o extrato da mesma, reduz em 60% as chances de uma infecção urinaria. A hipótese que justificaria o efeito benéfico da fruta é a presença de compostos que inibem a aderência da bactéria que causa a doença, na mucosa do trato urinário. Recomendação: uma ou duas unidades diárias, que podem ser consumidas nos lanchinhos entre as refeições ou nas saladas.

 

Espinafre:

Além de o vegetal ajudar, e muito, no funcionamento do intestino, um estudo publicado em um jornal americano disse que as mulheres que consomem espinafre regularmente, têm 45% menos chances de desenvolver câncer de mama! Recomendação: duas porções diárias, que podem ser incluídas nas saladas.

 

Castanha-do-pará:

Rica em selênio, ela é fundamental para o bom funcionamento da tireoide, glândula reguladora do metabolismo. O selênio previne, por exemplo, o hipotireoidismo, doença que atinge 15% das mulheres adultas. Recomendação: uma ou duas unidades diárias, que podem ser consumidas nos lanchinhos entre as refeições ou nas saladas.

 

Mamão:

Assim como a cenoura ele é rico em betacaroteno, substancia que além de ajudar a manter o bronzeado, combate os radicais livres, estimulando o sistema imunológico, garantindo a saúde de todos os tecidos. Em especial, auxilia no rejuvenescimento da pele. Recomendação: uma porção diária.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Do que o corpo precisa para ter mais energia?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Muitas vezes a vontade de ficar na cama é maior do que tudo. Com tantos compromissos e atividades diárias, todo o tempo de sobra que temos, queremos passar deitados, na pior das hipóteses sentados. Mas é possível dar um fim nessa falta de pique comendo os alimentos certos, que fornecem os nutrientes necessários para garantir a energia durante todo o dia.

 

Vitaminas do complexo B

Elas afastam a fadiga, melhoram a produção de energia e ajudam na capacidade aeróbica do organismo. Para aproveitar todas essas vantagens, inclua no cardápio leguminosas, cereais integrais, lácteos, frutas e carnes brancas, como o frango e o peixe.

Ferro

Esse mineral é indispensável para o bom funcionamento do corpo. Isso porque ele participa, entre outras coisas, do transporte de oxigênio nas células, o que garante toda a disposição necessária para enfrentar o dia a dia.

Triptofano

Esse aminoácido presente no leite e seus derivados, nos ovos e no chocolate atua no cérebro, junto às vitaminas do complexo B, na produção de serotonina, um neurotransmissor que garante a sensação de bem-estar.

Carboidratos

É por meio do processo de queima desses nutrientes que o corpo obtém energia. Mas, para um melhor aproveitamento (e evitar o ganho de peso), prefira as versões complexas, que têm menor índice glicêmico (IG). Elas se encontram nos grãos integrais e em raízes como batata-doce, inhame e mandioca.

Gorduras

Calma, ninguém está falando que está liberado devorar uma pizza ou um sanduíche com bacon antes de malhar! É verdade que as gorduras são fontes de energia para o corpo, mas para uma vida saudável o ideal é apostar nas versões monoinsaturadas – presentes no abacate, na amêndoa e no azeite – ou nas poli-insaturadas, que estão em peixes como bacalhau e salmão e nas nozes. Elas protegem o coração, têm ação anti-inflamatória e melhoram o sistema imune.

 

Hidorlight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

As verdades e os mitos sobre adoçantes:

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Em meio à internet, é difícil descobrir qual informação é verdadeira e qual é falsa. Para ajudar vocês, fizemos uma lista de verdades e mitos sobre os adoçantes! Confira:

 

Todos os adoçantes são artificiais.
MITO
A stevia, por exemplo, é um adoçante natural extraído das folhas da planta Stevia rebaudiana, sem calorias e sem restrições ao consumo.

Diabéticos não podem consumir adoçantes.
MITO
Todos os adoçantes podem se consumidos por diabéticos, já que nenhum eleva a glicemia. A sucralose, adoçante feito a partir da cana-de-açúcar, e a própria stevia podem ser consumidas sem restrições, pois entram e saem do nosso corpo sem serem absorvidas.

Existe uma quantidade de consumo máxima de adoçantes.
VERDADE
Quando um adoçante é descoberto, ele passa por diversos estudos de toxicidade antes de ser liberado para uso. Nesses estudos, determina-se uma quantidade máxima de consumo da substância sem que ela ofereça riscos à saúde. Assim, os consumidores devem respeitar esses limites – o que é fácil, já que eles são muito maiores do que as quantidades que consumimos habitualmente.

Todos os adoçantes contêm sódio.
MITO
Apenas a sacarina e o ciclamato contêm sódio. A sucralose, o aspartame e a stevia não contém sódio.

Sucralose e stevia adoçam tanto quanto o açúcar.
VERDADE
Adoçam inclusive mais do que ele, sem gerar calorias ou provocar cáries. A sucralose adoça aproximadamente 600 vezes mais que o açúcar, e a stevia, 300 vezes mais.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Por que eu deveria guardar minha salada no pote?

Postado por: em

Fonte: Getty Images

Fonte: Getty Images

 

Por que você deveria botar sua salada em um pote de vidro? Bem, essa é uma maneira de manter ela fresca e pronta para ser levada ao trabalho, ou pra qualquer lugar que você vá! Apertadinhos no recipiente, sem que sobre espaço para o ar em excesso, eles permanecem preservados até quatro dias na geladeira. A conservação é maior porque o vidro também permite uma passagem boa do frio, sem ressecar os ingredientes.

 

Porém, não use ingredientes que fermentam ou escureçam com muita facilidade, como rabanete, brócolis, couve-flor e alface-americana. E evite itens que contêm muita água, como chuchu e abobrinha.

Outro cuidado importante: secar muito bem as verduras e os legumes depois de lavados. O corte também interfere na validade. Cenoura e beterraba raladas, por exemplo, soltam muita água. Deixe esses legumes em cubos ou em tiras. Retire as sementes do pepino e, no lugar de picar o tomate, prefira o tomatinho-cereja, que pode ser colocado inteiro no pote. O mesmo vale para o ovo de codorna. E, se for usar milho ou ervilha em lata, escorra muito bem a água.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Whey protein, concentrado, isolado ou hidrolisado?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Por que investir em whey? Por ele ser rapidamente absorvido e digerido pelo organismo (ainda no período de recuperação das fibras musculares) ele tem o poder de otimizar o ganho de músculos e, com isso, garante mais definição. Antes de comprar o whey que seu amigo ou amiga toma, entenda a diferença entre os três tipos e procure um especialista:

 

Concentrado: passa apenas por uma filtragem e contém gordura, lactose, carboidratos e minerais. A velocidade de absorção é a mais lenta entre os três tipos.

Isolado: é o mais puro, além de concentrar mais proteínas, que passam por um processo específico de filtragem, o que aumenta a velocidade de absorção.

Hidrolisado: por ter uma produção mais complexa, é o mais caro. Não contém lactose e é a proteína de digestão mais rápida.

 

CUIDADO COM OS EXCESSOS:

A proteína que não é usada pelo seu corpo (boa parte dela vai para os músculos) vira gordura. O excesso também sobrecarrega os rins, pois eles têm que trabalhar bem mais para eliminar as toxinas (amônia e ureia) produzidas no processo de digestão do nutriente. Sem falar que tem limite de absorção por vez. O excedente é dispensado pelo organismo. Portanto, não adianta dobrar a dose do suplemento na tentativa de acelerar o resultado. Melhor você seguir a recomendação diária: entre 1,2 e 1,4 grama de proteína por quilo de peso corporal.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Benefícios do adoçante estévia para a saúde.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

A estévia é um adoçante natural derivado da planta Stevia rebaudiana, que está disponível em muitas formas. A mais popular é a versão branca (refinada) e verde (orgânica), mas você também pode comprar as folhas secas de estévia ou extrato de estévia líquida. Os benefícios dessa planta para o nosso corpo podem ser surpreendentes, confira:

 

Poderoso adoçante natural:

As folhas cruas da planta estévia são aproximadamente 40 vezes mais doces do que o açúcar e adoçante em pó deles derivados. Isto significa que apenas um pouco de estévia será suficiente para a maioria das suas receitas sem açúcar.

Não tem calorias:

O açúcar refinado é muito prejudicial para a saúde, é considerado como um dos cinco venenos brancos. A sacarose contém uma grande quantidade de calorias e existem tantos produtos adoçados com este açúcar que se torna uma tarefa muito difícil tentar evitar-los. Como um resultado, o índice de pessoas obesas vem aumentando a cada ano.

Felizmente, o adoçante de estévia não possui calorias. Apesar de não ser de forma alguma um produto para perda de peso, os benefícios da estévia e seu enorme potencial nesta área são óbvios.

Regula a hipertensão:

Por gerações, as tribos nativas da América do Sul têm vindo a utilizar a estévia para adoçar suas bebidas. Além da doçura conseguida, ela também ajuda a reduzir a pressão arterial em pessoas com hipertensão. Hoje, os médicos prescrevem a sua utilização para ajudar a controlar a pressão arterial elevada. Numerosos testes têm mostrado que a estévia não reduz a pressão arterial em indivíduos saudáveis, o que é bom para evitar a hipotensão.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Dicassobresaude

Alimentação

Os alimentos que você não deve congelar

Postado por: em

 

 

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

Congelar os alimentos é provavelmente o meio mais fácil e também o mais utilizado para economizar e reduzir o desperdício de comida.

Ainda que seja possível congelar quase qualquer coisa, alguns alimentos perdem seu sabor e textura se for submetidos a temperaturas extremas.

Para evitar isso, a seguir compartilharemos esses 9 alimentos que é melhor não guardar dentro do congelador.

 

Saladas verdes:

Para desfrutar o sabor fresco dos vegetais na salada, o mais apropriado é preparar a quantidade exata que você deseja ingerir. No entanto, se sobrar algo, evite armazenar o que restou no congelador. Isso fará com que as folhas murchem e percam seu delicioso sabor.

Ao invés disso, lave bem os vegetais, seque-os com toalhas de papel e envolva-os num saco plástico, antes de colocá-los na parte de baixo da geladeira. Procure consumi-los no dia seguinte.

Leite:

A conservação do leite no congelador pode ser realizada dependendo do tipo de uso que você queira dar ao produto.

Se você deseja ingeri-lo como de costume, levar o leite ao congelador apenas fará com que se encha de grumos ao ser descongelado.

No entanto, se o que você quer é guardá-lo para incorporar a sobremesas, tortas ou qualquer outra receita, pode congelar o leite sem problemas, por até 24 horas.

Queijo:

O queijo se estraga com facilidade quando é introduzido por engano no congelador. Os mais duros ficam quebradiços e arenosos, enquanto os macios perdem sua textura.

Depois de congelá-los, você terá mais dificuldade para adicioná-los a outras receitas e não sentirá o mesmo sabor agradável de quando estão frescos.

Batatas:

As batatas têm um alto teor de água, que se cristaliza quando é armazenada no congelador. Quando você quiser usá-las, estarão moles e com alterações do sabor.

A melhor forma de mantê-las em perfeito estado é guardando-as em lugares frescos, escuros e, sobretudo, secos.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

Melhores lanches para uma longa caçada de pokemons.

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

Desde o lançamento do Pokemon Go no Brasil, pessoas de todas as idades, de crianças a adultos, tem saído de suas casas e andado quilômetros em busca de pokemons, muitas vezes ficando fora de casa por horas e horas. Por isso, é importante que você leve uma mochila com lanches para não acabar comendo besteiras durante a sua jornada pokemon. Por isso, leia essas dicas de lanches fáceis e saudáveis para você levar na mochila.

 

Sanduíches naturais:

O sanduíche natural feito em casa é a melhor opção para levar em longas jornadas. Monte algumas opções de sanduíches feitos com pão de forma integral, queijos leves (como a ricota, o queijo minas ou mozarela), frios (como o peito de peru) ou carnes desfiadas e alguns acompanhamentos como cenoura. Evite usar maionese ou outros produtos gordurosos que podem estragar ao ficar fora da geladeira e causar mal-estar quando forem consumidos.

 

Frutas frescas e desidratadas:

Frutas são ótimas opções nutritivas de lanches para fazer longas caminhadas, já que são práticas de transportar e comer. Prefira aquelas que você pode consumir sem o auxílio de uma faca, como a banana, a pera, maçã ou goiaba.

Frutas desidratadas também são opções interessantes de lanche para levar na mochila. Uvas passas, chips de maçã ou banana e damascos desidratados são ótimas alternativas.

 

Snacks rápidos e leves:

Alguns snacks rápidos e leves também podem ser boas opções de lanche para levar na mochila. Porções de oleaginosas (castanha-do-pará, amendoim, amêndoas), cookies integrais, barrinhas de cereal, biscoito de polvilho e torradinhas integrais são interessantes alternativas de lanches simples e fáceis de transportar.

 

Água e sucos nas viagens:

Nunca se esqueça de levar uma porção de água e de suco com você durante sua jornada. Use garrafas térmicas para armazenar essas bebidas e valorize o consumo de cada uma delas para se manter bem hidratado durante todo o trajeto.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Guichevirtual

Alimentação

Dicas para não escapar da dieta.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Algumas atitudes parecem inofensivas para a sua dieta, mas não são. Apesar de ser difícil manter todos os horários corretamente e segurar a vontade de comer besteiras, ou de comer fora da hora, esses hábitos, assim como alguns outros, são essenciais para manter a dieta. Veja alguns erros que você não deve cometer:

 

Comer fora de hora:

Não estipular horários fixos para as refeições, ou não cumprir esses horários, é dar brecha para ficar beliscando o dia todo.

 

Contar para todos que você está de dieta:

Pode parecer besteira ou superstição, mas isso é quase um convite para o fracasso. Sem saber, quem faz isso quer que seus amigos a chamem para sair da dieta, o que provavelmente acontecerá.  É mais vantajoso guardar os seus planos para si, logo os outros notarão as diferenças.

 

Manter as tentações na despensa de casa:

Se você for entrar na dieta, facilite as coisas para você. Tirara os doces e as besteiras da sua despensa evita aquela velha desculpa de que você só irá comer um pedacinho.

 

Pular refeições:

Essa atitude detona qualquer intenção de ter um corpo bonito e mais magro. Ficar mais de três horas sem comer deixa seu metabolismo mais lento e obriga seu corpo armazenar todo o alimento ingerido como gordura. O segredo é fazer todas as refeições e assim não dar tempo para o corpo sentir fome.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Sushi na dieta pode?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Quem nunca apostou no rodízio japonês acreditando que seria uma opção mais leve para o almoço ou jantar? Sim, existem opções saudáveis no cardápio, como o sashimi (fatias finas de peixe cru) rico em ácidos graxos ômega-3. No entanto, o gohan (arroz usado no recheio do temaki e do sushi) é apontado como um dos riscos do menu, isso porque ele é frequentemente preparado com açúcar, o que pode gerar picos de insulina no organismo.

 

Como se não bastasse, o sushi, muitas vezes, vem acompanhado de molhos ricos em gordura ou até fritos, o que aumenta significativamente a quantidade de calorias do prato. Uma única unidade contém pouco peixe ou legumes, o que faz com que o prato tenha baixo teor de proteínas e fibras, o que pode gerar ainda mais fome.

 

Ou seja, se quiser comer comida japonesa sem escorregar na dieta, escolha o sashimi, entre os aliados estão o salmão e o atum, peixes com baixo teor calórico (40 calorias por 28g no salmão e 42 no atum) e rico em proteínas, ômega-3 e boa dose de vitamina D. O wasabi, por sua vez, é boa fonte de antioxidante e protege as células dos radicais livres.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Pessoas que dormem tarde tendem a ser menos saudáveis.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Dormir é essencial para o seu corpo por vários motivos, principalmente para recuperar parte da energia gasta durante o dia. Porém, dormir também ajuda no processo de emagrecimento e melhora a aparência da pele, em uma pesquisa mais recente, se descobriu que pessoas que dormem tarde, ou dormem pouco, fazem escolhas menos saudáveis na hora de comer.

 

Na ocasião, os cientistas investigaram a relação entre o tempo de sono, dieta e exercício em um grupo de 96 voluntários (homens e mulheres) adultos e com idades entre 18 e 50 anos. Todos os participantes do estudo relataram que estavam dormindo menos de 6,5 horas por noite. Vale ressaltar que nenhum deles tinha um trabalho noturno ou tinham que realizar alguma atividade à noite. Depois de uma semana, os pesquisadores coletaram informações sobre o sono, incluindo a duração, o tempo até adormecer e também à hora de acordar.

O resultado foi bastante esclarecedor, tanto as pessoas com problemas para dormir quanto as que costumam acordar mais tarde seguiam uma dieta rica em fast-food e pobre em vegetais. Além disso, eles consumiam menos produtos lácteos do que as pessoas que acordavam cedo. Vale ressaltar que a consequência foi evidente em homens e mulheres, contudo afeta mais o grupo masculino. Dormir tarde também foi associado com a redução da frequência de exercícios no dia a dia. Os participantes que dormiam tarde eram menos ativos fisicamente.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Como lavar e desinfetar corretamente as frutas e verduras:

Postado por: em

tomatoes-and-carrots-picjumbo-com

Fonte:Picjumbo

 

As frutas e verduras são indispensáveis para uma dieta saudável. No entanto, antes de chegar a nossas casas, estes alimentos são suscetíveis a contaminação por vários agentes patogênicos que afetam a nossa saúde, como por exemplo, no processo de plantio e cultivo, onde são submetidos a pesticidas altamente tóxicos.

Por essas razões, é muito importante lavar e desinfetar muito bem esses alimentos, reduzindo assim os riscos para saúde que esses agentes trazem.

 

3 passos rápidos para lavar corretamente as frutas e verduras:

– Em primeiro lugar saiba que o melhor a se fazer para lavar suas frutas e verduras é fazê-lo antes de cortá-las ou descascá-las. Quando você lava a fruta ou verdura inteira, evita que os agentes patogênicos que estão sobre a casca passem para o interior do alimento.

– Você também deve limpar muito bem suas mãos antes de manipular qualquer tipo de verdura e fruta. A higiene pessoal tem um papel muito importante na contaminação deste tipo de alimento.

– Ao selecionar as frutas e verduras que irá lavar, coloque-as por pelo menos dois minutos sob a torneira, ou coloque-as em um recipiente com água para economizar.

 

2 maneiras de desinfetar corretamente frutas e verduras:

Bicarbonato de sódio: Este produto é muito econômico, fácil de ser encontrado. Um de seus benefícios é limpar e desinfetar de forma eficaz, e é por isso que podemos utilizá-lo para uma limpeza correta de frutas e verduras.

Para fazer isso você deve diluir uma colher de sopa de bicarbonato de sódio em um litro de água, coloque as verduras e/ou frutas de molho por 10 minutos e pronto.

 

Vinagre: O vinagre é outro dos desinfetantes naturais mais poderosos que podemos encontrar, pois elimina todo tipo de bactérias por ser antimicrobiano. Assim como o bicarbonato, é um produto muito econômico e que encontramos em casa. O melhor de tudo é que é bom também para a saúde e não tem componentes tóxicos.

Para usa-lo você deve diluir um copo de vinagre em um litro de água, depois deixe as frutas de molho durante 10 minutos ou pode optar por borrifar a mistura com um spray antes de usar o alimento nas preparações da cozinha.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

Sinais de que você não está consumindo calorias o suficiente.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Se você está fazendo uma dieta, seja para emagrecer, manter o peso  ou ganhar mais, deve ficar de olho nas calorias. Além de serem elas que modificam o ponteiro da balança, também são elas que fornecem energia e mantém o corpo funcionando.

Para mulheres, os médicos não indicam dietas com menos de 1.200 calorias por dia. Essa é a quantidade mínima que você deve consumir para atender as necessidades básicas do seu corpo. Confira o que acontece caso você não coma as calorias necessárias:

 

Você passa o dia cansado (a):

Calorias = energia. Sem o combustível suficiente, você não tem ânimo para malhar e regenerar os músculos. Isso porque o seu corpo está guardando as calorias que você ingere para outra tarefa: manter o cérebro e o coração funcionando.

 

Irritação:

A raiva induzida pela fome acontece, pois comer é um ato relacionado com a sensação de prazer. Quando você nega esse sentimento ao seu organismo o que sobra é a irritabilidade.

 

Muita sede:

Quando você não se alimenta corretamente o seu organismo perde eletrólitos essenciais (cálcio, sódio, potássio e magnésio). Então, a vontade de beber água pode sinalizar que algo está errado.

 

Não consegue controlar a dieta:

Seguir uma dieta muito restritiva e com poucas calorias faz com que seu organismo se descontrole e em algum momento a tentação de exagerar vai falar mais alto. A sugestão é evitar dietas muito restritivas e manter uma alimentação saudável.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Dicas para aproveitar o melhor de cada alimento.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Saber fazer escolhas saudáveis para a sua alimentação é extremamente importante, porém só isso não basta. É importante saber o que fazer com determinado alimento para não perder os seus benefícios na hora de comer e aproveitar o melhor de cada um deles, veja as dicas:

 

Pera:

A casca da pera é parte importante da fruta e completa os seus benefícios. A casca contém antioxidante e fibras, essas substancias que fazem com que o açúcar da fruta seja liberado aos poucos no sangue, evitando picos de insulina. Excelente para quem malha e precisa de energia durante toda a aula.

Mirtilo:

Geralmente essa fruta é encontrada congelada para a compra, o que não é um problema, na verdade ao sair do freezer seu potencial antioxidante é maior do que quando ela entrou!

 

Brócolis:

Ele é rico em ácido fólico, vitamina importante na oxigenação do organismo. O segredo para não perder os nutrientes é cozinhar a verdura no vapor e rapidamente.

 

Cenoura:

Se o objetivo é melhorar a absorção dos seus carotenos pelo organismo coma ela cozida, mas não muito. Ela deve ficar ao dente, extrapolar o tempo no fogo destrói esses antioxidantes, assim como as fibras.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Os alimentos para um coração saudável.

Postado por: em

Fonte: Picjumbo

Fonte: Picjumbo

 

Hoje em dia as doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no mundo. Entre as doenças cardiovasculares, encontram-se: a aterosclerose, o enfarte agudo do miocárdio, a angina, o acidente vascular cerebral, os aneurismas ou hipertensão.

Os três pilares para um coração saudável são: Alimentação saudável, atividades físicas e não ser usuário de cigarros. Pensando nisso, trouxemos uma lista dos alimentos que podem te ajudar a manter a saúde do seu coração!

 

Nozes:

Este é um alimento chave para cuidar e prevenir problemas cardiovasculares, graças aos seus altos níveis de ácidos graxos ômega-3, que protegem o coração.

Chocolate preto:

Ele ajuda a restaurar a flexibilidade das artérias e impede que as células brancas do sangue fiquem presas nas paredes dos vasos sanguíneos.

Morangos:

Eles contêm flavonoides, que ajudam a dilatar as artérias, proteger o revestimento interior dos vasos sanguíneos e no controle da pressão arterial.

Chá Verde:

Um ou dois copos por dia ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e contribui também para diminuir os níveis elevados de gordura no sangue.

Azeite de oliva:

A ingestão diária de azeite de oliva ajuda a proteger a saúde cardiovascular através de sua composição em ácidos graxos e antioxidantes.

Salmão:

Ele ajuda a reduzir o colesterol e triglicéridos, além de aumentar o fluxo de sangue e melhorar a elasticidade das paredes arteriais.

Vinho tinto:

Segundo um estudo da American Journal of Clinical Nutrition, o etanol e os polifenóis presentes nessa bebida têm efeitos benéficos sobre moléculas inflamatórias que causam aterosclerose.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Dicassobresaude

Alimentação

Benefícios das algas na alimentação

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

As Algas, ou ervas marinhas, provavelmente não fazem parte da sua alimentação diária, mas deveria. Quem está habituado com a culinária japonesa sabe que as algas são aproveitadas em sushis para revestir os rolinhos feitos de arroz. Aliás, a alga usada no Sushi é especialmente rica em vitaminas e nutrientes. Além do Sushi, as algas servem também para engrossar shakes, e podem ser adicionadas à maionese para impedir que este alimento se liquefaça. Veja a seguir algumas algas e seus benefícios para a saúde.

 

Hijiki: Tipo de alga de cor azul escura, que possui 14 vezes mais cálcio que o leite normal. Rica em fibras e minerais, como cálcio, ferro e magnésio, melhora a saúde e a beleza dos cabelos, deixando-os mais brilhantes.

Kombu: Usada em sopas, cozidos e refogados, a Kombu conta com alto teor de fósforo, potássio, cálcio e iodo, importante para o bom funcionamento da tireoide.

Dulse: Rica em potássio, magnésio, ferro e iodo, ela é usada em medicamentos de controle da tireoide. Na culinária, pode colocada em saladas, sopas e molhos.

Nori: rica em proteína, cálcio, ferro, além das vitaminas A, B e C, contendo duas vezes mais proteína do que algumas carnes. Por conter muito iodo, ajuda na prevenção do bócio e hipotireoidismo. Auxilia a manter os níveis de colesterol sempre estáveis e previne problemas cardiovasculares, fazendo um bem enorme também à saúde da pele.

Ágar-ágar: esta alga é uma mistura de oito tipos diferentes de algas vermelhas, sendo aproveitada em gelatinas de frutas e para encorpar molhos. O ágar-ágar atua como um regulador das funções do intestino, proporciona a sensação de saciedade, reduz os níveis de colesterol e ajuda a eliminar gorduras.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

Alimentação

Quais são as melhores frutas para o seu café da manhã.

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, por esse motivo temos que caprichar nas escolhas do que comer nele. Frutas são excelentes opções, veja quais são as melhores.

 

Banana:
Comece o dia comendo banana para emagrecer! Isso acontece porque a fruta sacia rapidinho. Além disso, deve ser acompanhada de goles de água morna. É estranho, mas funciona. Em contato com a água, as fibras solúveis da banana formam uma espécie de gel que preenche o estômago, espantando a fome por um bom tempo.

 

Melancia:

Ela é carregada de fibras e água, desincha e limpa o organismo. Para seu efeito diurético ser ainda mais eficiente, bata a fruta com as sementes e tome o suco.

 

Mirtilo:

Eles estão em todas as listas de bons alimentos porque são incríveis. Frescos ou congelados, essas frutinhas minúsculas são ricas em antioxidantes. Estudos sugerem que comer mirtilo com frequência pode melhorar a memória, as habilidades motoras, diminuir a pressão arterial e acelerar o metabolismo.

 

Morango:

Famosos pela quantidade de antioxidantes que carregam, eles ajudam a prevenir o envelhecimento das células que pode ser causado pelo stress intenso. Além disso, causa pouca fermentação e gases no estomago, o que facilita a digestão.

 

Kiwi:

Rico em clorofila (e por isso que, mesmo madura, a fruta tem cor verde), limpa o organismo. Os minerais que ele carrega (cálcio, magnésio, potássio) diminuem o inchaço e as fibras estimulam o intestino.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Vitamina A, onde encontrar

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

A vitamina A é importantíssima na formação e manutenção dos dentes, tecido ósseo, membrana mucosas e da pele. Esta vitamina promove a boa visão, especialmente com pouca luz. Também é necessária para a reprodução e lactação.

 

Alimentos ricos em vitamina A:

A vitamina A é proveniente de fontes animais, como ovos, carne, leite fortificado, queijo, nata, fígado, bacalhau e óleo de peixe. No entanto, a maioria destas fontes são ricas em gordura saturada e colesterol.

Por ser encontrada em muitos alimentos, desde animais aos vegetais e frutas, a adição de vitamina em nossa dieta é muito simples. Os alimentos ricos em vitamina A são:

 

De origem animal:

– fígado de galinha.
– óleo de fígado de bacalhau.
– óleo de peixe.
– bife de fígado de vaca grelhado.
– ovos.
– peixe.
– frutos do mar.
– manteiga.
– margarina enriquecida.
– queijo.
– leite.
– leite desnatado fortificado.

 

De origem vegetal:

– cenoura.
– batata-doce assada.
– abóbora.
– espinafre.
– couve.
– beterraba.
– brócolis.
– vegetais de folhas verdes.

 

Frutas com vitamina A:

– manga.
– laranja.
– damasco.
– mamão.
– tomate.
– limão.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Dicassobresaude

Alimentação

Cupulate, o chocolate brasileiro.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Você sem duvida nenhuma já ouviu falar do chocolate, mas e do cupulate?  De sabor, textura, cor e calorias semelhantes ao chocolate, ele é feito a partir das sementes ou amêndoas do cupuaçu, que contêm uma polpa cremosa em seu interior.

O cupulate surgiu de fato no Brasil por volta de 1990, quando teve o seu nome registrado pela empresa Embrapa. Assim como o chocolate, o cupulate também é um produto totalmente orgânico, pois não são acrescentados flavonoide e aromatizantes em sua composição. Além disso, a gordura do cupuaçu suporta até 2 graus mais do que a de cacau, sendo uma ótima opção para lugares mais quentes.

 

Essa não é a única vantagem que o cupulate leva sobre o famoso chocolate, ele também é rico em aminoácidos de melhor qualidade que os do cacau. O cupulate não é tão facilmente encontrado ainda, porém você pode acha-lo em barras, bombons e até mesmo como ingrediente de cafés!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

Fonte: Maisequilibrio

Alimentação

Maneiras estranhas de controlar a alimentação

Postado por: em

Fonte:PicJumbo

Fonte:PicJumbo

 

Comer, demais não é o único problema quando se fala em se alimentar mal. Coisas como, o que você come, com que frequência come e até mesmo com que velocidade come são importantes. Junte a má alimentação com hábitos ruins, como assistir muita televisão e teremos um problema! Porém, nem tudo está perdido, veja algumas coisas, um tanto quanto estranhas que podem te ajudar:

 

Apimente a comida:

Além das pimentas serem termogênicas, o maior benefício proporcionado per esse alimento neste caso é o fato de que ele nos faz comer mais devagar e em menor quantidade, alternando uma garfada entre um gole e outro de água para reduzir o ardor na boca.

 

Pratos vermelhos:

Quando o nosso cérebro vê algum objeto vermelho, ainda mais quando é redondo, logo ele liga o objeto a perigo. Então se servimos comida em pratos vermelhos somos lembrados de que estamos em uma dieta ou que simplesmente não se deve comer muito.

 

Menos televisão e mais livros:

Ao contrário do que acontece quando assistimos televisão, se suas mãos e mentes estiverem ocupadas com um livro, você pensará menos em comida. Um bom livro é capaz de prender a sua atenção e fazer com que sua mente se concentre apenas no que está lendo, afastando os pensamentos cerca daquele pacote de guloseimas que está bem ali na cozinha, te paquerando.

 

Refeições em grupo:

Fazer refeições em grupo, seja ele família amigos, ou até mesmo colegas de trabalho, você certamente vai se alimentar de modo mais lento, uma vez que as conversas criação uma pausa entre uma garfada e outra. Dessa forma, a sensação de saciedade virá mais rápido também, evitando que coma mais que o necessário.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

 

Alimentação

As frutas e a dieta.

Postado por: em

Fonte: PicJumbo

Fonte: PicJumbo

 

Muitas pessoas têm duvidas quanto às frutas na dieta, isso porque elas têm açúcar e algumas são até mesmo bem calóricas. Afinal quantas frutas você pode comer se está de dieta?

 

Frutas tem açúcar sim, porém um tipo diferente, ele é menos concentrado e de absorção mais lenta, o que significa que não causará um pico de insulina no sangue, o que facilitaria o ganho de peso. Além disso, as frutas são riquíssimas em vitaminas e minerais, por isso nem pense em tirar elas do seu cardápio por medo de engordar. É mais fácil e saudável controlar os carboidratos como pães e biscoitos!

 

A verdade é que as frutas fazem parte de qualquer alimentação saudável e o certo é comer pelo menos cinco porções de delas por dia, porém se você está de dieta e o seu objetivo é emagrecer, pode baixar esse número para três, mas nada a menos que isso!

 

A única restrição feita às frutas é para os diabéticos e pessoas em dietas muito rígidas por questão de saúde! E lembre-se, é sempre melhor comer a fruta do que tomar o suco dela, isso porque ao coar o líquido você acaba jogando muitas fibras fora!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Turbinando a sua água

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Para muitas pessoas a água, por não ter gosto ou cheiro de nada, pode parecer pouco atraente aos olhos, paladar e olfato.  Porém, existem algumas coisas que você pode adicionar a água e deixa-la mais atraente e mais saudável também! Veja o que colocar e por que colocar:

 

Limão:

O limão funciona muito bem para desintoxicar o corpo, limpando-o e alcalinizando-o. Colocar pequenas fatias do fruto junto a sua garrafinha de água fará a diferença!

 

Menta:

Além de fazer um bem enorme para o estômago durante o dia, a menta também dá um toque doce e refrescante a sua água sem a adição de açúcar.

 

Pepino:

A água com pepino já é algo muito utilizado nos spas, pois é uma forma excelente de se hidratar. Porém, adicionar o legume também traz benefícios por suas propriedades anti-inflamatórias!

 

Gengibre:

A raiz já é a queridinha quando o assunto é limpar o organismo e ajudar a digestão, além de ser excelente para acelerar o metabolismo! Porém ela deve ser usada com cuidado, pois tem um sabor muito forte e talvez adicionando muita você não consiga bebera sua água!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Alimentos que reduzem o nível de açúcar no sangue

Postado por: em

Fonte: PicsFab

Fonte: PicsFab

 

Talvez você não saiba, mas controlar os níveis de açúcar no sangue é muito importante tanto para a saúde, pois diminui o risco de diabetes, quanto para a sua dieta, pois quando se tem picos de insulina no sangue a acumulação de gordura é favorecida. Para nossa sorte existem alguns alimentos que podem ajudar a manter o nível de açúcar controlado, vamos conhecê-los:

 

Espinafre:
A verdura é rica em aminoácidos e boa fonte de minerais como cálcio, magnésio e potássio e diminui os níveis de pressão arterial. Além disso, o alimento contém boas doses de fibras, que ajudam a reduzir o açúcar no sangue.

 

Abacate:
A fruta é rica em gordura boa e, consequentemente, tem muitas calorias (160 em 100 gramas). Porém, a gordura do abacate reduz o risco de síndrome metabólica, que é uma desordem no metabolismo capaz de desencadear diabetes e ganho de peso.

 

Brócolis:

Por ser uma boa fonte de fibras, ela retarda a liberação do açúcar em nossas células, o que evita os picos de insulina no sangue, além de melhorar o funcionamento do intestino e garantir a sensação de saciedade.

 

Lentilha:
Ela é rica em proteína, ferro, potássio e fibras, a leguminosa é uma excelente aposta se você deseja diminuir os níveis de açúcar no sangue. Além disso, a lentilha é rica em antioxidantes, o que protege a pele e evita doenças.

 

Amêndoa:

Além de ser uma opção fácil de lanchinho, estudos indicam que a amêndoa auxilia na perda de peso, pois é rica em gorduras monoinsaturadas, responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Razões pelas quais você não consegue parar de comer

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

Muito mais que gula ou falta de foco, essa sua vontade incontrolável de comer pode ter outras razões, algumas delas um pouco preocupantes:

 

Você não come com a frequência indicada:

Pular refeições e passar horas sem comer imaginando que assim você irá emagrecer mais rápido é bobagem e acaba tendo o efeito contrário. Quando o estômago está vazio por muito tempo, o corpo libera um hormônio estimulante do apetite, deixando você sempre com fome.

 

Desidratação:

Não consumir a quantidade recomendada de água por dia fará com que você sinta-se desidratada. Isso acaba fazendo você comendo mais porque algumas vezes o corpo confunde sede com fome, fazendo você comer mesmo sem vontade.

 

Estresse:

O estresse leva o corpo a produzir o hormônio cortisol que, por sua vez, faz com que ocorra aumento de apetite, especialmente por alimentos doces e ricos em gordura.

 

Dormir pouco:

Uma boa noite de sono tem pelo menos 7 horas, porém nem todos dormem isso. O problema é que quando você dorme mal, os níveis de leptina caem e os de grelina sobem, fazendo com que você sinta mais fome.

 

Você tem alguma doença que mexe com o seu apetite:

Diabetes, hipertireoidismo, depressão e ansiedade são doenças que comprovadamente aumentam o seu apetite sem você perceber. Consultar um médico e realizar exames periódicos ajuda a controlar e superar essas doenças.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Bons motivos para você comer ovos sem medo!

Postado por: em

Fonte: Picsfab

Fonte: Picsfab

 

Os ovos são componentes fundamentais da dieta humana, nos trazem inúmeros benefícios e faz muito bem consumi-los, porém, com equilíbrio e moderação.

Por isso, nós convidamos você a descobrir todos os benefícios deste superalimento:

 

Colesterol bom:

Durante muito tempo o ovo foi tido como vilão justamente por conta de seu colesterol. Só depois de algum tempo foram descobrir que ele trazia benefícios para o nosso corpo, tais como nós proteger de inúmeros problemas cardiovasculares e trazer muitos benefícios ao cérebro.

 

A colina:

Possivelmente você nunca ouviu falar da colina. A colina faz parte das vitaminas do complexo B e participa da composição de membranas celulares. São também muito importantes para o funcionamento cerebral.

Segundo um estudo clínico realizado nos Estados Unidos, quase 90% da população apresenta algum déficit deste nutriente. Isso poderia ser solucionado com o consumo de ovos e com hábitos de vida mais saudáveis.

 

Proteínas e nutrientes:

A clara do ovo é proteína pura, e a gema é rica em nutrientes. Confira os benefícios presentes no ovo:

Vitamina A: 6% da Ingestão Diária Recomendada (IDR).
Folato: 5% da IDR
Vitamina B5: 7% da IDR
Vitamina B12: 9% da IDR
Vitamina B2: 15% da IDR
Fósforo: 9% da IDR
Selênio: 22% da IDR
6 g de proteínas e 5 g de gorduras saudáveis.

 

São muito versáteis na cozinha:

Ovos garantem textura e sabor a uma infinidade de pratos, doces e salgados. Você poderá variar o cardápio e combiná-los a ingredientes saudáveis, como frutas, legumes e verduras.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

como controlar o consumo de doce do seu filho

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

Os doces são verdadeiros venenos para as crianças, eles aumentam as chances de obesidade, câncer, diabetes e doenças do coração. E como se não bastasse ele ainda é altamente viciante!

Quem tem filhos sabe a briga que é para manter os pequenos longe de doces, balas, biscoitos e refrigerantes. Mas sabe como é, quem ama cuida, por isso vamos ensinar a vocês alguns truques para ajuda-los a afastar os pequenos dos doces:

 

Horários:

Estabeleça horários para todas as refeições do dia e cumpra esses horários! Fazer com que a criança mantenha um hábito alimentar ajuda a controlar o consumo de doces, especialmente fora de hora.

 

Escolha um dia:

Se o plano é banir completamente o doce, fique sabendo que isso é praticamente impossível, por isso, escolha um dia na semana onde ele poderá comer alguns doces, nada sem limites! Assim o pequeno entenderá que naquele dia ele poderá comer doces, porém só naquele dia.

 

Boas escolhas:

Outra boa dica é escolher bem o tipo de doce que você irá dar a ele. Faça seu filho entender que esse tipo de alimento merece restrições e aproveite para apresentar opões mais saudáveis de doces, como bolos e mousses de frutas.

 

Bom exemplo:

As crianças sempre gostam de imitar o comportamento dos pais, por isso dê um bom exemplo a seu filho. De nada adianta proibir seu filho de comer doces se você não mantém uma alimentação equilibrada também. Dê o exemplo ao pequeno, especialmente durante as refeições em família.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Sinais de que está na hora de parar com as dietas.

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

Nem sempre dieta é a forma mais fácil e adequada de perder peso, principalmente se você é o tipo de pessoa que não sabe fazer dieta e acaba passando dos limites. É de extrema importância manter uma alimentação saudável e balanceada, mas quando a vontade de perder peso começa a te impedir de curtir a vida, talvez esteja na hora de repensar suas atitudes e mudar a abordagem. Veja aqui alguns sinais de que isto está acontecendo e mude já:

 

Você pensa a todo o momento no que pode ou não comer:

Pode largar a tabela nutricional de vez em quando, o segredo de uma vida saudável é tomar cuidado com os excessos, e não cortar tudo de vez! Permita-se comer o bolo do aniversário do seu amigo ou comer um chocolatinho às vezes. Pode não parecer tão saudável, porém te fará mais feliz!

 

Você se sente triste:

Como já dito antes, privar-se de comer aquele chocolate que você ama pode te deixar mais magra, mas não mais feliz. Parar de comer tudo que você gosta só por magreza não vale a pena. E talvez seja melhor escolher uma dieta diferente e não tão restritiva.

 

Está difícil aproveitar a vida:

Você está se privando de viagens e momentos de lazer com família e amigos? Bom, então temos um problema! Deixar de ir a um jantar com os amigos, por exemplo, só para não comer o que não deve parece até loucura. Permita-se ser feliz!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

 

Alimentação

Os tipos de leite, saiba qual o melhor para você.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Apesar de ser o mais consumido no nosso país, o leite de vaca não é o único.  No supermercado, o que não faltam são opções. Mas você sabe a diferença de um leite integral para o de soja, por exemplo? Descubra as características e informações nutricionais de alguns deles e saiba qual o melhor para você:

 

Leite integral:

Com certeza é o mais fácil de ser encontrado nas casas dos brasileiros. Sua denominação refere-se à quantidade de gordura encontrada nele, ou seja, não há processor químicos para retirar a gordura natural do leite.

Ele é mais indicado para crianças a partir dos dois anos de idade por conter mais vitaminas, no entanto, quem quer manter o peso ou equilibrar as taxas de colesterol deve tomar cuidado com ele.

Num copo de 200 ml de leite integral são consumidos:

Calorias: 120 kcal
Proteínas: 6 g
Gordura total: 6,4 g
Gordura saturada: 4,2 g
Cálcio: 234 mg

 

Leite semidesnatado:

O leite semidesnatado conta com a redução de 50% da taxa de gordura quando comparado ao leite integral. Ele é normalmente indicado para aqueles que querem perder peso, e não só por conter menos gordura, mas também porque ele confere maior saciedade.

Num copo de 200 ml de leite semidesnatado são consumidos:

Calorias: 90 kcal
Proteína: 6,0 g
Gordura total: 3,1 g
Gordura saturada: 1,7 g
Cálcio: 231 mg

 

Desnatado:

O desnatado, como você já deve imaginar, possui redução total de gorduras quando comparado ao leite integral. Pessoas que querem emagrecer e que sofrem de colesterol alto se beneficiam muito com esse tipo de leite.

 

Num copo de 200 ml de leite desnatado são consumidos:

Calorias: 70 kcal
Proteína: 6,0 g
Gordura total: 0,0 g
Gordura saturada: 0,0 g
Cálcio: 228 mg

 

Leite de cabra:

Ele é um leite mais forte e contém mais gordura do que o leite integral, por isso quem tem colesterol elevado não deve tomar esse leite! Indica-se a tomar esse leite, pessoas que tenham algum tipo de intolerância ao leite de vaca, ou que tenham problemas de digestão!

 

Num copo de 200 ml de leite de cabra são consumidos:

Calorias: 132 kcal
Proteína: 6,1g
Gordura total: 7,5 g
Gordura saturada: 4,8 g
Cálcio: 224 mg

 

Leite de soja:

O leite de soja é uma ótima opção para quem leva uma dieta vegana, ou para quem tem intolerância à lactose! Ele também tem baixo teor de gordura saturada quando comparado ao leite de vaca integral.

 

Num copo de 200 ml de leite de soja são consumidos:

Calorias: 84 kcal
Proteína: 5,0 g
Gordura total: 3,0 g
Gordura saturada: 0,4 g
Cálcio: 176 mg

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Mamão, um santo alimento!

Postado por: em

Fonte: shutterstock

Fonte: shutterstock

 

Não, a fruta de hoje não é difícil de ser encontrada e nem vai te fazer rodar a cidade em busca dela. Garanto que você, alguma vez já comeu mamão, mas será que você sabe o quão bem esta fruta faz ao seu corpo? Não existe só um, são vários benefícios, veja alguns deles:

 

Contra a prisão de ventre: Graças ao seu alto teor de fibras, o mamão se transformou num aliado forte contra a prisão de ventre. E como se não bastasse ele ajuda também na indigestão, distensão abdominal e dor estomacal.

 

Para o sistema imunológico: Por ser uma excelente fonte de vitamina C, o mamão contribui para o bom funcionamento do seu sistema imunológico. Além disso, os ativos do mamão previnem a gripe e os resfriados, além de outros tipos de doenças virais.

 

Pele de bebê: fruta tropical é uma fonte saudável de vitamina E, vitamina C e betacarotenos que, graças ao seu efeito antioxidante, diminui o dano celular da pele e previne as rugas precoces.

Adicionar o mamão com frequência na dieta ajuda a deter o efeito dos radicais livres, moléculas que causam grande parte das alterações cutâneas.

 

Olhos de águia: Quem diria que o mamão faz bem até para a visão? Ela contém carotenoides de luteína, capazes de absorver os raios UV do sol para que eles não gerem danos à retina.  Também oferece zeaxantina, uma substância que protege as gorduras do interior dos olhos, as quais podem ser afetadas pelos radicais livres.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

Os impostores da dieta

Postado por: em

Fonte: Unsplash

Fonte: Unsplash

 

Alguns alimentos comprados prontos tem a promessa de serem mais saudáveis, porém nem sempre isso é verdade, muitas vezes eles são fontes de gordura, açúcar, sódio e muitos, muitos conservantes. Então presta atenção em alguns desses impostores e tirem eles da sua dieta já:

 

Sucos de caixinha: Apesar de o rótulo dizer que o suco é feito com poupa natural de fruta e até mesmo sem a adição de açúcar, isso não indica que ele é saudável. Na grande maioria das vezes esses sucos são cheios de corantes e conservantes.

 

Iogurte com sabor: Muito saborosos e tentadores eles são as escolhas mais comuns no supermercado. Porém, aquele gosto de morango ou qualquer outra fruta, é quase sempre derivado de aromatizantes artificiais e não da fruta realmente, e pra piorar ainda são cheios de açúcar! Fique longe.

 

Barra de cereal: Ok, nessa algumas barras se salvam, mas as marcas mais comerciais geralmente não são boas escolhas. A quantidade de açúcar e calorias de algumas dessas barrinhas podem até mesmo ultrapassar o limite ideal de um lanche. O segredo e ficar ligado nos rótulos!

 

Cereal matinal: Mesmo que pareça super saudável comer um cereal de granola sem açúcar durante as manhãs, não é bem assim. Grande parte das vezes as marcas utilizam do sódio como um conservante para aumentar a validade desses produtos, tornando-os pouco saudáveis.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Como escolher alguns legumes, frutas e verduras.

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Que eles são ricos em nutrientes, têm poucas calorias e são essenciais para o nosso corpo nós já sabemos, mas você sabe a maneira certa de escolher o seu legume, fruta ou verdura?

De modo geral é bem simples, basta evitar pontos pretos, machucados ou rachados, porém para alguns alimentos isso não basta, por isso separamos alguns legumes, frutas e verduras para ensinar a você a maneira certa de escolhê-los:

 

Legumes e verduras:

Pimentão: Os pimentões de cores vivas e de aroma perfumado são os mais indicados para o consumo. Escolha os pimentões pesados e firmes.

Alho e cebola: A casca deles deve ser lisa, sem machucados e sem estarem murchas.

Brócolis e couve flor: Os dois devem ser firmes e sem manchas amareladas. As flores devem estar fechadas, os talos firmes e as folhas frescas.

Milho verde: As melhores espigas são aquelas com a palha verde e macia, grãos grandes e brilhantes. Nunca compre se o legume estiver murcho ou com manchas.

 

Frutas:

Laranja e limão: As com casca lisa e brilhante normalmente possuem mais suco. Dê preferencia as mais pesadas e firmes, pois são mais suculentas.

Maçã: A casca deve estar com uma cor bem viva, pois estas normalmente são mais doces. Prefira as mais pesadas e sem machucados ou partes moles.

Abacaxi: A fruta está boa quando a casca não está muito dura e quando ao retirar a folha central da coroa ela sair com facilidade.

Banana: Prefira as menores e mais gordinhas, elas têm mais sabor e nutrientes. As bananas maduras são as que têm todo o seu corpo amarelo, porém podem ser compradas ainda verdes, pois amadurecem rápido fora da geladeira.

Maracujá: Escolha os mais pesados, pois tem mais suco. O maracujá está bom para o consumo quando sua casca não tem machucados e está em uma cor amarelo vivo, além disso ao chacoalhar o maracujá, ele não deve ter nada solto dentro além do suco.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

Alimentação

Superalimentos para você provar em 2016

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Eles não são tão saborosos quanto aos morangos ou mesmo os chocolates e nem tão fáceis de achar também. Mas a procura por eles vale a pena, e é recompensada pelo bem que eles fazem ao seu corpo. Por não serem tão fáceis de achar, ficam esquecidos nos poucos lugares que os vendem e por isso,  viemos destacar a existência desses 4 Superalimentos:

 

Folhas de brócolis: As folhas do brócolis lembram uma couve a primeira vista, porém tem um sabor um tanto quanto mais doce. Além do mais, tem muito mais cálcio que as outras hortaliças. Com apenas 2 folhas você já preenche 30% da sua necessidade diária!

Como comer: Você pode refogá-la no alho, azeite e um pouco de pimenta vermelha, fica realmente muito bom!

 

Alga vermelha: A alga vermelha como é conhecida por sua coloração avermelhada, é bem mais complicada de ser encontrada. Com um gostinho salgado típico do mar, o vegetal tem poucas calorias e conta com quantidades significativas de iodo, potássio, ferro e vitamina B6.

Como comer: Por ter um gosto salgado, você pode usá-la para temperar vários pratos, ou até mesmo na pipoca!

 

Semente de cânhamo: Retirada da planta do cânhamo, a semente tem um sabor muito semelhante ao da noz. Apesar de seu tamanho, não a subestime, ela contém a proporção ideal de ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 e em apenas 3 colheres de sopa, você encontra 10g de proteína.

Como comer: polvilhe com farinha de aveia ou coloque-a no lugar da farinha de rosca.

 

Pitaya: Talvez o alimento mais famoso da lista seja esse, isso não significa que você o encontrara com facilidade. O fruto de um cacto comumente encontrado na América Central (porém existem no Brasil também), sua coloração é rosa por fora e branca por dentro, com algumas sementes pretas. Além de ser extremamente refrescante e ter menos açúcar do que outras frutas, ela ainda é uma excelente fonte de vitamina B² e magnésio.

Como comer: pode ser consumida in natura ou adicionada em smoothies.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

 

Alimentação

Dicas para fazer a salada perfeita para o seu corpo

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

A salada é a principal aliada das dietas, afinal elas são nutritivas e saciam a fome muito bem. Porém, você já pensou em fazer uma salada que tenha tudo que você precisa? Uma verdadeira refeição! É isso que vamos ensinar agora, anota aí essas dicas:

 

Três tipos de folhas, no mínimo: Capriche nas folhas, pois elas são ricas em fibras e dão a sensação de saciedade sem precisar comer muito. Boas opções são: Alface lisa, Frisée, rúcula, agrião e espinafre.

Legumes e cereais: Os legumes e cereais também são parte importante da sua salada, eles vão te dar a parte do carboidrato do bem! Cenoura, beterraba, tomate, milho e ervilha são os mais usados.

Frutas também: as frutas podem ser usadas na salada tanto picadas, como o tomate, ou para temperar, como o limão e a laranja. Elas darão um sabor especial, além de muitas vitaminas.

Algo crocante: Para dar uma quebrada nas folhas e frutas pode-se acrescentar também sementes e oleaginosas. Lascas de amêndoas, pedaços de castanha e nozes ou semente de chia são boas opções e fornecem carboidratos, gorduras saudáveis e minerais!

Proteína também é importante: A proteína vai prolongar ainda mais a sensação de saciedade e ainda dará firmeza a pele. Frango desfiado é uma boa pedida, porém, se você não come carne, pode-se usar ovo ou ricota.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

As ervas mais saudáveis para colocar no seu prato!

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

As ervas além de darem um sabor na comida, também são muito saudáveis e por isso, merecem uma atenção especial na hora de cozinhar, são facilmente encontradas em qualquer supermercado!

 

Tomilho: No passado ela era amplamente usada com fins medicinais e com razão! Apenas duas colheres de chá por dia, já abastecem a sua necessidade de ferro quase completamente, além de te proteger dos resfriados!

 

Salsa: A salsa é riquíssima em Vitamina K, que desempenha papel importantíssimo na coagulação sanguínea. 2 Colheres dessa erva já fornece 150% da sua necessidade diária de vitamina K!

 

Capim-limão: Talvez esse seja o menos conhecido da lista, mas ele é incrivelmente bom em aliviar dores do corpo, tais como: Cãibra, febre, problemas estomacais e dores de cabeça. Por ser carregado de antioxidantes, ajuda a prevenir doenças cardíacas e até o câncer!

 

Orégano: Em contra partida, esse é com certeza o mais conhecido, todos já ouviram falar e comeram o orégano, porém, poucos sabem o quanto ele faz bem para a saúde. Além de muito saudável, ela também tempera muito bem qualquer prato!

 

Alecrim: Essa é importante para os amantes de carne! A carne grelhada é uma delicia, porém, quando ela é exposta a altas temperaturas, ocorre à formação das aminas heterocíclicas, que são compostos altamente cancerígenos. Porém quando grelhada junto com o alecrim as chances das aminas se formarem reduz em 80%, deixando a carne mais saborosa e saudável!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Alimentos que podem causar dores de cabeça

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Estima-se que mais ou menos 90% da população mundial  sofre com dores de cabeça em algum momento da vida. Os motivos que provocam essas dores podem ser vários, porém,  tem um que poucas pessoas conhecem e é um grande causador delas, a alimentação. Por isso, vamos mostrar a vocês algumas substâncias presentes nos alimentos, que podem causar essas dores:

 

Aminas: As aminas estão presentes em alimentos como cerveja, queijos maturados, alimentos embutidos, molho à base de soja, repolho e chocolate. Estas substâncias podem alterar o calibre dos vasos sanguíneos do cérebro, favorecendo assim, a dor de cabeça.

 

Cafeína: Café, refrigerante, chá preto ou energético são ricos em cafeína. A dor de cabeça desencadeada por esta substância pode acontecer em duas situações: se combinada à alimentação com medicamentos que possuem cafeína em sua composição ou pela própria abstinência de cafeína.

 

Lipídios: Os alimentos fontes de lipídeos e que são prejudiciais englobam, a manteiga, margarina, frituras, doces, biscoitos recheados, carnes gordas, queijo amarelo, leite integral, requeijão e embutidos. Esses alimentos possuem proteínas alergênicas que podem causar a dor de cabeça.

 

Frituras: Elas são ricas nos ácidos graxos oléico e leonéico, substâncias que causam contração dos vasos sanguíneos cerebrais. As frituras também podem estar envolvidas no desencadeamento das dores de cabeça.

 

Nitratos e nitritos: presente nos embutidos (como salame e presunto), peixes em conserva, patês e caviar. As nutricionistas contam que essas substâncias também podem atuar em alguns casos como desencadeadores da dor de cabeça da mesma forma que as aminas. Elas alteram o calibre dos vasos sanguíneos do cérebro, favorecendo assim, a dor de cabeça.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Alimentos enlatados

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Durante muito tempo os alimentos enlatados foram um símbolo de praticidade, porém, prejudicial à saúde. No entanto, alguns enlatados levam vantagens sobre os alimentos in natura. É o caso dos peixes, na lata dá para conservá-los mantendo seus nutrientes por 5 anos, enquanto o in natura perde nutrientes rapidamente. Conheça mais sobre alguns alimentos enlatados:

 

Sardinha:

Esse é um belo exemplo de um enlatado que leva vantagem sobre o in natura. Como o peixe vai com espinha e algumas vísceras para o recipiente, oferece uma quantidade de ômega-3, por exemplo, muito maior. Além disso, também oferece muito mais cálcio, mas cuidado, a quantidade de sódio aumenta muito também!

Ômega-3
Lata – 1,8 g
Fresca – 1,5 g
Cálcio
Lata – 550,2 mg
Fresca – 167,3 mg
Sódio
Lata – 666 mg
Fresca – 60,4 mg

 

Atum:

Talvez o enlatado mais famoso e com mais variedades, tem na água, no azeite, no molho de tomate, em pedaços e ralado. Se você quer mais ômega-3 opte pelo no azeite, ele leva o dobro de ômega-3 em relação ao peixe fresco.

Ômega-3
Lata (com óleo) – 1 g
Fresco – 0,5 g
Cálcio
Lata (com óleo) – 7 mg
Fresco – 7 mg
Sódio
Lata (com óleo) – 362 mg
Fresco – 30 mg

 

Milho:

Esse também leva uma leve vantagem do que o da espiga, o enlatado é ligeiramente menos calórico. Mas essa é a única vantagem, depois disso ele perde nas vitaminas e ganha disparado na quantidade de sódio.

Potássio
Lata – 138 mg
Fresco cozido – 218 mg
Vitamina A
Lata – 2 mcg
Fresco cozido – 13 mcg
Sódio
Lata – 186 mg
Fresco cozido – 1 mg

 

Azeite de oliva:

Não existe diferença nutricional entre o do vidro e o enlatado. Porém, o enlatado preserva por muito mais tempo os nutrientes que tem, pois protege totalmente da luz. Os antioxidantes do em vidro começam a se perder no segundo mês de prateleira.

Gorduras
Lata – 13,5 g
Vidro – 13,5 g
Vitamina E
Lata – 1,94 mg
Vidro – 1,94 mg
Vitamina K
Lata – 8,1 mcg
Vidro – 8,1 mcg

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

As maneiras mais estranhas de perder peso segundo a ciência

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Fazer exercícios, comer pouco e de três em três horas, beber muita água, essas são maneiras muito comuns de perder peso, porém não são as únicas. Existem maneiras de perder peso, que segundo a ciência, funcionam que são bem mais estranhas do que o normal. Como por exemplo:

 

Comer chocolate no café da manhã:

Calma, não é para comer uma barra inteira, é para comer apenas pequenos pedaços no cereal por exemplo. Segundo cientistas, comer pequenas quantidades de chocolate durante a manhã faz com que você sinta menos vontade de comer doces em geral no decorrer do dia, evitando assim as fugas da dieta!

 

Comer pedaços grandes de vegetais:

Por motivos óbvios, pedaços grandes de comida demoram mais tempo para serem mastigados e por isso fazem com quem você coma mais devagar. O que acontece é que comer devagar aumenta a sensação de saciedade, o que faz com que você coma menos.

 

Faça as comprar com dinheiro e não cartão:

Fazer as comprar com dinheiro te deixa mais consciente e cuidadoso com os gastos, isso faz com que seja menos provável gastar a toa com besteiras e bobagens, como balas, bolachas, salgadinhos e refrigerantes. Mas tirar dinheiro e levar o cartão junto não vale, tem que deixar o cartão em casa!

 

Comer na frente de outras pessoas:

Não precisa ser acompanhado de outras pessoas, basta apenas ser em público, como em restaurantes e lanchonetes. Segundo varias pesquisas realizadas nos Estados Unidos, quem come sozinho come até três vezes mais.

 

Fotografar suas refeições:

Esta mania que para alguns pode ser considerada chata, pode estar te fazendo comer menos! Tirar fotos das refeições é uma maneira de ter um registro de tudo que você está comendo, e esse é um dos truques para ter uma noção de tudo que se ingere durante um dia todo e assim ter mais controle do que se come!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Sinais de compulsão alimentar

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Compulsão alimentar pode ser a princípio um simples episódio de descontrole, como quando você consome grande quantidade de comida sem nenhum por quê. A maneira com que você lida com a comida, pode denunciar se essa relação se tornou ou não uma compulsão. Veja alguns sinais disso abaixo, e saiba se você ou algum amigo sofre de compulsão alimentar:

 

Comer escondido: Este é um dos primeiros sinais, comer escondido pode ser uma forma de tentar fugir do julgamento alheio ou do próprio julgamento.

Comer muito rápido: Comer muito rápido é um dos quesitos usados para diagnosticar a compulsão alimentar. Na verdade a origem do hábito possa ser interpretada de várias formas, de uma maneira geral, quem come rápido come mais.

Comer mesmo sem fome: Este é um sinal clássico da compulsão alimentar. Nesta fase, a comida já não serve mais apenas como um combustível necessário para um bom funcionamento das funções vitais, mas sim como fonte de prazer.

Sempre estar beliscando algo: Quem sofre com compulsão alimentar sente a necessidade de estar sempre comendo, mesmo quando não está com fome. Isso acontece porque, como dito anteriormente, a comida já não é mais para alimentar, mas sim para preencher as lacunas emocionais.

Sentir culpa após o descontrole: O descontrole em si já é um sinal de compulsão alimentar, mas a sensação de culpa vem porque o individuo percebe que está errado, mas se sente incapaz de mudar. Isso geralmente acontece depois que o individuo se submete a dietas muito restritivas.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Sinais de que você não tem comido o suficiente durante a dieta

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Além de não serem eficazes, as dietas restritivas podem provocar o efeito sanfona e levar a má alimentação, o que pode ser extremamente prejudicial á saúde. E esse é o perigo desse tipo de dieta, muitas vezes elas pulam refeições, tiram alimentos importantes do cardápio e te fazem comer menos do que deveria. Manter uma alimentação equilibrada, contando com café da manhã, almoço, jantar e lanches intercalados é muito importante. Por isso, conheça algumas evidencias que vão muito além da sensação de estômago vazio, de que você está se alimentando menos do que deveria:

 

* Falta de concentração no trabalho ou em tarefas rotineiras que antes você fazia facilmente.

* Mesmo depois de uma excelente noite de sono, você permanece cansada e sonolenta.

* Baixa imunidade talvez seja o primeiro sintoma a aparecer, você começa a ficar doente com muito mais frequência.

* Queda de cabelo e unhas quebradiças são sintomas de falta de nutrientes que você deve prestar atenção.

* Tudo te incomoda e aborrece, seu humor oscila muito e seu pavio fica curto.

* Porém, se você está sentindo dor de cabeça, fraqueza e sofrendo desmaios constantemente, cuidado, esses são sintomas de uma desnutrição grave!

 

Lembre-se que dietas restritivas são sempre más opções e antes de iniciar qualquer dieta consulte o seu nutricionista!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Alimentos que previnem o câncer de próstata

Postado por: em

84909

 

O câncer de próstata é um grande inimigo da saúde masculina, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer, ele perde apenas para o câncer de pulmão no número de mortes provocadas anualmente.

Porém, você não precisa esperar até os 45 anos para iniciar a prevenção, ela pode ser iniciada bem antes, fazendo pequenas mudanças na sua alimentação! Confira os alimentos que ajudam a prevenir o câncer de próstata:

 

Cenoura: Além de rica em fibras, as cenouras têm precursores de vitamina A, que são poderosos antioxidantes. Além disso, as cenouras são ricas em uma toxina natural, que, segundo estudos ajuda a prevenir diversos tipos de câncer.

Tomates: Esse alimento é rico no componente licopeno, um poderoso antioxidante. Pesquisadores constataram que homens que comem tomate cru ou cozido têm menos chances de desenvolver câncer de próstata que homens que não comem tomate com frequência.

Romã: Essa fruta, sobretudo o suco de romã, tem demonstrado ser eficaz na prevenção do câncer de próstata. Estudos indicam que a romã ajuda a reduzir o aumento do PSA (antígeno prostático específico) e reduz também a recorrência de aparecimento da doença após primeiro tratamento.

Leguminosas: Alimentos como soja, feijão, amendoim e lentilhas são ricos em um tipo de regulador de hormônios. Esse composto ajuda a combater células malignas de câncer.

Chá verde: Estudos na população asiática, onde o chá verde é amplamente consumido, mostra que há menor incidência de câncer de próstata na população masculina. Pesquisadores acreditam que o alto conteúdo de antioxidantes ajuda a combater o aparecimento da doença.

Salmão: O salmão é rico em ômega-3 que ajuda o corpo a lutar contra inflamações e mantem a saúde do sistema imune.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Criasaude

Alimentação

O que não fazer durante a dieta:

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

O verão já está quase aí e com ele, aumenta a preocupação com o corpo e começa a correria para achar a dieta perfeita. Porém, muitas vezes você acaba cometendo erros que podem não fazer bem a você.

 

Se pesar todos os dias:

Se pesar todos os dias não adianta de nada, não contribui na dieta e ainda pode deixar você paranoico. É normal que o peso oscile de um dia para o outro, seja para mais ou para menos. Isso acontece por vários motivos, como por exemplo, quanto liquido você tomou no dia, ou se acabou de comer. O ideal é se pesar no máximo uma vez por semana e de preferência fora do período menstrual.

 

Não comer quase nada:

Não é assim que se emagrece. Essa atitude pode te fazer passa muito mal, e ainda queimar menos calorias do que se comesse corretamente. O ideal é que você consulte um nutricionista que irá te passar uma tabela do que você deve comer para perder peso com saúde e disposição.

 

Malhar em jejum:

Nunca pense em fazer isso, porque com certeza você irá passar mal e não conseguirá fazer o seu treino corretamente. Antes dos exercícios, é necessário comer um alimento fonte de carboidrato, para assim termos energia o suficiente para aguentar o treinamento.

 

Salada e mais nada:

A salada é extremamente saudável e deve sim estar presente no prato de quem está fazendo dieta. Porém, ela é apenas parte de uma alimentação saudável e não toda ela.

 

Cortar carboidratos:

Obviamente não é uma boa ideia tirar totalmente os carboidratos do seu prato, eles desempenham uma função muito importante no nosso corpo. A perda de peso pode até acontecer, porém ela não compensa o mal que você estará fazendo ao seu corpo, basta comer o carboidrato na quantidade certa!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

Alimentação

Alimentos que facilitam o aparecimento da artrose

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Fique de olho, se constantemente uma articulação doí enquanto você pratica exercícios, como a sua corridinha diária, ou então sua malhação diária, pode ser sinal de artrose. O principal motivo para o aparecimento da artrose é o uso excessivo de uma articulação, ou também pelo envelhecimento natural do individuo. Porém, o que você come também é um fator importante, veja alguns alimentos que facilitam o seu aparecimento e agravam os sintomas:

 

Queijo:

Consumir o alimento pode acelerar o processo da doença localizada no joelho, isso acontece possivelmente pelo alto teor de gordura que o alimento contém.

 

Refrigerante:

Os fãs de refrigerantes que o consomem em excesso tem um risco bem maior de desenvolver a doença, isso por que o refrigerante tem capacidade de causar desgaste nas articulações.

 

Bacon:

Por possuir uma elevada quantidade de gordura saturada, o bacon provoca inflamação no corpo e pode agravar seriamente a artrose.

 

Gordura trans:

Alimentos em geral que contenham gorduras trans, como as frituras, são um golpe duplo sobre as articulações, eles provocam inflamação e ganho de peso, o que também é um sério agravante!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher e Minhavida

 

Alimentação

Guloseimas para comer sem estragar a dieta

Postado por: em

fonte: Shutterstock

fonte: Shutterstock

 

Dieta não é e nem vai ser uma coisa fácil de fazer, porém nem todo o alimento que é calórico a primeira vista te tira ou arruína sua dieta, alguns podem até salvá-la. Conheça alguns desses alimentos e torne a sua dieta mais fácil!

 

Pipoca:

Pipoca é um dos melhores lanches que você pode fazer sem fugir da dieta, como ela é um grão integral, é rica em fibras e relativamente pobre em calorias. Três xicaras de pipoca possuem apenas 150 calorias, claro, a versão sem manteiga.

 

Chocolate amargo:

Quando bater aquela vontade incontrolável de comer algo doce, o chocolate amargo pode te ajudar e muito. Além disso, o chocolate amargo tem sido associado com redução de várias doenças crônicas, e obviamente no aumento do bem-estar.

 

Pizza:

Sim, até mesmo a pizza entra na lista! Pizzas de massa fina feita com pão de pita e recheadas com legumes ilimitados, podem ter menos da metade das calorias de uma pizza normal!

 

Salgadinhos vegetarianos:

Vegetais de raízes como, batata-doce, cenoura, raiz de beterraba e raiz de couve podem ser transformados em uma delicia crocante rapidamente. E o melhor é que além de comer sem culpa, você ainda turbina a sua saúde!

 

Pistache:

Apesar de calóricos, eles são uma excelente opção quando da vontade de comer algo fora da dieta. O motivo é simples, a gordura e proteína saudável que existem nele mantem você saciada por mais tempo. Além disso, o trabalho de descasca-los faz com que você coma menos!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Natal em Movimento 2.0

Postado por: em

Natal-em-Movimento-2.0

A Hidrolight mais uma vez, está realizando o Natal Em Movimento. Se você não conhece essa iniciativa, ela é feita com o apoio de comerciantes locais, clientes, fornecedores e é claro, principalmente com a comunidade de colaboradores da empresa. Com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis e brinquedos novos para as muitas famílias carentes de sua região. Acreditamos que pequenos gestos como esse, podem fazer a diferença e deixar o natal de muitas famílias mais feliz e completo!

Se você quiser ajudar, entre em contato conosco através do telefone (48) 3254-7700 ou no e-mail contato@hidrolight.com.br.

Hidrolight – A vida em movimento

Alimentação

Qual o melhor substituto da farinha de trigo?

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

 

Escolher a farinha certa pode dar uma diferença enorme no número de calorias de um bolo, por exemplo. Além disso, a farinha promove a saciedade, diminuindo o apetite, melhora o funcionamento intestinal e auxilia no controle do colesterol e do açúcar no sangue. Conheça algumas opções para substituir a calórica e nem tão saudável farinha de trigo:

 

Farinha de Amêndoa:

Essa farinha contém proteínas, gorduras saudáveis e 35% da recomendação nutricional diária de vitamina E, um agente antirradical livre muito badalado.

Por ¼ de xícara (chá): 160 calorias, 14 g de gordura (1 g de saturada), 6 g de carboidrato (1 g de açúcar), 0mg de sódio, 3 g de fibra, 6 g de proteína. Sem glúten.

 

Farinha de Quinua:

Ela disponibiliza uma proteína completa, ou seja, com todos os aminoácidos essenciais. E como se não bastasse ela é rica em ômega 3 e 6.

Por ¼ de xícara (chá): 110 calorias, 1,5 g de gordura (0 g saturada), 18 g carboidrato (0 g de açúcar), 8mg de sódio, 2 g de fibra, 4g de proteína. Sem glúten.

 

Farinha de Linhaça:

A farinha de linhaça é a menos calórica da lista, também contem ômega 3 e 6 e auxilia no aumento do bom colesterol. A farinha de linhaça é outra que dispõe de fibras e de todos os benefícios aí embutidos.

Por ¼ de xícara (chá): 96 calorias, 1,8 g de gordura (0,5 g de gordura saturada), 8 g de carboidrato, 8mg de sódio, 3 g de fibra, 6,8 g de proteína. Sem glúten.

 

Farinha de Cevada:

A farinha de cevada consegue chegar à marca de 0g de gordura. Está lotada de fibras que agem em prol do intestino e derrubam os níveis de gordura e glicose no sangue. Além de ser riquíssima em carboidratos!

Por ¼ de xícara (chá): 110 calorias, 0 g de gordura, 23 g de carboidrato (0 g de açúcar), 3mg de sódio, 5 g de fibra, 3 g de proteína.

 

Farinha de chia:

Rica em muitos nutrientes com ação oxidante e proteínas de fácil digestão, ela é perfeita para dar um olé na fome e ainda contribuí para o bom funcionamento do intestino! E, como se não bastasse ainda é rica em ômega 3, gordura que faz um bem incrível para o seu cérebro.

Por ¼ de xícara: 100 calorias, 10 g de carboidrato, 3,5 g de proteína, 5,3 g de gordura (0,4 g de gordura saturada), 7 g de fibra, 4,5mg de sódio. Sem glúten.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Isotônico, os perigos do uso exagerado

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Hidratar-se depois de praticar exercícios é muito importante. E muitas vezes as pessoas escolhem o isotônico para esta função. No entanto, o consumo de modo exagerado dessa bebida pode trazer riscos à saúde, tais como: Dificultar a perda de peso, sobrecarregar os rins, e podem contribuir para o aumento da pressão sanguínea. Vamos entender melhor como e por que isso acontece.

 

Dificulta a perda de peso:

A bebida isotônica em quantidades certas para quem pratica exercícios é uma excelente opção para repor sais minerais, água e energia. Mas para quem não pratica atividades físicas suficientes para perder muitas calorias, os isotônicos trabalham negativamente, diminuindo as chances de perder peso.

 

Um perigo para os rins:

O aumento dos sais na corrente sanguínea pode ser um fator desencadeador para sintomas de algumas doenças, como hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares e insuficiência renal. Os indivíduos que já sofrem disso devem evitar os isotônicos, para não agravar o quadro.

Uma das maiores preocupações é em relação aos perigos que essas bebidas podem causar nos rins. Por ter uma quantidade elevada de sais, principalmente o sódio, em excesso, os isotônicos são vistos como inimigos dos rins, já que poderiam sobrecarregá-los no processo de excreção deste mineral.

 

É importante também, lembrar que o isotônico, apesar de ser uma excelente opção para a hidratação e reposição de sais minerais, não deve ser usado como uma opção para matar a sede ou para hidratação, substituindo a água. A recomendação é que os isotônicos sejam usados apenas por atletas e após exercícios ou quando recomendados por um especialista.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Os alimentos que mais viciam

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

 

O vício em comida é um problema seríssimo, ele compromete seriamente a nutrição e saúde das pessoas afetadas. Não é segredo que tudo de mais faz mal, mas o que muita gente não sabe é que existem alguns alimentos que podem viciar de verdade uma pessoa. E se você acha que isso é raro, segundo uma pesquisa realizada em 2011 37,5% das pessoas obesas e 14% das pessoas acima do peso podem ser diagnosticadas com dependência alimentar. Confira abaixo alguns dos alimentos que viciam e tente manter distancia:

 

Alimentos/Bebidas com cafeína:

A cafeína age quase como uma droga, ela age diretamente no sistema nervoso central, podendo assim causar o vício. Uma pessoa viciada em cafeína pode até mesmo sentir sintomas de abstinência, como por exemplo, dor de cabeça, tremedeira, tontura, aumento da ansiedade e fraqueza. Porém acalme-se, até 4 xícaras, bem distribuídas durante o dia, podem fazer bem a saúde e ter ação antioxidante e vasodilatadora.

 

Chocolate:

Toda vez que você come chocolate é liberado um hormônio que da a sensação de prazer e felicidade e é exatamente isso, que o faz ser vicioso. Mas lembre-se  quem come chocolate em excesso pode desenvolver obesidade e problemas cardíacos.

 

Gorduras:

Esses são os campeões em viciar: Alimentos como, hambúrgueres, bacon e batatas fritas, mechem com a parte de recompensas do cérebro e estimulam a compulsão por comidas desse tipo. É claro, que nem é preciso falar como esse tipo de alimento faz mal para a saúde!  Mas só para lembrar alguns problemas que eles podem trazer: Obesidade, Colesterol elevado e Hipertensão.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Suacorrida e Maisequilibrio

Alimentação

Os erros alimentares mais comuns na vida adulta

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

São muitos os erros alimentares cometidos pelos adultos, que contribuem com o aumento de risco de doenças como, obesidade, diabetes, pressão alta, doenças cardíacas e câncer. Por isso, nessa matéria vamos comentar os erros alimentares mais comuns entre os adultos e dar opções para corrigi-los.

 

Ficar muito tempo sem comer:

Com certeza é o erro mais cometido e por mais estranho que pareça, esse erro contribui para o ganho de peso e obesidade.  O intestino de quem pula refeições com frequência se prepara para absorver o máximo de nutrientes possível, enquanto o resto do corpo passa a economizar energia. O resultado final, é que se gasta menos calorias ao longo do dia, e quando a pessoa exagera na comida de alguma refeição acaba guardando as calorias extras com mais facilidade. O certo seria comer de 3 em 3 horas ou de 4 em 4, isso ajuda a controlar a glicemia e evita o excesso de comida nas grandes refeições diárias (café da manhã, almoço e janta).

 

Excesso de carnes:

Este também é um habito muito corriqueiro e que traz bastante malefícios para a saúde, como por exemplo: O aumento de colesterol e ácido úrico. As carnes vermelhas são ricas em gorduras, já as linguiças e salsichas, são as piores escolhas, pois além de possuírem mais gorduras e sal, também são ricas em conservantes, corantes e realçadores de sabor, aditivos que podem ser  tóxicos para o organismo e irritando o intestino. O certo seria preferir as carnes brancas e peixes e comer apenas 120g de carne por refeição.

 

Consumir poucas fibras:

As fibras estão presentes principalmente nas frutas, verduras, sementes e alimentos integrais, porém, esses alimentos têm sido trocados por produtos industrializados ricos em carboidratos, sal e gorduras. Uma dieta pobre em fibras aumenta a sensação de fome, favorece a prisão de ventre e aumenta o risco de doenças como o câncer de cólon. Além disso, quem consome poucas fibras também tem uma alimentação pobre em vitaminas e minerais essenciais para a prevenção de doenças como câncer e envelhecimento precoce. O certo seria comer pelo menos 3 frutas por dia, colocar salada nas refeições principais e dar preferencia aos alimentos integrais.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Tuasaude

Alimentação

Os alimentos que não devem ser reaquecidos

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

É muito provável que na sua casa, como em qualquer outra, seja um habito normal reaquecer a comida, afinal não devemos desperdiçar comida. Por conta disso é extremamente normal guardar a comida para reaquecê-la no dia seguinte.

No entanto, muitas pessoas não sabem que existem alguns alimentos que não podem ser reaquecidos, pois podem causar alguns problemas de saúde. Vejamos quais são esses alimentos:

 

Frango:

E já começamos com um dos campeões do reaquecimento, o frango. Porém esse alimento deve ser comido apenas recém-preparado, ou frio horas depois do seu preparo. Embora você não perceba, quando reaquecemos o frango a sua composição de proteínas muda, e pode causar problemas digestivos. No caso de não consumi-lo no tempo recomendado, você pode aquecê-lo posteriormente, mas sempre a uma temperatura baixa.

Cogumelos:

Bom, já esse dificilmente se vê sendo reaquecido. Os cogumelos devem ser consumidos recém-preparados até mesmo para manter as suas propriedades e seus benefícios para a saúde. Come-los reaquecidos pode causar dores de estomago e inchaço.

Espinafre:

Este vegetal é muito reaquecido por quem faz as dietas saudáveis, porém, por conter um alto percentual de nitrato, que ao submetido de forma brusca a altas temperaturas se converte em nitrito. Este composto por sua vez, não é nenhum pouco saudável e pode trazer vários efeitos para a saúde. Por isso sempre coma o espinafre fresco.

Ovos:

Por serem feitos em pequenas porções e por estragarem muito rápido, poucas vezes chegamos a reaquecê-los. Mas é importante saber que reaquecer os ovos pode os tornar prejudicial à saúde, já que seus compostos podem se tornar tóxicos quando são submetidos a altas temperaturas.

Aipo:

Se você colocou aipo em suas sopas e cremes, não é uma boa ideia reaquecê-los. Assim como o espinafre, o aipo também contem nitratos que se convertem em nitritos. Isso significa que podem se converter em alimentos cancerígenos quando são submetidos a altas temperaturas.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

A sua dieta fitness pode estar acabando com você

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

A famosa dieta do frango, batata doce e clara de ovo é um perigo para você e sua saúde. Atraídas pela promessa de ganho de massa muscular rapidamente, os homens e mulheres correm para essa dieta. A combinação do carboidrato de baixo índice glicêmico (batata doce) com fonte de proteína de alto valor biológico (frango e clara de ovo) libera energia lentamente no organismo, contribuindo para a sensação de saciedade e fornecendo substrato para a reparação muscular. No entanto o consumo exagerado de proteína pode acabar causando danos à saúde.

 

Quantidades:

A sociedade brasileira de medicina do esporte recomenda a ingestão de 1,2 a 1,4g de proteína por dia, por quilo de peso do individuo que malha diariamente e que tem o objetivo de ganho de massa muscular. A clara de ovo é um alimento muito rico em proteínas como a albumina, e em apenas 2 claras já temos aproximadamente 6 gramas de proteína.

O frango também é considerado uma fonte de proteína de alto valor biológico. Ele possui aminoácidos responsáveis por controlar a síntese de novas proteínas para recuperação das fibras musculares. No entanto, para haver equilíbrio na ingestão de proteínas é importante variar suas fontes entre carnes (frango, peixe, carne vermelha sem gordura), leite e iogurtes naturais, queijo, leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha) e oleaginosas (castanhas).

batata doce, por mais que seja um carboidrato complexo com baixo índice glicêmico, sua absorção é mais lenta, liberando glicose na corrente sanguínea e aos poucos  o excesso pode contribuir para o ganho de peso.

Os perigos desta dieta:

O consumo exagerado de carboidratos como o da batata doce, pode levar a sintomas de mau humor, cansaço e dores de cabeça através da produção de um composto tóxico produzido pelo próprio organismo para a obtenção de energia.

Além disso, uma dieta hiperproteica gera sobrecarga renal, pois, seus subprodutos, como ureia e amônia, são filtrados nos rins. Além disso, o excesso de proteína pode gerar resíduos que acidificam o sangue, levando ao aumento do ácido úrico e perda de cálcio dos ossos. O importante é consumir os alimentos com moderação e evitar exageros para manter uma ingestão adequada de todos os nutrientes e controlar a quantidade de gordura saturada e colesterol.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

A dieta crudívora

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

 

Crudívoro é a denominação dada a aquele que não come alimentos industrializados ou aquecido acima de 42ºC. Sementes, castanhas, algas frutas e verduras cruas, essa é a base alimentar de quem segue a dieta crudívora. Os alimentos de origem animal também não fazem parte do dia-a-dia dos crudívoros que preferem e optam por produtos orgânicos.

Para os especialistas, essa restrição alimentar deve ser acompanhada de um nutricionista para evitar a carência de nutrientes para a saúde. Porém essa dieta traz muitos benefícios para a saúde, pois ela inclui muitas frutas, verduras e leguminosas que possuem fibras e vitaminas fundamentais para o organismo, mas deve-se tomar cuidado para que o consumo de carboidrato e proteínas não fique defasado.

Assim como os vegetarianos e veganos, os crudívoros devem aumentar o seu consumo de feijão, grão de bico e lentilha, para obter a proteína, porém estes não devem ser comidos crus ou sem passar pela germinação.

 

Germinação:

A germinação é uma prática comum entre os adeptos. Trata-se de deixar os grãos e sementes de molho por cerca de oito horas. Após o período, a água é eliminada, e os grãos deixados ao ar livre por mais oito horas antes do consumo.

Acredita-se que este processo ajuda a eliminar fitatos, ou fatores antinutricionais, que atrapalham a digestão dos bons nutrientes. Até mesmo aqueles que não seguem a dieta podem deixar os feijões de molho algumas horas antes de cozinhar.

Mesmo que a germinação permita que alguns alimentos sejam comidos sem a necessidade do cozimento, isso não funciona com todos. Cogumelos, batatas, ervilhas, inhame e mandioca estão entre aqueles que precisam obrigatoriamente ser cozidos para o consumo, para evitar a intoxicação.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Maisequilibrio

Alimentação

Começando o dia bem com o café da manhã

Postado por: em

1920x1080_breakfast_time-1575762

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, porém, ainda assim muitas pessoas saem de casa sem comer ou então, não se alimentam de algo saudável. Esses dois comportamentos são muito prejudiciais à saúde e devem ser evitados, mas então o que devemos evitar e o que devemos comer durante o café da manhã?

 

O que evitar no café da manhã:

Os alimentos que devem ser evitados no café da manhã não diferem muito daqueles que devem ser evitados sempre para ter uma alimentação saudável.

Carboidratos refinados: os pães brancos e os cereais tradicionais, muito presentes no café da manhã de muitas pessoas, causam picos de insulina no sangue e podem promover o acúmulo de gordura localizada.

Gorduras saturadas: além de estarem diretamente relacionadas ao sobrepeso, as gorduras são prejudiciais para a nossa saúde cardiovascular, já que podem obstruir as artérias e causar diversas doenças perigosas.

Açúcar refinado: muitas pessoas utilizam o açúcar branco para adoçar o café, o chá e até o suco que tomam pela manhã. Ele não nos oferece nada nutricionalmente e contribui para o ganho de peso, por isso deve ser evitado. Utilize mel como seu adoçante do dia a dia para viver com muito mais saúde. Além disso, fuja dos refrigerantes e dos sucos industrializados, carregados de açúcar.

Doces: bolos, bolachas e doces em geral, também causam picos de açúcar no sangue e podem provocar o acúmulo de gordura. Além disso, não saciam e nos deixam com fome pouco tempo depois da refeição.

 

O que comer no café da manhã:

Não existe um alimento especifico que seja bom ingerir no café da manhã, mais sim nutrientes que devem estar presentes para termos uma alimentação saudável e equilibrada.

Cereais saudáveis: são ricos em nutrientes e nos oferecem fibras que facilitam o trânsito intestinal, além de proporcionar saciedade e liberar energia no organismo ao longo da manhã. A aveia, por exemplo, é uma ótima opção. Também podemos optar pelo pão integral ou os cereais e granolas integrais.

Frutas: as frutas são ricas em vitaminas, antioxidantes, minerais, fibras e uma infinidade de nutrientes importantes para a nossa saúde. São ideias para consumir pela manhã em sua forma fresca ou como suco natural, pois oferecem bastante energia.

Proteínas: estudos mostram que um café da manhã rico em proteínas nos mantém mais saciados e evita exageros ao longo do dia, prevenindo o ganho de peso. Opte por fontes de proteína magra como peito de peru, frango desfiado, iogurtes desnatados, queijo branco e  ovos.

Gorduras saudáveis: as fontes de gorduras saudáveis, como as amêndoas, nozes, a pasta de amendoim integral, o abacate, a linhaça e a chia oferecem saciedade e ajudam a reduzir a gordura acumulada. Além disso, também são fontes importantes de proteína vegetal, tornando o café da manhã em uma refeição muito mais completa.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Melhorcomsaude

Alimentação

As mentiras da dieta

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Diariamente muitas pessoas acabam mentindo para si mesmas quando o assunto é a dieta! Se você faz parte desse grupo e anda acreditando que esses escorregões não afetam o emagrecimento, saiba que seu corpo não concorda com isso. Separamos aqui as mentiras mais usadas durante a dieta:

 

Toda a salada é saudável:

Com certeza a salada é uma ótima fonte de nutrientes e o melhor jeito de começar uma refeição. No entanto,  você deve tomar cuidado na escolha dos ingredientes complementares a base de maionese, queijos amarelos ou então azeitonas, bacon e batata palha, que acabam sendo inimigos de uma salada magra.

 

Bolo sem cobertura pode comer à vontade:

Obviamente bolos sem recheios ou coberturas são bem menos calóricos, mas isso não é motivo para exageros. Escolher o tipo de bolo evita alguns quilos a mais, receitas com farinha de aveia, quinoa, amaranto ou farinha integral são mais saudáveis, assim como aqueles que reduzem ou substituem o açúcar branco por orgânico, porém ainda assim você não deve comer um bolo inteiro.

 

Se for light ou diet está liberado:

Rótulos do tipo light ou diet não servem como justificativa para passar dos limites. Alimentos diet geralmente são isentos de açúcar, sódio ou proteínas. Para compensar a falta de açúcar, por exemplo, adiciona-se uma maior quantidade de gordura, para conservar o sabor, e os alimentos considerados diet são quase sempre mais calóricos que o normal.

 

Pão sem miolo pode:

Pobre miolo, ele é sempre o vilão das dietas, mas ele e a casca têm a mesma quantidade de calorias, ao retirá-lo, você está apenas comendo menos e não diminuindo as calorias do pão.

 

Malhei mais posso comer mais:

Se o objetivo é perder peso não importa o quanto você malha se você usa isso como desculpa para comer mais. Emagrecer é o resultado de um gasto de calorias superior àquelas consumidas. Comer mais porque gastou mais só vai travar sua perda de peso.

 

Fim de semana pode tudo:

Finais de semana são os chamados “dia do lixo”, onde os “dieteiros” de plantão afundam o pé na lama. Porém não deveria ser assim, a dieta deverá ser mantida até mesmo aos finais de semana ou nas ocasiões especiais, para que os resultados já alcançados não sejam perdidos. Se você sente falta de algumas coisas na sua alimentação diária, é melhor abrir a mão das dietas rigidas, fazendo isso, você não sentirá a necessidade de exagerar nos finais de semana.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

O que comer antes e depois do treino

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

Seja qual for o seu objetivo na academia, a alimentação é extremamente importante. Comer de forma indevida, pode impedir que o tempo gasto na academia surtam efeitos positivos. Alimentos consumidos antes e depois do exercício de força devem cumprir determinadas funções, como oferecer energia e ajudar a regenerar a musculatura, itens ricos em carboidratos e proteínas são essenciais nesses momentos.

 

Pré-Treino:

Essa refeição deve prevenir a fadiga e melhorar o desempenho durante a atividade. Isso vale para qualquer tipo de treino, seja ele aeróbico ou de força. É importante escolher alimentos que sejam fontes de carboidratos, como por exemplo:

Frutas:  laranja e a maçã, têm carboidratos de baixo índice glicêmico. Isto é, o açúcar presente nesses alimentos chega à corrente sanguínea lentamente e por isso, não provoca picos de glicose no sangue. Isso faz com que o corpo opte por utilizar gordura como fonte de energia na hora do exercício.

Pão integral: possui a mesma característica das frutas, é fonte de carboidratos e de fibras de baixo índice glicêmico. Consumir esse alimento uma hora antes do exercício faz com que o corpo gaste mais gordura para obter energia. Além disso, oferece carboidratos à massa muscular, melhorando o desempenho na atividade física.

Ovos: durante a atividade física, o organismo também utiliza uma pequena porção de aminoácidos, que são pequenas estruturas da proteína, como fonte energética. Consumir um ovo mexido duas horas antes do treino, é o suficiente para digerir adequadamente o alimento e melhorar o desempenho no exercício.

 

Pós-Treino:

É importante focar na recuperação muscular e para isso, os nutricionistas indicam o consumo de alimentos ricos em proteínas, como por exemplo:

Cereais integrais: pães e massas integrais também são fontes de energia rápida e saudável para o corpo. Pessoas que querem emagrecer podem estender um pouco o intervalo entre o final do exercício e a alimentação em até 60 minutos, retardando o efeito da insulina no organismo, que inibe a queima de gorduras.

Carnes: os exercícios de resistência provocam microlesões no músculo que devem ser regenerados para que de fato, ocorra o aumento da massa muscular. As proteínas são essenciais nesse processo, pois reinstauram a integridade da musculatura. Assim como o leite e o ovo,  a carne vermelha quanto à branca, são ricas no nutriente. Exemplo, dois filés médios de frango em média 20 gramas,  são suficientes para oferecerem a quantidade de proteínas necessárias após uma atividade física.

 

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: VejaAbril e Bolsademulher

Alimentação

O vegetarianismo

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

 

Parar de comer carne pode ser uma decisão levada por vários motivos, sejam por questões  de religião, ideologia ou por uma vida nutricional mais saudável. O vegetarianismo vem ganhando muitos adeptos, porém deve-se ter cuidado para que essa troca de hábitos não traga riscos à saúde.

 

Benefícios:

Abolir o consumo de carne traz uma série de benefícios à saúde, pessoas que não comem carne estão se prevenindo de diabetes tipo II, colesterol alto e do ácido úrico elevado, além de melhorar o funcionamento do intestino, porque quando ingerimos carne muito assada, também ingerimos toxinas prejudiciais à saúde e que estão ligadas a alguns tipos de câncer.

 

Riscos do vegetarianismo:

O grande problema de se tornar vegetariano, é que os alimentos de origem animal são as principais fontes de proteínas e vitamina B12, que são nutrientes cuja deficiência traz danos sérios à saúde. A proteína atua na formação e sustentação dos tecidos musculares, enquanto a vitamina 12 é necessária para a formação das células vermelhas no sangue.

 

Dicas para se tornar vegetariano:

Para qualquer mudança radical de hábitos que você faça é sempre muito importante consultar um médico especialista na área, neste caso um nutricionista, ele te passará algumas dicas de cardápios para que você não fique com deficiência de nenhum nutriente, como por exemplo:

 

* Substitua o leite de vaca pelo de soja e veja como o corpo reage;

* Aumente o consumo de legumes e leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha). Incremente a salada com sementes e oleaginosas;

* Adote os carboidratos integrais, que são mais ricos em nutrientes;

* Experimente o tofu, o “queijo” de soja. Aliás, a soja é uma ótima fonte de proteína;

* A combinação arroz com feijão tem todos os aminoácidos essenciais que o corpo precisa. Não se esqueça dela;

* Para aumentar absorção de ferro, coma sempre uma fruta cítrica (ou suco dela) durante as refeições;

* Quanto à vitamina B12, suplementos podem ser a melhor opção.

 

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Os tipos de arroz

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

O arroz faz parte do prato dos brasileiros que costumam fazer a combinação principalmente com o saboroso feijão. Mas você sabe qual é o melhor arroz para deixar a sua saúde em dia? Vamos conhecer um pouco mais sobre cada tipo de arroz:

 

Branco ou polido: O arroz do dia a dia é também o menos nutritivo. Isso porque, no processo de beneficiamento industrial, a casca onde estão às vitaminas e minerais é desprezada. Apesar disso, podemos considerar como uma  boa fonte de carboidratos e proteínas e de cozimento mais rápido.

Integral: Como a camada externa do grão permanece intacta, todos os seus muitos micronutrientes, em especial as vitaminas do complexo B, são preservados. Para que continuem íntegros durante o cozimento, prefira a panela de pressão.

Parabolizado: Embora também seja processado, esse arroz passa por uma espécie de tratamento que leva os nutrientes para dentro do grão. Assim ele concentra os minerais e vitaminas, sobretudo as do complexo B.

Preto: Um dos mais ricos em compostos fenólicos, poderoso antioxidante, é uma variedade do arroz integral. Contém ainda, boas doses de ferro, mineral bom de briga contra a anemia. Como o sabor é bastante acentuado, o que pode desagradar certos paladares, o truque é misturá-lo ao arroz integral ou ao parabolizado.

Arbóreo: ideal para risotos porque tem consistência cremosa por causa da alta concentração de amido. Outra característica é a capacidade de absorver condimentos. Muito procurado para o preparo do arroz doce. Como não possui casca e não passa por nenhum processo que conserve seus nutrientes, o arroz arbóreo tem o mesmo valor nutricional do arroz tradicional.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Mdemulher

Alimentação

Alimentação saudável na terceira idade

Postado por: em

Fonte: shutterstock

Fonte: shutterstock

Todos nós queremos uma vida saudável e equilibrada, mas para isso é necessário que tenhamos uma alimentação saudável e balanceada, que inclua alimentos de toda a pirâmide alimentar. Porém, com o passar dos anos as necessidades calóricas do nosso organismo diminuem, mas as de proteínas, vitaminas e minerais continuam nas mesmas proporções, isso faz com que tenhamos que mudar nossos hábitos alimentares. Como veremos a seguir, com pequenos cuidados você pode manter uma alimentação saudável e saborosa mesmo na terceira idade:

 

* Coma frutas, legumes e verduras à vontade, preferencialmente cinco vezes por dia.

* Insira na sua dieta feijão ao menos uma vez por dia.

* Deixe de lado alimentos gordurosos, como embutidos, frituras, salgadinhos.

* Diminua as quantidades de sal.

* Não pule refeições, faça pelo menos três refeições e um lanchinho diariamente.

* Evite doces, biscoitos e outros alimentos com muito açúcar; permita-se de forma moderada no máximo duas vezes por semana.

* Beba bastante líquido, mas prefira água e sucos naturais, evite álcool e refrigerantes.

* Faça suas refeições com tranquilidade, prefira a companhia de parente e amigos, a comer em frente à televisão.

* Insira esses hábitos na sua rotina aliando-os a atividades físicas, e assim será mais fácil manter seu peso dentro dos limites saudáveis.

 

Praticando esses pequenos cuidados você terá muito mais saúde e disposição na terceira idade e provavelmente viverá muito mais!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Aterceiraidade

Alimentação

O lado bom dos alimentos polêmicos

Postado por: em

shutterstock_197094590

Fonte: Shutterstock

 

A lista negra dos alimentos que são os piores inimigos da saúde é extensa. Mas, segundo estudos científicos recentes, a má fama de alguns deles não só é exagerada, como injusta. O consumo de alguns alimentos, como o café, ovos, maionese e carne vermelha, trazem efeitos benéficos ao organismo, além disso, são essenciais para a manutenção da saúde.

Antes de tirar alguns alimentos do cardápio, é muito importante saber qual é o seu tipo metabólico, pois os resultados mudam conforme o organismo de cada um. Por isso, o que para alguns pode fazer bem, para outros pode ser prejudicial.

 

Café: O café com a fama de causar ansiedade e insônia, tornou- se um vilão, porém a cafeína substância encontrada em altos níveis, pode auxiliar no tratamento de doenças como o Alzheimer, além disso, outro estudo norte-americano afirma que mulheres que tomavam quatro xícaras de café por dia tinham até 65% menos chances de ter derrames.

Ovo: Durante muito tempo ele foi declarado o inimigo do coração em função dos altos níveis de colesterol que esse alimento possui. Porém um estudo recente mostrou que o consumo regular de ovos nada tem haver com o aumento dos níveis de colesterol, isso porque o consumo do colesterol contido nos ovos induz o corpo a produzir menos colesterol fabricado pelo próprio organismo. Nesse processo, há um equilíbrio que preserva o funcionamento saudável do corpo.

Maionese: A maionese industrializada sempre foi culpada por ser muito gordurosa, porém com novos processos de fabricação, a maionese passou a ser mais saudável por conter menos gorduras trans. Como é um alimento que possui gorduras importantes e que contêm ômega 3, ela é uma aliada no combate ao colesterol ruim, o LDL. Contudo, a maionese continua sendo muito calórica e gordurosa, por isso, o seu consumo deve ser controlado e alguns cuidados precisam ser tomados.

Carne vermelha: Mesmo tendo quantidades de gordura saturada, a carne vermelha ainda é um elemento que deve ser mantido na dieta. Ela é fonte de todos os aminoácidos essenciais ao corpo humano, além de ser rica em ferro, zinco, e vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B12 – indispensável para o funcionamento das células nervosas do corpo humano. Por isso, a maioria das pessoas que não comem nenhum tipo de alimento de origem animal, principalmente a carne vermelha, apresentam carência dessa vitamina ao longo prazo se não tomarem suplementos vitamínicos.

De acordo com o especialista, uma alimentação saudável, é aquela que traz um equilíbrio entre os micronutrientes, que são as vitaminas e minerais e os macronutrientes, encontrados nas gorduras, proteínas e carboidratos.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

A nova moda dos Food Trucks

Postado por: em

taco-558254_1920

 

Comida de rua agora ganhou um tempero a mais com os food trucks, os trailers que transportam e vendem comida. Embora não sejam novidades, principalmente nas grandes metrópoles, o conceito de food truck vem se popularizando cada vez mais e agora ganhando espaço em cidades menores.

 

A moda chegou ao Brasil em 2012, quando os primeiros food trucks gourmet surgiram em São Paulo. Coloridos e modernos, os veículos que são móveis, mas geralmente ficam permanentemente estacionados num só lugar, oferecem para o consumidor comidas bem variadas que vão desde comida mexicana até a japonesa e é claro com muita qualidade e sabor.

 

Qual a vantagem de ir num food truck? Muita gente vive ou trabalha em locais com poucas opções de comidas rápidas e bem feitas . Portanto, os trucks acabam sendo uma ótima opção nesse cenário com alternativas similares aos cardápios dos restaurantes de comida a quilo e das grandes redes de fast food,  suprindo as necessidades dos dois grupos, sem que essas pessoas precisem se deslocar para comer bem.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: Super abril e Vilamulher

Alimentação

Óleo de cozinha, qual escolher?

Postado por: em

fonte: shutterstock

fonte: shutterstock

 

Nas prateleiras dos supermercados, a variedade em óleos de cozinha é tanta que para acertar na compra, é necessário saber o que cada um deles oferece antes de escolher.

O mais conhecido é o óleo de soja, mas existem outros tipos como de milho, girassol, canola, algodão e linhaça. Sem falar no azeite, outra fonte de óleo vegetal extraído a partir da azeitona. Vamos ver quais são os benefícios de cada um desses óleos

 

Óleo de soja: É uma excelente fonte de ácidos graxos essenciais, ômega-3 e ômega-6, ômega-9 e vitamina E. Age como um antioxidante natural e auxilia a reduzir os níveis de colesterol no organismo.

Óleo de canola: É um dos óleos mais saudáveis, pois tem elevada quantidade de ômega-3, 6 e 9, auxilia no controle da pressão arterial, previne doenças do coração e é um poderoso antioxidante no combate os radicais livres. Possui o menor teor de gordura saturada de todos os óleos vegetais.

Óleo de linhaça: Excelente fonte de ômega-3, uma gordura que previne e auxilia no tratamento de várias doenças inflamatórias e cardíacas. Tem ainda magnésio e potássio, minerais fundamentais para um bom funcionamento do organismo.

Óleo de girassol: Com vitaminas A, D, E e do complexo B, ômega-3, 6 e 9, tem minerais como zinco e magnésio, além de ácidos graxos insaturados. É bastante eficaz na redução dos níveis de colesterol sanguíneo, da pressão arterial e previne de doenças cardiovasculares.

Óleo de milho: Possui componentes utilizados como redutores do colesterol. Contém 60% em ômega-3, prevenindo alterações metabólicas relacionadas com dermatites, perda de peso e arteriosclerose.

Óleo de algodão: Rico em vitamina E, ácidos graxos, ômega-9 e ômega-3. É uma excelente fonte de tocoferol, um antioxidante natural.

Azeite de oliva: O azeite contribui com a diminuição do mau colesterol (LDL), promove o aumento do bom colesterol (HDL), protege contra o câncer e problemas no coração, além de ser uma boa fonte de ômega-9. Possui vitaminas A, D, E K e é um ótimo antioxidante, que retarda o processo de envelhecimento celular. Acelera o funcionamento do metabolismo, facilita à digestão, melhora a absorção de cálcio e minerais, age positivamente no funcionamento do estômago e do pâncreas. As gorduras monoinsaturadas modificam a distribuição de gordura corporal e diminuem o acúmulo na região abdominal. Por isso, podemos dizer que o azeite tem efeito antibarriga e ajuda a afinar a cintura.

 

Na verdade não existe o óleo certo ou errado, cada um tem seus benefícios e devem ser escolhidos de acordo com a sua necessidade!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Dicasdemulher

Alimentação

Os alimentos para combater o mau humor

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Shutterstock

 

Você sabia que umas das causas para o mau humor é a má alimentação? Ninguém gosta de ficar com fome, mas para algumas pessoas isso causa um estresse e um mau humor enorme. Porém existem alguns alimentos que geram uma onda de pensamentos positivos, o que sem duvida melhora muito o nosso humor, vejamos alguns destes alimentos:

 

Chocolate:

É claro que ele não ficaria fora da lista, não é segredo para ninguém que o chocolate é capaz de levantar o humor de qualquer um! Isso acontece por que de acordo com estudos realizados por diversos especialistas, o consumo de um pouco de chocolate preto reduz hormônio do estresse chamado cortisol e catecolaminas, que são responsáveis ​​pela ansiedade e mau humor.

 

Vegetais de folhas verdes:

Vegetais de folhas verdes contêm quantidades elevadas de ácido fólico que podem ajudar a combater a depressão. Além disso, a vitamina B que eles possuem permite decompor um aminoácido chamado homocisteína, que pode estar ligado com a depressão e o mau humor.

 

Peru ou frango:

Por mais estranho que pareça esses dois alimentos também tem a capacidade de diminuir o mau humor, comer carne de peru ou de frango é muito bom para quem quer combater o estresse e a ansiedade, pois produzem substâncias químicas que promovem a sensação de bem estar, melhorando assim o nosso humor.

 

Salmão:

Todos nós sabemos que a rotina do dia-a-dia pode causar mau humor. Quando você estiver em um momento de estresse, seja por causa do trabalho, escola e etc. coma um filé de salmão que você vai se sentir muito melhor. Isso acontece porque contém Ômega3, um ácido graxo que ajuda a combater a raiva e a irritabilidade.

 

Iogurte Grego:

O baixo nível de açúcar no sangue também pode causar mau humor, nesse caso o melhor a fazer é comer um doce, não precisa necessariamente ser iogurte grego, porém ele é muito saboroso e de baixa caloria!

 

Chá Preto:

O chá preto, frio e quente, pode ser uma ótima maneira de combater o mau humor, pois assim como o chocolate ele também diminui a produção de cortisol, o hormônio responsável pelo mau humor.

 

Hidrolight – A vida em movimento

Alimentação

O que é Ginseng?

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

O Ginseng é uma planta cultivada no oriente cuja raiz é a parte mais consumida. O Ginseng contem vitaminas B1, B2 e B3 que agem no metabolismo da glicose, ácidos graxos e aminoácidos. Além disso, ele também contem vitamina B12 que é importante para a formação das células do sangue.

 

Os benefícios do Ginseng são muitos e ainda estão sendo estudados, mas entre eles estão:

Ação anti-inflamatória: Um dos tipos de inflamação existentes no nosso corpo é a produção de citocinas pró-inflamatórias, que acontece em casos de diabetes e obesidade, o Ginseng combate essa inflamação e também ajuda paciente com diabetes.

Faz bem ao coração: Com a sua ação anti-inflamatória previne distúrbios que ocorrem quando há acumulo de gordura nas veias. Além disso, por ele ajudar na dilatação das veias permite  que o sangue chegue mais facilmente ao cérebro.

Faz bem ao cérebro: Como o Ginseng ajuda na dilatação dos vasos sanguíneos, ele faz com que mais sangue chegue ao cérebro, o que pode até melhorar a concentração. Além disso, a planta diminui as inflamações dos neurônios, evitando assim, a degeneração cerebral e doenças como o Parkinson e o Alzheimer.

Diminui o estresse: O Ginseng ajuda a aliviar o estresse, pois age sobre a glândula suprarrenal  estimulando a produzir o hormônio cortisol que regula os níveis de estresse do corpo.

Reduz a fadiga: O Ginseng reduz a fadiga ao estimular o sistema nervoso central, regulando ou aumentando as funções cerebrais.

 

Importante: O consumo de Ginseng deve ser moderado cerca de 5 a 10g por dia apenas,  não deve ser consumido diariamente por mais de 8 semanas, caso contrário, ele pode começar apresentar seus efeitos colaterais, como por exemplo: alterar a pressão arterial e interferir na coagulação.

O produto pode ser encontrado em casas de produtos naturais e em alguns supermercados. A parte que geralmente é ingerida é a raiz e a forma consumida  pode ser em pó, extrato, capsula e tintura. O mais comum é em pó, ele pode ser adicionado em sucos, sopas e em outros alimentos.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: Minhavida e Tuasaude

Alimentação

A carne vermelha e o câncer

Postado por: em

 

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Pesquisas recentes feitas pela Universidade de Harvard Encontrou uma ligação entre a carne vermelha e o câncer. Foi encontrada uma molécula de açúcar que pode desencadear uma resposta imunológica no corpo humano que provoca a inflamação. Isso contribui para o aparecimento e o crescimento de tumores.

 

 

Esta molécula de açúcar é chamada de Neu5Gc, encontrada em níveis altos em tecidos cancerosos, e o fato de não ser produzida pelo corpo humano indica que vem da alimentação.

 

Além disso, foram realizados estudos para observar os hábitos alimentares de cerca de 40 mil homens e 85 mil mulheres durante 28 anos. Durante este curto período, 9 mil e 464 voluntários morreram devido a algum tipo de câncer. Outros fatores de risco como tabagismo, histórico familiar e idade, foram descartados, fazendo com que os pesquisadores concluíssem que o consumo exagerado de carne vermelha poderia contribuir para incidência da doença.

 

Mas a final, o que isso implica na sua alimentação? Você deve parar de comer a carne vermelha? A resposta é não, a carne vermelha trás muitos benefícios para o corpo humano. Mas seria muito bom reduzir o consumo. Reduzir de 140 gramas diárias para 70 gramas já diminui em 10% o risco de câncer!

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Revista vida e Saúde e Inca

Alimentação

A falta de vitaminas no corpo

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

A falta de vitaminas, ou avitaminose, é a carência de vitaminas no corpo, causada pela má absorção do organismo ou pela falta de ingestão vitamínica em forma de alimento ou suplemento. As vitaminas são necessárias para o bom funcionamento do corpo humano e estão presente nos alimentos em geral, mas especialmente nas frutas e legumes.

A melhor maneira de consumir todas as vitaminas necessárias é fazer uma alimentação saudável e variada. Mas, a suplementação vitamínica com comprimidos também é uma alternativa para prevenir a falta de vitaminas e suas consequências, ou tratá-la.

 

Essas são algumas das doenças causadas por falta de vitaminas:

* Cegueira noturna

* Pelagra

* Raquitismo

* Obesidade

* Distúrbios metabólicos

* Anemia

 

Sintomas da falta de vitaminas:

* Pele seca e áspera com descamação

* Atraso no crescimento em crianças

* Problemas no desenvolvimento cognitivo e motor em crianças

* Sono diurno

* Cansaço

 

Causas da falta de vitamina:

A falta de vitamina pode ser causada pela exclusão de um tipo de alimentos, como por exemplo, não comer frutas ou legumes que são os alimentos mais ricos em vitaminas.

Outra possível causa pode ser uma deficiência na absorção dos nutrientes, Neste caso, apesar de haver ingestão de alimentos fonte de vitaminas, o organismo não é capaz de absorvê-los.

 

Tratamento:

O melhor tratamento para a falta de vitaminas é a suplementação com vitamina em falta em forma de comprimidos ou injeção. Porém, muitas vezes, para reverter sintomas de avitaminose leve, como a queda de cabelo ou pele ressecada, uma alimentação mais cuidada corrige essa carência.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Tuasaude

Alimentação

Alimentação saudável para crianças

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

 

Uma alimentação saudável para as crianças garantem um crescimento muito melhor, porém às vezes é difícil fazer com que os pequenos comam frutas, verduras e legumes e o culpado pode ser você! As crianças normalmente reproduzem comportamentos, e se os pais não derem o exemplo consumindo esses tipos de alimentos, consequentemente também não consumirão.

 

Outro erro bastante comum é colocar os alimentos misturados ou batidos e em grandes quantidades. Isso faz com que os aromas e sabores se misturem, perdendo todo atrativo aos olhos dos pequenos. Para evitar que as crianças fiquem sem comer, muitos pais costumam oferecer outras opções, tais como: biscoitos, iogurtes, doces, etc., essa atitude acaba sendo vista como uma recompensa, fazendo com que elas entendam que não precisam comer aqueles alimentos, pois receberão o que querem no momento seguinte.

 

Mas calma, não precisa ficar louco, não é tão difícil fazê-los comer de forma correta, aqui vão algumas dicas para isso:

 

A alimentação deve ser variada, com todos os grupos alimentares divididos ao longo do dia, de forma bem colorida;

* As crianças devem consumir produtos lácteos ou leite pelo menos três vezes ao dia;

* Apresente os alimentos separadamente no prato de forma criativa, formando imagens coloridas e divertidas, que podem garantir melhor adesão à alimentação;

* Crianças costumam ter aversão ao consumo de água, por isso ele deve ser muito incentivado;

* Ofereça frutas de sobremesa ao invés de doces;

* Incentive também o consumo de todos os tipos de frutas: in natura, sucos ou em vitaminas;

* Estabeleça horários fixos para as refeições e mantenha uma rotina alimentar. O ideal é oferecer 6 refeições diárias, sendo: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia, apenas se necessário.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Bolsademulher

Alimentação

Os perigos do fast food

Postado por: em

Fonte: Shutterstock

Fonte: Shutterstock

 

O fast food é uma das comidas mais pedidas no Brasil, segundo pesquisas recentes realizadas com brasileiros de 18 a 55 anos, 74% preferem comer em restaurantes fast food a restaurantes tradicionais. O motivo de tudo isso é a praticidade que esses restaurantes proporcionam, alguns servem o lanche em apenas 5 minutos. Mas quais são as consequências dos fast foods para a saúde?

 

Uma refeição como um sanduíche, um refrigerante médio e algumas batatas fritas em um restaurante desses possuem em torno de 1500 Kcal, correspondendo à grande parte do que deveria ser ingerido num dia, o que pode causar problemas de saúde. A grande quantidade de gordura presente nesses alimentos pode elevar os níveis de colesterol, aumentando o risco de doenças cardíacas. O açúcar presente nesses alimentos pode ter uma ligação direta com a diabetes.

 

Além disso, você encontra pouca quantidade de fibras, o que pode prejudicar o funcionamento intestinal, causando prisão de ventre. O organismo deixa de ter os benefícios que uma alimentação rica em fibras pode proporcionar, como a diminuição de bactérias patogênicas e aumento de bactérias boas ao corpo, o que está relacionado à proteção do intestino contra o câncer e diminuição da absorção excessiva de glicose e colesterol.

 

Fast food não é nada benéfico ao organismo, mas por sua rapidez e praticidade acaba virando a melhor opção das pessoas que tem a vida mais agitadas, porém o ideal seria consumi-lo no máximo uma vez por semana!

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: Mundoeducacao e Abrasel

Alimentação

Como obter uma alimentação saudável

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Às vezes parece impossível manter uma boa alimentação, como resistir à tentação de se jogar nos doces? Ou de comer um hambúrguer com batatas fritas? Alimentação saudável virou sinônimo de sofrimento. Mas não deveria ser assim, é possível comer pratos saudáveis sem abrir mão do sabor. E aqui vão algumas dicas para isso:

 

* Não passe fome, coma de tudo um pouco, mas opte pelos assados e grelhados. Encha seu prato de salada e não passe mais de três horas sem comer;

* Se for comer legumes, prepare-os na hora, isso evita a perda das vitaminas e minerais;

* Não exagere no açúcar e nem no sal, prefira os sucos naturais aos prontos e conte apenas com a frutose para adoçar seus sucos. Na salada o azeite é a melhor escolha;

* Varie seu prato, não coma apenas salada ou um tipo de carne por uma semana inteira. Inovar é a chave, se comeu carne de gado hoje, coma peixe ou frango amanhã;

* Não abra mão do arroz e feijão, ou de qualquer outro alimento que seja essencial no seu almoço. Parar de comer algo que você gosta de um dia para o outro, pode fazer você desistir mais rápido da sua dieta;

* Inclua os cereais na dieta, eles ajudam muito no funcionamento do organismo e são aliados ao emagrecimento;

* Tenha sempre uma fruta perto de você e quando bater aquela ansiedade de comer algo a devore;

* E por fim, coma no lugar certo e com calma. As refeições devem ser feitas em lugares tranquilos.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Suadieta

Alimentação

Conhecendo a pirâmide alimentar!

Postado por: em

Piramide alimentar

 

As pirâmides alimentares são esquemas gráficos que distribuem os vários tipos de alimentos e as proporções que devem ser ingeridas nas refeições de pessoas saudáveis. Os alimentos são agrupados de acordo com as suas funções e seus nutrientes. Conheça melhor cada tipo alimentar presente na pirâmide, para que assim você possa entendê-la melhor.

Cereais, pães, tubérculos e raízes: não é à toa que representam a base da pirâmide. O grupo é formado por alimentos energéticos, ricos em carboidratos, um nutriente que abocanha a maior fatia da sua alimentação. Os carboidratos representam de 50 a 60% das calorias totais de um dia.

Hortaliças (legumes e verduras): ricos em água, os alimentos deste grupo contêm fibras, vitaminas e minerais. Contam ainda com a vantagem de terem baixíssimas calorias.

Frutas: fontes abundantes de fibras, vitaminas, minerais e carboidratos. Apesar de as frutas fornecerem os mesmos nutrientes encontrados em outros grupos, elas aparecem num bloco à parte porque têm participação diferenciada no cardápio.

Leite e derivados: cálcio e proteínas fazem parte do time de nutrientes fornecidos por este grupo. Sua ingestão é recomendada para evitar o desenvolvimento de doenças relacionadas ao consumo do mineral, como a osteoporose.

Carnes e ovos: grupo composto por alimentos ricos em proteínas, que devem ser as responsáveis por 20% das calorias consumidas diariamente. Por outro lado, as carnes também são fontes de gorduras saturadas e colesterol. Por isso, a preferência deve ser por carnes magras, aves e peixes.

Leguminosas: elas são uma mina de proteínas e têm no feijão um representante poderoso. Graças a ele, a pirâmide alimentar brasileira ganhou uma divisão a mais.

Óleos e gorduras: alimentos altamente energéticos. Porém, se estiverem presentes em grande quantidade no seu cardápio, estão associados ao ganho de peso. Portanto, a recomendação é dar preferência às gorduras vegetais.

Açúcares e doces: grupo com grande potencial energético, mas que isoladamente, não oferece nutrientes indispensáveis ao organismo. Isso porque, eles podem ser obtidos através de alimentos pertencentes a outros grupos alimentares. Por essas razões, seu consumo deve ser baixo.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: Unimedse

Alimentação

Os 8 piores alimentos para a saúde

Postado por: em

Fonte: Pixabay

Fonte: Pixabay

Ninguém consegue resistir a um sorvete em um dia quente do verão, ou a uma pizza no fim de semana, acompanhada de um copo de refrigerante bem gelado. Ninguém consegue resistir a isso, mas deveria! Estes são apenas alguns dos piores alimentos que você pode consumir, a lista também inclui batatas fritas, salgadinhos e alguns outros. Confira quais são eles e qual a sua alternativa saudável.

 

8º – Sorvete: Rico em gorduras, açúcar, corante e aromatizante. A gordura saturada nele contida pode comprometer o coração, os rins, e o cérebro em longo prazo.  Uma opção melhor é o sorvete de palito de frutas que possui menos calorias.

7º – Salgadinhos industrializados: Eles não têm nenhum valor nutricional além de serem ricos em sódio e gorduras, eles podem ser feitos de milho transgênico que pode promover alergias, ganho de peso e irritabilidade.  A pipoca preparada na panela  com óleo vegetal  é uma opção muito melhor para a saúde.

6º – Pizza congelada: Cheia de conservantes, sódio e gorduras trans, são feitas com farinha branca que tem uma absorção rápida fazendo com que a pessoa fique com fome logo. Caso você adore uma pizza, o melhor a fazer,  é diminuir o consumo para uma vez por semana.

5º – Batata frita: O principal problema é ela ser frita. Quando um alimento é submetido a altas temperaturas ele sofre glicação, que segundo estudos recentes estão ligados às doenças cardiovasculares e também ao câncer. Uma maneira melhor de consumir a batata como petisco é cortá-la em forma de “chips”, dispor em uma travessa, colocar alecrim, azeite e levar ao forno.

4º – Bacon: Uma pesquisa realizada pela Escola de Saúde Publica de Harvard, descobriu que o consumo diário de carnes como o Bacon, aumentam em 42% o risco de problemas cardíacos e 19% o de diabetes tipo 2. Ele não tem alternativa saudável, o certo seria evitar este alimento.

3º – Cachorro-quente: Não só o cachorro quente, mas algumas outras carnes processadas aumentam cerca de 67% o risco de câncer no pâncreas. Também é rica em gorduras e sódio. Uma alternativa seria substituir o cachorro quente por um lanche de queijo branco e peito de peru.

2º – Donuts: Tem na sua composição cerca de 35% a 40% de gorduras trans que são relacionados ao câncer e doenças cerebrais. Eles também contêm açúcar e cada Donuts tem cerca de 300 calorias. Não tem uma alternativa saudável, se você é fã deles deveria comer apenas uma vez por semana.

1º – Refrigerantes: Esta bebida é rica em açúcar, imagine que em uma lata de 350 ml  possui 37 gramas. Uma pesquisa diz que os refrigerantes estão associados ao maior risco de acidente vascular  cerebral. Suas versões Diets não estão fora dessa, aumentam o risco de diabetes tipo 2 e síndrome metabólica. A solução seria o suco natural, que apesar de calórico, é rico em fibras, vitaminas e sais minerais.

 

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: Extra globo e Minhavida

Alimentação

Sal, o inimigo do coração

Postado por: em

Fonte: pixabay

Fonte: pixabay

O sal é o tempero mais consumido em todo o mundo, e segundo algumas pesquisas, ele é o vilão das doenças cardíacas, e reduzir o consumo do mesmo de 5g para 3g por dia pode salvar sua vida. Você sabia que existem diversos tipos de sal? E alguns têm muito menos sódio do que o sal marinho (sal mais comum nas mesas do Brasil), agora vamos conhecer alguns destes tipos:

 

Sal refinado: É obtido pela evaporação da água do mar, ele passa por um processo de refinamento para que passe pela tampa do saleiro, ele é um dos tipos menos saudáveis contendo 400mg de sódio a cada 1g.

Sal marinho: É muito parecido com o refinado, porém passa por um processo de refinamento mais rustico, o que causa grãos irregulares, ele também tem mais sódio contendo 420mg a cada 1g, e é o mais consumido entre os brasileiros.

Sal light: Ele pode ser uma boa alternativa para controlar a hipertensão, já que possui menos da metade do sódio contido no sal marinho, porém o sabor é um pouco amargo. Contém 197mg de sódio a cada 1g.

Sal grosso: Também muito usado no Brasil para temperar carnes que vão para a churrasqueira, ele evita o ressecamento dos alimentos e seu tamanho é devido a não passar por nenhum processo de refinamento. Contém 400mg de sódio a cada 1g.

Flor de sal: É considerado um sal gourmet e é encontrado nos restaurantes mais requintados, ele é obtido na camada superior das salinas antes de serem depositadas no fundo e se transformar em sal marinho, é o sal que mais contém sódio da lista, com 450mg a cada 1g.

Sal negro: Este vem da Índia e é um sal vulcânico, como possui enxofre em sua composição ele tem um sabor sulforoso. Contém 380mg de sódio a cada 1g.

Sal rosa do Himalaia: Este é o sal mais indicado para quem quer reduzir o consumo do sódio, mas sem perder o sabor do sal. Ele é encontrado no Himalaia em uma região que já foi banhada por mares, seus cristais tem o tom rosa graças a alguns minerais contidos nele. Ele contém 230mg de sódio a cada 1g.

Sal líquido: É obtido pela dissolução de um sal de altíssima pureza e sem aditivos em água. Tem um sabor suave e pode ser usado em todos os alimentos. Por ser liquido ele permite a distribuição uniforme e o controle das quantidades. Contém 11mg de sódio a cada 0,1ml.

Sal defumado: É também um sal gourmet e seu preço é bastante salgado, o Frances é defumado em fumaça fria resultantes da queima de barris de carvalho. Já o Dinamarquês, é retirado do mar e sacado em uma fogueira de galhos de madeiras aromáticas, como o carvalho e a cerejeira. Contém 395mg de sódio a cada 1g.

 

Hidrolight – a vida em movimento.

 

Fontes: Minhavida e Midiasport

Alimentação

Conheça melhor a melancia

Postado por: em

Fonte: Flickr

Fonte: Flickr

A melancia possui 92% de água e oferece apenas 30 calorias a cada 100 gramas. Como possui grande quantidade de água, ela ajuda a hidratar e limpar o organismo, e ainda faz os rins trabalharem melhor.

A fruta auxilia na remoção de amônia e outras toxinas do nosso organismo. Isso porque possui um aminoácido que provoca um efeito diurético, ao produzir no nosso corpo a arginina. Este aminoácido também tem grande poder cicatrizante e anti-inflamatório.

 

Além disso, ela é rica em Potássio, Ferro, Magnésio, Zinco, Cálcio, Vitamina C e Fibras que ajudam a manter a saciedade.

Conheça agora uma maneira diferente de se consumir a melancia:

Ingredientes

200 ml de suco de melancia
Suco de meio limão
1 colher (café) de gengibre ralado
Gelo triturado
1 colher (sopa) de sal

Modo de preparo

Misture o suco de melancia com o suco de limão e o gengibre ralado.
Despeje a mistura em um saco plástico com fecho tipo zip (ou outro que fique bem fechado) e reserve.
Em outro saco maior, junte uma boa quantidade de gelo triturado com o sal e misture bem.
Em seguida, coloque o saco fechado com o suco de melancia dentro do saco com gelo.
Segure firme com as duas mãos e chacoalhe bem por 5 minutos ou até o suco de melancia virar sorvete.
Ou seja, até atingir uma consistência mais sólida e cremosa. E bom apetite!

Hidrolight – A vida em movimento.

Fonte: Luciliadiniz e Saudedica

Alimentação

Os benefícios do chá-mate para a saúde

Postado por: em

Fonte: Pixabay.com

Fonte: Pixabay.com

Consumido em quase todo o país graças à influência portuguesa, o chá-mate traz inúmeros benefícios, como controlar o colesterol, proteger o coração e muitos outros. Vejamos agora estes e outros benefícios do chá-mate.

Diminuir o colesterol: Isso acontece por que o chá-mate contem substâncias alcaloides e glicídios, que interagem com os ácidos biliares e reduzem a absorção do colesterol.

Antioxidante: A erva-mate possui um acido clorogênico, ele é um antioxidante que é capaz de influenciar muitos mecanismos corporais por meio da diminuição da oxidação celular.

Protege o coração: A erva-mate é rica em polifenóis que ajudam a evitar o acumulo de gorduras nos vasos sanguíneos e previnem doenças inflamatórias.

Estimula o cérebro: Rico em xantinas, substâncias que melhoram o desempenho cerebral. Além disso, a erva-mate é rica em antioxidantes que podem de maneira indireta, retardar o envelhecimento cerebral.

Ajuda no emagrecimento: Tem efeito termogênico que acelera o metabolismo aumentando o gasto calórico em repouso, e tem ação lipolítica e facilita a queima de gordura em excesso.

Protege o fígado: o chá pode auxiliar na oxidação da gordura do fígado e, por isso, colaborar com o tratamento da esteatose hepática, que é o acúmulo de gordura no fígado.

Especialistas indicam que para que o chá realmente faça efeito é preciso consumir 300 ml por dia.

 

Hidrolight – A vida em movimento.

 

Fonte: Minhavida

Alimentação

Os benefícios do painço para a saúde

Postado por: em

 

Fonte: Pixabay.com

Fonte: Pixabay.com

 

Painço, ou milhete, como é chamado popularmente é um grão cereal de baixa caloria (110 calorias a cada 100 gramas).  Ele é uma ótima fonte de vitaminas, fibras, proteínas e minerais, além disso, estudos recentes mostram que o painço ainda ajuda no desenvolvimento dos ossos, no combate de problemas cardíacos, hipertensão, redução do colesterol e até mesmo na prevenção do câncer.

E os benefícios são ainda maiores para as mulheres, segundo especialistas, “uma xícara de painço por dia já cobre 25% das nossas necessidades em magnésio. E o magnésio ajuda a relaxar, ajuda também no sistema nervoso e pode fazer muita diferença para as mulheres no equilíbrio hormonal”.

O painço ainda é uma ótima opção para quem quer perder peso, já que tem pouquíssimas calorias e tem mais fibras do que qualquer outro grão. As fibras ajudam a manter uma pessoa de estomago cheio e proporciona uma sensação de saciedade.

O painço pode ser consumido na forma de farinha, como ingrediente de sucos e bolos ou adicionado à comida, assim como se faz com a farinha de linhaça e de banana verde. Ele pode ser encontrado em supermercados no setor de produtos naturais ou em casas especializadas nesses produtos.

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fontes: http://g1.globo.com e http://www.veggietal.com.br

Alimentação

Os temperos que aceleram a perda de gordura

Postado por: em

Fonte: pixabay.com

Fonte: pixabay.com

Alguns temperos como a pimenta, canela, gengibre e semente de mostarda, tem o poder quase que mágico de acelerar a queima de gorduras. Estes temperos são considerados termogênicos, o que significa que eles obrigam o corpo a gastar mais energia na sua digestão, fazendo assim a queima de gorduras. Para estes temperos de fato auxiliarem na dieta, eles precisam estar presentes na mesa todos os dias. Vejamos agora algumas dicas e contraindicações para o uso destes temperos na sua dieta:
            Pimenta: Acelera em até 20% o gasto energético do corpo, porém deve ser consumido somente 3g por dia.
            Canela: A canela também acelera o metabolismo e a queima de gorduras, mas diferente da pimenta ela não tem contraindicações, e pode ser consumida com frutas, como banana e maçã.
            Gengibre: O gengibre é quase tão eficiente quanto a pimenta, e pode ser consumido a vontade. Pode ser adicionado a sopas, saladas, sucos ou pode até mesmo ser ingerido puro. Não tem restrição de quantidade.
            Semente de mostarda: a semente de mostarda é uma ótima opção para temperar carnes, saladas, sopas e vários outros alimentos. Para preservar o estômago a quantidade diária não pode passar de duas “bolinhas”. A semente de mostarda, assim como a pimenta, deve ser usada na sua forma natural.

 

Mas é claro que não basta apenas comer estes temperos para emagrecer, exercícios físicos e alimentação equilibrada são extremamente importantes para a perda de peso.

Hidrolight – A vida em movimento

 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Alimentação

Consumir tomate in natura é melhor que suplementos de licopeno

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O consumo de frutas e legumes diminui o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. O tomate é rico em licopeno, um potente antioxidante que está relacionado à diminuição do risco dessas doenças e do câncer de próstata.

O tomate diminui o estresse oxidativo e combate os radicais livres. O consumo de produtos à base de tomate, assim como o tomate in natura, apresenta proteção consistente sobre o dano ao DNA e oxidação de lipídios (especialmente o LDL-colesterol).

O tomate in natura possui outros nutrientes que auxiliam na manutenção de uma pressão arterial saudável, como o potássio e fibras.

Para melhorar a absorção do licopeno do tomate, é recomendado aquecer o alimento, pois a temperatura mais alta ativa o licopeno para uma forma mais biodisponível, ou seja, que o organismo tem mais facilidade para aproveitar.

Caso deseje cozinhar o tomate ou preparar um molho de tomate natural, utilize sempre o fogo em temperaturas mais baixas. Apesar do aquecimento melhorar a biodisponibilidade do licopeno, nesta forma ele também fica mais vulnerável à oxidação, e perde suas propriedades.

Suplementos alimentares são importantes em alguns casos, mas não devem ter seu uso indiscriminado e sem orientação de nutricionista.

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida 

Alimentação

12 benefícios da Goiaba

Postado por: em

Hoje é dia de alimentação no Blog Hidrolight. Pensando na sua saúde, iremos destacar os 12 benefícios da Goiaba. Continue lendo e saiba mais!

Imagem

1 – As folhas do pé de goiaba são muitas vezes utilizadas para tratar a diabetes.

2 – Ela é rica em carboidratos, fibras alimentares e proteína.

3 – Possui as Vitaminas A, B, C e K. Além dos Minerais como o Cálcio, Ferro, Magnésio e Potássio.

4 – A Vitamina A da Goiaba ajuda a manter os olhos saudáveis. Ela protege a retina e previne a cegueira noturna. Além das Cataratas e degeneração macular que são outras doenças que podem ser inibidas com consumo da Goiaba.

5 – Contém quatro vezes mais vitamina C do que a Laranja. Atua como um antioxidante natural e elimina os patógenos nocivos. A Goiaba irá combater os resfriados, gripe e ainda irá proteger a sua pele dos raios Ultra violetas.

6 – Rica em antioxidantes, tais como o Caroteno, licopeno e vitamina C. Eles protegem a pele do processo de envelhecimento precoce e inibi as rugas e pigmentação causadas por radicais livres.

7 – A Presença de carotenóides, potássio e vitamina C também ajuda a tornar o sistema digestivo ainda mas saudável e imune de disenteria e diarreia.

8 – O Óleo da folha de Goiaba é anti-proliferativa e podem ajudar na prevenção do crescimento de células cancerosas. O câncer de mama e de próstata podem ser combatidos por sua ingestão.

9 – A goiaba também é uma excelente fonte de água para manter uma pessoa bem hidratada.

10 – Ela pode ajudar na prevenção da hipertensão arterial, por neutralizar os efeitos do sódio.

11 – Possui boa fonte de Magnésio, podendo evitar o stress. Ela ajuda a relaxar os músculos e nervos.

12 – O ácido fólico na Goiaba podem ajudar mulheres grávidas. Defeitos do tubo neural podem ser inibidos pelo seu consumo.

Inclua a goiaba na sua alimentação e cuide da sua saúde! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte e Imagem: Saúde Dica 

Alimentação

Benefícios do chá de gengibre

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O gengibre é rico em vitamina C, nutrientes, antioxidantes e tem ação anti-inflamatória, ajudando a reduzir dores musculares.

Também aumenta a imunidade, melhora a absorção de nutrientes, alivia a congestão nasal, combate problemas respiratórios, reduz o colesterol, os níveis de triglicérides e combate o stress.

Estudos comprovam que o chá de gengibre ajuda a matar as células do câncer de ovário e protege contra a doença de Alzheimer.

O chá de gengibre também melhora a função neurológica, retarda a perda de células cerebrais, alivia náuseas, melhora a circulação sanguínea e previne problemas cardiovasculares.

O gengibre também pode ser um grande aliado na sua dieta, pois aumenta a absorção dos alimentos, melhora a digestão e aumenta o metabolismo em até 20%, queimando sua gordura com mais eficiência.

Como preparar o chá de gengibre:

Ingredientes:
1 xicara de chá de água.
1 colher de chá de gengibre ralado ou 4 rodelas da raiz.

Modo de preparo:
Deixe a panela com água sobre o fogo até que chegue ao mesmo ponto de criar bolinhas, antes de levantar fervura. Neste momento, adicione as rodelas de gengibre à agua, tampe a panela e desligue o fogo. Deixe descansar por 10 minutos, coe e beba em seguida.

A dica é beber um ou dois copos de chá de gengibre por dia. Você vai notar a melhora na sua saúde!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Saúde Dica 

Alimentação

5 hábitos para consumir mais frutas

Postado por: em

Fotos: Shutterstock

Fotos: Shutterstock

1 – Troque o refrigerante pelo suco na hora das refeições.

2 – Acrescente frutas na salada. Exemplo: couve verde com laranja. Em que o ferro presente no vegetal só é absorvido na presença da vitamina C, encontrada na fruta.

3 – Consuma frutas no café da manhã, da tarde e em lanchinhos ao longo do dia.

4 – Troque sobremesas por frutas.

5 – Consuma as frutas da estação, que são mais frescas e com preço acessível. Na falta delas, é possível ainda encontrar outras opções o ano todo, como banana, laranja, maçã e pêra.

Cuide-se! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida 

Alimentação

5 benefícios do Açaí

Postado por: em

Hoje é dia de alimentação no blog Hidrolight, pensando na sua saúde e no seu bem estar, iremos falar sobre os benefícios do açaí. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

1 – Rico em proteínas, fibras, lipídios e vitaminas C, B1 e B2. Também possui fósforo, ferro e cálcio.

2 – Contêm antocianinas, um tipo de antioxidante que possui um papel importante na prevenção do câncer. As antocianinas no açaí também podem ajudar a reduzir níveis de colesterol.

3 – O suco do açaí protege contra a aterosclerose (endurecimento das artérias), inibindo a produção de citocinas pró-inflamatórias.

4 – Possui flavonóides que protegem as células dentro do corpo e pode reduzir a degeneração delas, ajudando a manter o corpo saudável e jovem

5 – O açaí também protege o sistema imunológico, ajuda a prevenir doenças no coração, derrames e asma.

Inclua o açaí na sua dieta! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Saúde Dica 

Alimentação

5 erros ao preparar uma salada

Postado por: em

Hoje é dia de Alimentação no blog Hidrolight. Pensando na sua saúde iremos falar sobre os 5 maiores erros que cometemos ao preparar uma salada. Continue lendo e saiba mais!

Primeiramente em uma salada, o nosso organismo consegue obter diversos nutrientes em um número mais baixo de calorias, o que é super importante para quem quer perder peso. Para isso é essencial saber montar uma salada corretamente.

1 – É bastante comum colocarmos pouquíssimas proteínas ou colocarmos proteínas demais, é preciso chegar a um equilíbrio. Para isso a dica é utilizar meio copo de ingredientes como: lentilhas, 85g de carne magra ou frutos do mar, 1/2 copo de queijo cottage ou ovo cozido e 3 claras de ovos.

2 – A falta de variedade é outro problema bastante comum ou seja, escolher sempre os mesmos vegetais. A dica é: quanto mais colorido, melhor!

3 – Assim como no caso das proteínas, podemos colocar gordura de mais ou gordura de menos, portanto um equilíbrio é essencial. A dica é optar por ingredientes como abacate e nozes trituradas ou utilizar temperos com óleo de oliva extra virgem e vinagre balsâmico.

4 – Quando não há carboidratos na salada, a proteína ali presente acaba sendo usada pelo organismo como fonte de energia. Para evitar que isso ocorra, a dica é acrescentar à salada alguma fonte de carboidrato como quinoa cozida ou milho orgânico assado. Dessa maneira, é possível obter saciedade e energia e evitar os lanchinhos ao longo do dia.

5 – Uma das maiores razões que fazem com que as pessoas virem os olhos quando escutam falar de saladas é o gosto amargo que alguns vegetais podem ter. Mas quem disse que comida saudável não pode ser gostosa? A dica é utilizar ervas como coentro ou menta ou misturar o óleo ou vinagre com pimenta e alho dourado. Fica uma delícia!

Experimente. Explore. Cuide-se! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte e Imagens: Mundo Boa Forma 

Alimentação

5 Curiosidades sobre a Água Tônica

Postado por: em

1 – O gosto amargo da água tônica pode indicar baixa concentração de açúcar, tornando o refrigerante a melhor opção para um paciente de diabetes. Errado. Como qualquer outro refrigerante tradicional, a água tônica é rica em açúcar e portanto, deve ter sua ingestão controlada se há restrição aos níveis de glicose no sangue.

2 – Uma latinha de água tônica tem quase 10 colheres de chá de açúcar ou 150 calorias, sendo que o consumo de açúcar em uma dieta de 2 mil calorias deve se restringir a 200 calorias por dia.

3 – No passado, cãibras eram tratadas com quinina, substância que dá o gosto amargo da água tônica. Mas, o uso da substância para prevenção de cãibras musculares ainda não foi aprovado. Porém, a quantidade de quinina presente na água tônica é extremamente baixa e portanto, está longe de ser considerada uma ameaça à saúde.

4 – A água tônica e todos os refrigerantes reduzem a absorção de cálcio pelos ossos, isso acontece porque essas bebidas gaseificadas têm fósforo, que compete com o cálcio, atrapalhando o processo.

5 – Apesar do nome, a água tônica não é uma boa opção para quem deseja se hidratar. A melhor maneira de hidratar o corpo é tomando água ou isotônicos que, além da água, repõem os minerais perdidos no suor.

Cuide-se nesse verão! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida  Imagem: Comer, beber e viajar 

Alimentação

Dicas de sucos para o verão

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Primeiramente aproveite ao máximo as frutas frescas dessa estação, que geralmente tem seu preço reduzido, como: manga, melancia, uva, mamão, maçã, laranja e acerola.

Sucos naturais, além de hidratar, possuem baixa caloria e também ajudam a repor as vitaminas que nosso corpo precisa.

5 dicas de sucos naturais para esse verão:

Suco de manga: é delicioso com hortelã ou mesmo com um pedaço de abacaxi. Você também pode acrescentar o agrião.

Suco de abacaxi: pode ser feito com a casca e combina com hortelã ou acerola.

Suco de laranja: combina com acerola e uma folha de couve. Pode ser também misturado com cenoura, mamão ou abacaxi. Acrescentar um pouco de hortelã também é uma bela combinação.

Suco de morango: pode levar metade de uma beterraba, um pouco de hortelã e algumas uvas ou amoras.

Suco de frutas vermelhas: leva morango, uva, framboesa e amoras. Também podemos juntar um pedaço pequeno de beterraba.

São inúmeras as variedades de suco que você pode criar. Abuse da sua criatividade. E não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos, para manter sua saúde em dia nesse verão!

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Bolsa de Mulher 

Alimentação

Prós e Contras do Sorvete

Postado por: em

Hoje é dia de alimentação no Blog Hidrolight. Seguindo essa vibe de verão, escolhemos falar um pouco dessa delícia que é muito consumida nessa estação, por ser uma sobremesa gelada e refrescante. Descubra os prós e os contras do sorvete! Continue lendo e saiba mais.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Prós: fonte de proteína, carboidrato e lipídeo. Contém mineral e cálcio, devido à presença do leite. O cálcio é importante na formação e manutenção de ossos e dentes e apresenta demais funções em nosso organismo. Também possui vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e algumas do complexo B.

Contras: rico em gordura, é ela que dá ao sorvete a textura macia. Dependendo do tipo de fabricação, encontramos a gordura trans que em excesso é prejudicial à saúde, pois além de diminuir o colesterol bom (HDL), aumenta o colesterol ruim (LDL). Fique atento a sua composição.

Consuma essa delícia com moderação! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Folha Vitória

Alimentação

Mais disposição com o seu cardápio de verão

Postado por: em

Hoje é dia de alimentação no Blog Hidrolight. Pensando na sua saúde daremos algumas dicas para ter mais disposição e aproveitar ao máximo os dias de calor, para isso é preciso fazer algumas mudanças na alimentação. Continue lendo e saiba mais!

1 – Evite as frituras, pois são alimentos mais gordurosos e pesam no seu organismo nos dias mais quentes.

2 – Substitua o feijão pelo grão de bico, que é ótimo para acrescentar à salada. Ele é rico em ferro, fibras e proteína. Lentilha, soja e ervilha também podem entrar como substitutos do feijão.

3 – Você pode reduzir o consumo de carboidratos de um modo geral, aumentando o consumo de verduras de tonalidade verde escuro, como: couve, agrião, rúcula e brócolis, pois são ricas em ferro, fibras, minerais e vitaminas.

4 – Substitua a carne bovina por carnes brancas e leves como frango ou peixe.

5 – Laranja, limão e caju, deveriam entrar no cardápio de todos durante o verão, seja para se comer in natura ou espremer em sucos. Elas ajudam a hidratar o corpo, pois têm entre 85% e 90% de água em sua composição e são ricas em vitamina C, o que colabora para deixar o corpo mais resistente às mudanças térmicas.

6 – Cenoura, abóbora e beterraba possuem betacaroteno, uma espécie de bronzeador natural. Além de ajudar a deixar a pele dourada, a substância também contribui para protegê-la dos raios nocivos do sol.

Cuide-se! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte e fotos: Boa Forma 

Alimentação

Nozes ajudam a prevenir alguns tipos de câncer

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

As nozes possuem uma média de 14% de proteínas, rica em arginina, que atua como vasodilatador, protegendo o sistema cardiovascular e 7% de fibra alimentar que auxilia na saúde intestinal.

Além disso, possui micronutrientes como cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, selênio, vitaminas B1, B3 e B6.

A nozes são excelentes fontes de manganês e fósforo, minerais muito importantes no organismo. O consumo na quantidade recomendada de noz por dia, é de 4 unidades.

A noz também possui antioxidante e age contra o stress oxidativo (como inibição da oxidação do LDL-colesterol e certos mecanismos que levam a alguns tipos de câncer, como: mama, próstata, esôfago, estômago, cólon e reto.

Portanto, inclua a nozes em suas resfeições para uma vida mais saudável! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida 

Alimentação

7 dicas de alimentação saudável para a Primavera

Postado por: em

Hoje é dia de alimentação no blog Hidrolight. E com o calor que vem da primavera é importante que se faça adaptações na sua alimentação diária. Continue lendo e saiba mais!

ShutterStock

1 – Consuma mais água, de preferência 3 litros diários.

2 – Escolha entre os grelhados, assados e cozidos.

3 – Consuma mais verduras, de preferência 400 gramas diárias.

4 – Menos molhos e menos gordura.

5 – Consuma mais legumes e frutas com teor de água, como o abacaxi, melancia e a laranja.

6 – Opte por carnes brancas, são menos calóricas e têm todas as proteínas necessárias.

7 – Consuma mais cereais integrais.

O ideal é manter sempre um padrão alimentar. Por isso, a importância de uma reeducação alimentar com o profissional nutricionista.

Cuide da sua saúde! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: DDBAPPS  e IDMED 

Alimentação

Comida leve para o calor

Postado por: em

 

Hoje é dia de alimentação no blog Hidrolight.

Como a temperatura já está subindo nesse mês de Novembro, é importante pensarmos em comidas leves e saudáveis para o calor.

Além de ser importante a ingestão de muitas frutas, verduras e vegetais. É possível fazer uma alimentação gostosa e diferente, como uma salada de macarrão parafuso por exemplo.

Vale lembrar que a ingestão de líquidos é extramamente importante.

Umificadores de ambiente também são ótimas dicas para essa época do ano.

Preste atenção na sua alimentação. Confira a receita de salada de macarrão em: Grupo Dallas 

Hidrolight – A vida em movimento!

Alimentação

Reeducação Alimentar

Postado por: em

Hoje é dia de bem estar no blog Hidrolight. Você já ouviu falar em Reeducação Alimentar? É uma maneira de emagrecer e ter uma vida mais saudável. Continue lendo e saiba mais!

A reeducação alimentar geralmente acontece sem que percebamos, logo no início de nossas vidas somos influenciados pelos hábitos das pessoas que nos cercam e que nem sempre, são muito saudáveis.

Ao longo da vida podemos nos deparar com algumas doenças, como colesterol, hipertensão ou sobrepeso. Então tomamos a consciência da importância da reeducação alimentar, importante principalmente para a nossa saúde.

A reeducação alimentar não consiste em deixar de comer tudo o que gosta e passar a comer somente frutas, verduras, legumes e alimentos light. É aprender que você pode comer tudo, mas sem exageros e de forma equilibrada.

Algumas dicas de reeducação alimentar:

– Substitua refrigerantes por sucos de frutas naturais;

– Evite o consumo de alimentos industrializados e fast-food;

– Beba 10 copos de água por dia;

– Inclua alimentos integrais no seu cardápio;

– Evite o consumo de alimentos ricos em gordura como: frituras, carnes gordas, queijos amarelos, manteiga;

– Pratique atividade física regularmente.

Mudar hábitos não é fácil. É uma tarefa que requer foco, mas é possível. Quando o objetivo maior é a saúde.
E o mais importante, tenha prazer ao se alimentar e se exercitar. Esse é o segredo para a boa saúde.

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Mais Equilíbrio 

Alimentação

Métodos para reduzir a vontade de comer doces

Postado por: em

Foto: Shutterstock

É fato que comer doces prejudica a dieta e a saúde, favorecendo o desenvolvimento de doenças como a obesidade e o diabetes.

Essa vontade de comer doces está diretamente ligada ao aumento da produção de serotonina, um hormônio neurotransmissor responsável pela sensação de prazer.

Quando estamos tristes os níveis deste hormônio estão em baixa em nosso organismo, e então sentimos mais vontade de comer alimentos doces.

As balas de colágeno ajudam a regular os neurotransmissores responsáveis pela vontade de comer doces.

A planta garcínia também ameniza a vontade de comer doces, pois possui uma substância chamada de ácido hidroxicitrato (AHC), considerado um redutor natural de apetite (semelhante ao ácido encontrado no limão e na laranja).

Gotas de cacau também ajudam na gula por doces, pois não tem açúcar na sua composição, podendo ser usado por diabéticos, desde que seja prescrito pelo endocrinologista.

Ainda existem alimentos que ajudam a diminuir a vontade de comer doces e diminuem a ansiedade, são eles: aveia, banana, maçã, canela, grãos em geral e castanha do Pará.

Cuide da sua alimentação. E não exagere nos doces! 😉

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida 

Alimentação

O Natal em Movimento Online

Postado por: em

Participe!

 

Hoje é o dia do lançamento da nossa campanha de arrecadação de alimentos na internet através do Vakinha Online.

A empresa Hidrolight tomou a iniciativa de contribuir com a comunidade em que está inserida para que as pessoas tenham um final de ano melhor.

Seus parceiros comerciais, colaboradores internos e externos e a comunidade estão envolvidos nesse movimento, onde os amigos que residem próximo a empresa contribuem com alimentos e brinquedos e os que residem mais longe com doações financeiras.

As cestas já estão sendo distribuídas a medida que ficam completas. As indicações de famílias carentes, vem dos próprios colaboradores da empresa, dos postos de saúde e da assistência social da comunidade.

Mas acreditamos que quanto mais pessoas envolvidas nesse projeto, mais amigos poderemos ajudar. Faça parte da história de alguém neste fim de ano. Adote uma família através das doações e faça um Natal em Movimento para muita gente!

Para doar basta clicar aqui.

No dia 24 de Dezembro, divulgaremos quantas cestas e quantas famílias foram atendidas.

PARTICIPE!

Alimentação

Natal em Movimento

Postado por: em

 

Participe!

O Natal em Movimento é uma iniciativa da empresa HIDROLIGHT com a comunidade em que está inserida, com seus colaboradores, com seus amigos virtuais e também com seus parceiros comercias, cliente e fornecedores. É um movimento de solidariedade que visa arrecadar alimentos e brinquedos para as muitas famílias carentes, tanto desses recursos como de atenção e afeto, de sua região.

Amanhã será o lançamento oficial online de como você, nosso amigo virtual, poderá estar nos ajudando. Prepare-se e faça a sua parte, pra juntos fazermos um Natal em Movimento pra muita gente!

PARTICIPE!

Alimentação

Iogurte grego light

Postado por: em

Hoje é dia de Alimentação Saudável no Blog Hidrolight. Separamos uma receita deliciosa para você!

Aprenda a fazer um Iogurte grego caseiro e light!

Ingredientes:

1 pote de iogurte natural desnatado
2 litros de leite desnatado
1 colher de sobremesa de essência de baunilha
1 xícara de adoçante sucralose
Canela a gosto
Semente de chia a gosto

Modo de preparo:

Aqueça o leite até ferver, desligue e deixe ficar morno. Acrescente o iogurte natural desnatado e misture bem.
Cubra a panela com um pano de prato grosso e coloque uma tampa por cima. Deixe de um dia para outro sem mexer. No dia seguinte, separe uma tigela grande, um coador que encaixe na tigela, forrada com um pano fino limpo e coloque o leite com iogurte para coar, sem mexer e nem misturar. Deixe coando na geladeira por mais ou menos 3 horas. Transfira o iogurte que ficou no pano/peneira para outra travessa , coloque a essência de baunilha, o adoçante e mexa bem, até ficar uma mistura homogênea, bata com um fouet ou mix de mão. Sirva com a canela e as sementes de chia polvilhadas.

Rendimento:

A receita rende 10 porções de 200 ml com 143 calorias cada.

Bom apetite! 😉

Não se esqueça de unir uma alimentação saudável com exercícios físicos diários.

Inpire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Minha Vida http://www.minhavida.com.br/receitas/materias/18004-iogurte-grego-caseiro-e-light

Alimentação

10 dicas de alimentação saudável

Postado por: em

Foto: Shutterstock

1. Comece sempre a refeição com um caprichado prato de saladas.

2. Não faça dietas que prometam milagres, consultar um nutricionista é essencial.

3. Se tiver vontade de comer um doce, coma-o. Mas lembre-se: somente um pedaço ou unidade. Isso é melhor do que devorar uma caixa de bombom no final do dia. Banana com canela é uma ótima dica mais saudável que supre essa vontade.

4. Não consuma um único tipo nutriente ou alimento, comer um pouquinho de tudo e ter o prato bem “colorido” é uma ótimo dica.

5. Iogurtes e frutas e light são excelentes lanches.

6. Mesmo quando exageramos  nas refeições nos dias anteriores, devemos seguir com 5 refeições por dia, com cautela e moderação.

7. Sempre leve com você barrinha de cereais e bolacha integral (ingira, no máximo, 3 unidades).

8. Faça pequenos lanches entre as refeições principais.

9. Esqueça as bolachas recheadas e os salgadinhos.

10. Não petisque entre as refeições

Não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Mais Equilíbrio

Alimentação

Entenda a Dieta Paleolítica

Postado por: em

Essa dieta ajuda a perder peso mais rápido e auxilia no tratamento de doenças como diabetes, hipertensão, dislipidemia (colesterol alto), artrite e artrose.

Na dieta Paleolítica você consume poucos carboidratos e pouco açúcar, pois ambos aumentam a secreção de insulina, hormônio que em excesso favorece o acúmulo de gordura no corpo.

A única fonte de açúcar vem das frutas e do mel.

Nessa dieta você pode consumir: carnes, ovos, frutas, verduras e aoleaginosas.

E não pode ingerir alimentos industrializados, que muitas vezes, são compostos por grandes quantidades de gorduras e sódio. como: açúcar simples (doces), farinhas em geral e o leite.

Quando comparada a outras dietas, essa tem mais pontos positivos que negativos, mas vale lembrar que radicalismo não é o caminho para um peso e saúde adequada.

É preciso manter um equilíbrio entre uma alimentação balanceada e exercícios físicos diários.

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Veja 

Alimentação

10 curiosidades sobre alguns alimentos

Postado por: em

Foto: Shutterstock

1 – O Café deixa as pessoas mais aceleradas, e mais de 3 xícaras por dia podem fazer mal.

2 – Leite faz bem para os ossos. É o alimento mais rico em cálcio e mineral.

3 – Apenas pessoas com intolerância à lactose não devem consumir leite. As demais não devem tirá-lo da sua alimentação.

4 – Não há problemas em consumir moderadamente a Maionese industrializada, porque ele é feita a base de gorduras vegetais.

5 – O consumo moderado do chocolate já é aceito por médicos e nutricionistas, principalmente por causa da presença de antioxidantes, que previnem doenças e retardam o envelhecimento.

6 – As gorduras insaturadas presentes no azeite de oliva não causam problemas de saúde, exceto quando consumidas em grande quantidade, a dica é uma colher de sopa diária.

7 – Castanha de caju pode ajudar a reduzir as taxas do colesterol ruim, o LDL.

8 – Qualquer tipo de castanhas contêm gorduras monoinsaturadas, magnésio e zinco, além de vitaminas e minerais que favorecem o equilíbrio do organismo e evitam doenças. O ideal é consumir uma colher de sopa por dia, sem sal.

9 – Ovos têm muitas proteínas, gorduras insaturadas, vitaminas do complexo B e colesterol, mas não há evidências de que o consumo afete negativamente essas taxas. Até dois ovos cozidos por dia são aceitáveis, substituindo a carne.

10 – O chá verde tem antioxidantes e ativa a queima de gorduras. O recomendado é fazer o chá com as ervas naturais e tomar até 3 xícaras por dia. O chá só não deve ser consumido por quem tem hipertensão, hipotireoidismo ou insônia.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos. Essa é a receita perfeita para uma boa saúde.

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: G1

Alimentação

Malhar em jejum ajuda a emagrecer?

Postado por: em

Praticar qualquer tipo de exercício físico em jejum trás mais prejuízos do que benefícios para a saúde. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Thinkstock

Para que a atividade física comece a utilizar gordura como fonte de energia, é necessário que haja um um estímulo alimentar, ou seja, no início do exercício, o substrato que o corpo utiliza é o carboidrato, que fica estocado na forma de glicogênio, com a continuidade do exercício, as gorduras passam a ser queimadas.

Se não houver fornecimento de carboidratos no período que antecede o treino, o organismo utilizará a proteína presente no músculo para atender à demanda de energia. Dessa forma, poderá haver redução da massa magra e comprometimento da performance do exercício.

A fraqueza e a indisposição provocadas pela falta de alimentação fazem com que o rendimento do treino seja menor do que em uma situação normal, resultando em um gasto de calorias menor. Para emagrecer com saúde é preciso seguir uma dieta balanceada, rica em nutrientes e nenhuma refeição deve ser pulada.

Além disso, praticar exercícios físicos em jejum pode levar a um quadro de hipoglicemia. Isso acontece quando a quantidade de açúcar no sangue cai sensivelmente, provocando sensação de mal-estar, dor de cabeça, fadiga, tontura, náuseas e até desmaio.

A refeição que antecede o treino deve ser composta por carboidratos complexos, que fornecem energia para o corpo, estimulam a utilização de gorduras e evitam a queima de massa magra. Esses alimentos distribuem glicose às células de forma prolongada e uniforme, garantindo energia durante todo o exercício e evitando picos de insulina.

Exemplos de alimentação pré-treino: Pão integral e frutas com cereais.

Uma alimentação saudável e exercícios físicos diários são os segredos para uma boa saúde!

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Bolsa de Mulher 

Alimentação

As diferenças entre as gorduras que consumimos

Postado por: em

Existem 3 tipos de gordura: Gorduras Saturadas, Monoinsaturadas e Poli-insaturadas.

A Gordura Saturada encontra-se nos alimentos de origem animal e é normalmente acusada como prejudicial à saúde, pois é a responsável pelo aumento do colesterol ruim, proporciona acúmulo de gordura na parede das artérias e no fígado, e também aumenta os riscos de doenças cardíacas. Um exemplo desta gordura é a manteiga. Recomenda-se que as gorduras saturadas não ultrapassem 7% do total de calorias ingeridas diariamente.

A Gordura monoinsaturada reduz as concentrações de colesterol LDL e riscos de doenças cardiovasculares, ou seja, se consumida de acordo com as recomendações apresenta efeitos benéficos sobre a saúde. Um exemplo de gordura monoinsaturada é o Azeite de Oliva.

A Gordura poli-insaturada é considerada essencial para a manutenção da saúde, porque ela é rica em Acidos graxos que são os famosos Omegas, 3, 9, 6, 7 e fundamental para manutenção das funções orgânicas. Entram neste grupo os óleos vegetais como canola, milho, girassol e soja.

Quanto ao valor calórico, apresentam praticamente o mesmo, visto que todas são 100% gordura e cada grama de gordura apresenta 9 Kcal/g. O que vai fazer diferença é na forma bioquímica de cada uma e o impacto que esta forma bioquímica traz ao organismo.

Portanto, procure diminuir o consumo de manteiga, e inclua na sua alimentação diária o azeite de oliva e óleos vegetais.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos. Esse é o segredo para manter sua saúde em dia!

Inspire-se com os produtos esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Comer Bem Faz Bem 

Alimentação

15 Alimentos benéficos para pressão arterial

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

1 – Ervilha: Contém proteína vegetal, vitaminas e ácido fólico.

2 – Batata: Contém amido e kukoamine.

3 – Aipo: Contém pouquíssimas calorias.

4 – Feijão Verde: Contém vitamina C, fibras e potássio.

5 – Mamão: Contém potássio e é rico em vitamina C.

6 – Kiwi: Rico em antioxidantes.

7 – Espinafre: Contém nutrientes e antioxidantes.

8 – Abacate: Contém gordura monoinsaturada, fibras e potássio.

9 – Melão: Contém potássio e antioxidantes.

10 – Feijão: Rico em ferro.

11 – Laranja: Rica em vitamina C e antioxidantes.

12 – Melancia: Rica em vitamina B.

13 – Aveia: Contém cálcio, ferro, proteínas, vitaminas B e E, carboidratos e fibras.

14 – Tomate: Rico em nutrientes e antioxidantes.

15 – Ameixa: Contém antioxidantes, vitamina C e energizante.

Todos esses alimentos são extremamente benéficos para quem possui pressão arterial. Uma boa alimentação aliada com exercícios físicos é o grande segredo para uma vida saudável.

Você pode encontrar acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Forma Saudável 

Alimentação

Bolo de aveia com açúcar orgânico

Postado por: em

Foto: Yoki

O diferencial do açúcar orgânico é que a cana utilizada em sua fabricação é cultivada sem fertilizantes químicos. Este açúcar utiliza processos apoiados na sustentabilidade do meio ambiente, desde o plantio até a etapa final. Suas características nutricionais se assemelham com as do açúcar mascavo. Portanto, apresenta uma quantidade maior de vitaminas e minerais em relação ao açúcar refinado.

Receita de bolo de aveia com açúcar orgânico

Ingredientes:

– 3 ovos
– 3 colheres sopa de óleo vegetal
– 4 bananas nanicas (não muito maduras)
– 1 xícara de açúcar demerara orgânico
– 1 xícara de farelo de aveia
– 1 xícara de aveia em flocos finos
– 1 xícara farinha de soja tostada marca Cerelus
– 1/2 xícara de chá de castanhas do Pará
– 1/2 xícara de chá de uva passa
– 1 colher de sopa de fermento em pó

Modo de preparo:

Coloque em uma vasilha os seis últimos ingredientes misture bem e reserve. Bata no liquidificador os quatros primeiros ingredientes por aproximadamente quatro minutos. Em seguida, despeje sobre os ingredientes secos e mexa delicadamente, sempre no sentido horário, até formar uma massa fofa. Caso fique muito espessa, acrescente água para diluir a massa. Despeje sobre uma forma de buraco, untada e polvilhada, asse em forno médio por aproximadamente 35 minutos.

Não se esqueça de unir um boa alimentação com exercícios físicos para manter ua saúde em dia!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte e Imagem: Clic RBS

Alimentação

Açúcar mascavo X refinado

Postado por: em

Foto: Shutterstock

 

O açúcar mascavo contém proteínas, magnésio, potássio, cálcio, fósforo, ferro, vitamina C, B1, B2, niacina, sódio, gordura, cobre e zinco, enquanto o açúcar refinado, contém 0 (zero) desses nutrientes, e ainda rouba o estoque de minerais do organismo para ser digerido e absorvido, é o resultado de um processamento químico que retira da garapa a sacarose branca e adiciona produtos químicos, muitas vezes cancerígenos e sempre danosos à saúde, podendo causar doenças como:

Arteriosclerose (endurecimento das artérias)
Arteriosclerose (placas de gordura coladas nas artérias)
Cálculos biliares
Câncer
Obesidade
Cáries dentárias
Osteoporose
Deficiência imunológica
Depressão
Diabetes mellitus
Hipoglicemia

Quem faz atividade física precisa de muito potássio no organismo. E o açúcar mascavo é fonte riquíssima dessa substância. Ele contém 13,76 miligramas e o açúcar branco tem apenas 0,17 miligrama.

A dica é excluir o açúcar refinado da sua alimentação e só consumir o açúcar mascavo que é muito mais benéfico para a sua saúde.

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Ahau  e Dpsd 40

 

Alimentação

Dicas de Saciedade

Postado por: em

Saciedade é quando uma pessoa está completamente satisfeita com uma refeição.

Saladas são alimentos essenciais para a saciedade. A dica é ingeri-las antes das refeições principais, diminuindo a chance de comermos mais.

Uma boa alimentação vem com o tempo, treino e equilíbrio. Podemos observar uma má alimentação nos casos de ansiedade, por isso é preciso exercitar a calma e o equilíbrio. Saborear os alimentos devagar é algo que contribui bastante.

Evite beliscar alimentos fora de hora, quem possui esse costume geralmente não tem fome suficiente para comer uma refeição, mas também não recusa beliscar, pois nunca está completamente satisfeito. Treinar seu corpo para uma alimentação de 3 em 3 horas é essencial.

Não substitua refeições por doces, pois eles elevam a produção de insulina, e isso reduz o tempo de saciedade no corpo, resultando em uma sensação de dome precoce.

O ideal é incluir alimentos ricos em fibras em todas as refeições, o que vai garantir uma sensação de saciedade por um período de tempo maior, evitando refeições com intervalos menores de três horas.

Os principais alimentos que auxiliam a saciedade são: os grãos integrais, nozes, amêndoas, amendoim, vários tipos de frutas (pêra, maçã com casca, polpa de maça, laranja, banana), as hortaliças (ervilha, cenoura, brócolis, batata), as leguminosas (feijão, lentilha, ervilha), as sementes, os farelos (cereais, aveia, cevada, arroz).

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos regulares, essa é a receita perfeita para uma boa saúde!

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Diário de Marília

Alimentação

Alimentação – Benefícios do Suco Verde

Postado por: em

8 Benefícios do Suco verde:

Antioxidante
Desintoxicante
Diurético
Energizante
Auxilia na eliminação de radicais livres e gordura
Elimina as toxinas do corpo
Ajuda a emagrecer
Renova a pele

Receita:

Ingredientes: 1 folha de couve + 1 ½ xícara de frutas vermelhas congeladas(morango, framboesa e amora) + 2/4 copo de suco de laranja espremida + 1 colher de folhas de hortelã.

Como Fazer: bata todos os ingredientes no liquidificador, adicione adoçante se desejar e gelo a gosto. Beba o suco sem coar.

Observe que os ingredientes podem variar de acordo com o seu objetivo. Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos para manter sua saúde em dia!

Inspire-se com os acessórios fitness e ortopédicos da Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte e imagem: Seu corpo perfeito 

Alimentação

As melhores frutas, verduras e legumes entre Julho e Agosto

Postado por: em

Alimentos da época amadurecem no tempo correto, sem precisar de hormônios e aditivos químicos. Com isso, ficam mais nutritivos, contendo maior quantidade de vitaminas e minerais, os sabores também ficam mais apurados.

Os alimentos da época também se tornam mais baratos, por conta da grande oferta. Consumindo alimentos da época, você também pode contribuir com o meio ambiente, pois geralmente esses alimentos são produzidos em fazendas próximas dos pontos de distribuição, economizando combustível no transporte e diminuindo assim o desperdício da carga.

Saiba quais são as melhores frutas, verduras e legumes entre Julho e Agosto:

Julho:

Frutas – carambola, kiwi, laranja-lima, mexerica e tangerina.

Verduras – agrião, alho-poró, chicória, coentro, couve, erva-doce, espinafre, mostarda e salsão.

Legumes – cenoura, abóbora, batata-doce, cará, cogumelo, ervilha, inhame, mandioca, mandioquinha, milho-verde, nabo, palmito, pepino e rabanete.

Agosto:

Frutas – banana-nanica, caju, carambola, kiwi, laranja-pera, lima, maçã, mamão, mexerica, morango e tangerina.

Verduras – agrião, alho-poró, brócolis, chicória, coentro, couve, couve-flor, erva-doce, escarola, espinafre, mostarda e rúcula.

Legumes – abóbora, abobrinha, cará, cenoura, ervilha, fava, inhame, mandioca, mandioquinha, nabo, pimentão e rabanete.

Com essas dicas você pode consumir os melhores alimentos da época!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos diários. Essa é a receita perfeita para uma boa saúde!

Inspire-se com os acessórios esportivos, fitness e ortopédicos da Hidrolight Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte e Imagem: Universo Jatoba 

Alimentação

Os benefícios do Caqui

Postado por: em

A fruta Caqui é originária da China, ela possui grande quantidade de água e tem um sabor bem adocicado.

É rica em minerais, cálcio, fósforo, magnésio, ferro, sódio, fibras e vitaminas B1, B2, B6 E C.

A fruta é bastante eficaz na eliminação do oxigênio tóxico molecular que intensifica a malignidade dos tecidos.

Por isso, é uma fruta anti-inflamatória e antioxidante que ajuda a prevenir doenças, como: Alzheimer, Parkinson, constipação intestinal, doenças inflamatórias e câimbras.

O Caqui também é indicado para mulheres com pouca produção de leite materno.

Pode ser consumido cru, em sucos e em geleias.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos diários. Está é a receita para uma boa saúde e longevidade.

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Universo

Alimentação

Exercícios físicos e uma boa alimentação ajudam a preservar a memória

Postado por: em

Você sabia que exercícios físicos e uma boa alimentação ajudam a preservam a memória, até mais do que atividades intelectuais? Continue lendo e saiba mais!

Fotos: Shutterstock e Arquivos Hidrolight

Exercícios físicos e uma boa alimentação são os segredos da longevidade. Manter uma vida ativa produz maior volume de massas cinzentas e brancas no cérebro, isso ajuda a proteger contra lesões nos órgãos.

Priorizar determinados alimentos também é uma das estratégias recomendadas para quem quer preservar a memória, como: alimentos com ferro, glicose, selênio e zinco.

O ferro é essencial no transporte de oxigênio para os tecidos. Com baixa oxigenação, sentimos fadiga, temos perda de memória e apresentamos dificuldade de nos concentrar. Grãos integrais, ervilha e lentilha são algumas de suas fontes.

A glicose é o principal combustível para o funcionamento dos neurônios cerebrais. Sua deficiência pode comprometer o raciocínio e a concentração. Por isso, não fique longos períodos sem comer e consuma muitas opções integrais, legumes e frutas.

O selênio auxilia substâncias, como a serotonina e a dopamina, na transmissão de mensagens entre os neurônios e o bom funcionamento cerebral. Consuma o nutriente ingerindo grãos, alho e nozes.

O zinco protege os neurônios dos radicais livres, atuando na atividade neuronal, na memória e na concentração. Ele pode ser encontrado em carnes vermelhas, ovos e laticínios.

Uma boa alimentação e exercícios regulares, além de preservar a memória, são essenciais para o bom funcionamento do corpo, trazendo a longevidade.

Inspire-se e encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Minha Vida

Alimentação

6 Benefícios do chocolate

Postado por: em

Fotos: Shutterstock

1 – O consumo de chocolate amargo ajuda a diminuir o colesterol, melhora o fluxo arterial e a saúde cardiovascular, pois diminui a obstrução dos vasos sanguíneos e a tendência de coagulação das plaquetas.

2 – Trás a incrível sensação de bem estar, pois aumenta a produção de endorfina e dopamina no corpo.

3 – Ajuda a combater o câncer de intestino, pois as procianidinas que são algumas moléculas presentes no cacau, possuem propriedades antioxidantes que servem para proteger as células das degenerações do tumor. Quanto mais cacau no chocolate melhor.

4 – Comer chocolate durante a gravidez pode ajudar a prevenir a hipertensão em até 40% se consumido em pequenas porções 5 vezes por semana, de preferência chocolates amargos ou meio-amargos.

5 – Chocolate com leite é uma das melhores bebidas para se recuperar da atividade física. Os benefícios estariam na quantidade de carboidratos e proteínas da mistura.

6 – O chocolate pode ser aliado da beleza também. Ele está presente em vários tratamentos, como: massagens, banhos de ofurô, máscaras e outros cosméticos. Pois, o chocolate tem alto poder de hidratação, combate os radicais livres e evita a oxidação das células.

É importante consumir com moderação e unir a uma boa alimentação juntamente com exercícios físicos regulares.

Você pode encontrar acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Terra

Alimentação

Alimentação – Os benefícios do pinhão

Postado por: em

Foto: Shutterstock

O pinhão é uma semente araucária, típica das épocas mais frias do ano, rica em vitaminas, proteínas, minerais e nutrientes.

Pode ser utilizado de diversas maneiras na culinária, tanto em pratos salgados como doces, basta um pouquinho de criatividade ou simplesmente, consumi-lo depois de cozido. É importante destacar que o modo de preparo não altera o valor nutricional.

O pinhão também pode ser conservado na salmoura ou no vinagre. A dica é cozinhar bem, pois a sua casca é dura, após isso descascar e reservar apenas a polpa no freezer. Dessa maneira, ele mantém o sabor e o valor nutritivo no momento do consumo.

Uma porção de 100g é abundante em proteínas (3,94g), cálcio (35mg), ferro (7mg), fósforo (136mg) e vitaminas A, B1 e C. A dica é consumir entre 6 e 10 unidades diárias, assim trazendo diversos benefícios à saúde, como o fortalecimento dos ossos.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos diários! ; )

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Revista Vida e Saúde 

Alimentação

25 Benefícios do Amendoim para sua saúde

Postado por: em

O amendoim geralmente é mais consumido essa época do ano, em que acontece as Festas Juninas. Ele pode ser consumido tanto doce como salgado. A semente faz parte da cultura brasileira, e é ingrediente principal de muitas receitas tradicionais, como paçoca, pé-de-moleque, bolos e até sorvetes.  Saiba os benefícios que o amendoim oferece para sua saúde!

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

 

25 Benefícios do Amendoim para sua saúde

1 – Previne tumores
2 – Afasta a fadiga e o mau humor
3 – Previne o envelhecimento
4 – Fortalece e aumenta a resistência dos músculos
5 – Alivia o stress
6 – Evita o aparecimento de doenças cardiovasculares
7 – Reduz a pressão arterial
8 – Ajuda no transporte e absorção das vitaminas lipossolúveis
9 – Fundamental na constituição do rim
10 – Gera saciedade
11 – Protege as membranas celulares
12 – Ajuda a perder peso
13 – Converte os estoques de gordura corporal em energia
14 – Auxilia a digestão
15 – Combate o enfraquecimento de unhas e cabelos
16 – Mantém o nível de açúcar no sangue estável
17 – Ajuda na formação dos ossos
18 – Fortalece a estrutura óssea
19 – Previne osteoporose
20 – Ajuda na cicatrização
21 – Reduz os níveis de triglicérides no sangue
22 – Importante para a circulação
23 – Protege os vasos sanguíneos
24 – Combate o excesso de radicais livres
25 – Possui ação anti-inflamatória

A dica é consumir 30 gramas diárias no final da tarde!

#cuidedasuasaúde

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Abicab 

Alimentação

Alimentos Naturais x Suplementos

Postado por: em

Fotos: Shutterstock

Fotos: Shutterstock

Alimentos naturais são todos aqueles que além de nutrir, possuem grande potencial de proteção ao organismo contra doenças, como por exemplo: câncer e infartos.

4 Alimentos Naturais:

1 – Soja que auxilia na prevenção do câncer de mama;
2 – Leite e derivados que ajudam no tratamento da obesidade;
3 – Tomate que ajuda na proteção do câncer de próstata e de colo do útero;
4 – Alho e cebola que auxiliam no tratamento da prisão de ventre.

Em geral, os alimentos naturais são antioxidantes, probióticos e ricos em fibras, o que beneficia principalmente o intestino e a saúde de uma forma geral.

Já os suplementos muitas vezes são consumidos de maneira banalizada, sem trazer nenhum benefício para a saúde. Devemos apenas ingerir suplementos em caso de necessidade, quando não conseguimos consumir algum alimento natural importante em uma alimentação saudável.

Nossa alimentação é a principal fonte de vitaminas, nutrientes e minerais, caso haja a necessidade da suplementação é essencial o acompanhamento de um profissional da saúde.

A dica para uma boa saúde é ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos regulares o que ajuda na digestão e trás mais energia para o seu dia-a-dia.

Inspire-se! Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Clínica Sermec 

Alimentação

Café – Energia para o seu dia!

Postado por: em

Entenda o processo que faz com que o café dê mais energia para o seu corpo. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Shutterstock

Este processo é um trabalho conjunto entre a corrente sanguínea e os receptores cerebrais, onde se deposita a adenosina (substância usada para enviar o sinal de quando estamos com sono). Este composto, quando tomamos café é substituído pela cafeína, graças ao qual, não envia o sinal para quando estivermos cansados, suspendendo está ação, e é assim que sentimos a possibilidade de continuar com nossas tarefas habituais com um maior rendimento que tínhamos antes do consumo de cafeína.

A cafeína é um estimulante, pois possui esses três compostos:

– Teobromina: aumento da inundação de oxigênio para o cérebro.
– Paraxanthine: aumenta o desempenho atlético.
– Teofilina: aumenta os níveis de concentração e aumenta a frequência cardíaca.

A dica é não exceder uma dose diária de 400 miligramas de cafeína, pois consumir o café em excessos pode causar efeitos adversos, como por exemplo, um estado de ansiedade.

Você pode dividir essas 400 miligramas na parte da manhã e após o almoço, que possivelmente são os períodos do dia que você mais precisa de energia!

Manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regulares, também ajudam a habituar seu corpo para ter mais energia!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Dicas sobre saúde 

Alimentação

5 Dicas para uma alimentação mais saudável

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

1. Reduza o consumo de sal. Tire o saleiro da mesa. O sódio é essencial para o bom funcionamento do organismo, mas o excesso pode levar ao aumento da pressão do sangue (hipertensão), e outras doenças. Evite temperos prontos, alimentos enlatados e embutidos. Use ervas frescas para realçar o sabor.

2. Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras. Elas são ricas em vitaminas, minerais e fibras. As vitaminas e minerais colaboram na manutenção e no bom funcionamento do organismo. E as fibras regulam o funcionamento intestinal, dão sensação de saciedade, e podem atuar prevenindo várias doenças.

3. Coma feijão pelo menos 1 vez ao dia.  Varie os tipos de feijões usados e as formas de preparo. Use também outros tipos de leguminosas como soja, grão-de-bico, lentilha, etc.

4. Faça pelo menos 4 refeições por dia: café da manhã, almoço, jantar e os lanches! Não pule as refeições. Para lanche e sobremesa prefira frutas.

5. Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carnes com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos, para no máximo 1 vez por semana. Prefira os alimentos cozidos ou assados, leite e iogurte desnatados e queijos brancos.

Por fim, seja ativo, praticar atividades físicas auxilia o sistema digestório. O ideal é praticar no mínimo 30 minutos por dia. Unindo uma boa alimentação com exercícios físicos é a dica perfeita para manter sua saúde em dia!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Santa Luzia 

Alimentação

Proteína é essencial em uma dieta, mas em excessos causa riscos a saúde

Postado por: em

Os médicos alertam a importância de manter o equilíbrio na alimentação, pois restringir a dieta com apenas proteínas pode causar fraqueza no corpo, fazer mal aos rins e coração. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Shutterstock

As proteínas são moléculas orgânicas compostas de aminoácidos. Elas ajudam no transporte de substâncias pelo corpo, repõem o gasto das células, auxiliam no crescimento e reparação de tecidos, produzem hormônios e anticorpos.

De acordo com os especialistas, uma alimentação focada em proteínas realmente pode ajudar a emagrecer rapidamente, pois faz o corpo perder bastante água. Porém, em longo prazo, com a falta de carboidrato, pode haver ganho de peso e falta de energia.

O excesso de proteínas também pode aumentar o colesterol e entupir veias, faz mal ao coração, faz o corpo perder muita água e sobrecarrega os rins. A suplementação muito comum em academias também pode sobrecarregar os rins da mesma maneira.

Os alimentos que mais possuem proteínas são: carnes, ovos, laticínios, leguminosas, cereais e soja. É importante reduzir esses alimentos e manter uma alimentação equilibrada.

A recomendação é consumir 1 grama de proteína por quilo que determinada pessoa pesa. Por exemplo, quem tem 70 kg deve consumir 70 gramas de proteína diariamente.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos, essa é a receita para o sucesso na sua dieta!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Bem Estar 

Alimentação

Alimentos saudáveis para uma boa digestão

Postado por: em

Você sabia que alguns alimentos saudáveis podem favorecem a sua digestão? Continue lendo e saiba mais!

Fotos: Shutterstock

Primeiramente saiba que os órgãos do corpo que participam do processo de digestão são: boca, estômago, intestino grosso, intestino delgado, esôfago, fígado e pâncreas. O bom funcionamento de todos esses órgãos é essencial para uma boa digestão.

6 Alimentos saudáveis que favorecem a digestão:

Abacaxi – Essa fruta contém celulose, que ajuda no bom funcionamento intestinal, também contém uma enzima chamada bromelina, que auxilia na digestão das proteínas, favorecendo o processo digestivo.

Laranja – Também contém celulose, geralmente é ingerida após as refeições para auxiliar a digestão.

Chás – Alguns tipos de chás como: chá verde, boldo, hortelã, erva-doce, camomila e erva-cidreira são compostos por princípios ativos e óleos que aumentam o fluxo do suco gástrico e ajudam na digestão.

Fibras insolúveis – Contidas em: cereais, cascas de frutas, leguminosas e hortaliças auxiliam o intestino grosso, evitando a prisão de ventre.

Fibras solúveis – Contidas em: bagaços de frutas cítricas, aveia e cevada auxiliam o intestino delgado e estômago, deixando o processo mais lento e melhorando a digestão de gorduras e açúcares.

Azeite – Possui uma boa digestibilidade, não provoca a sensação de “empachamento”. Além de servir como lubrificante nos intestinos, facilitando o seu funcionamento.

Além de esses alimentos ajudarem na digestão, para garantir o bom desempenho de todas as funções do seu organismo é essencial que tenha uma alimentação saudável e pratique atividades físicas.

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Mais Equilíbrio 

Alimentação

Mastigar corretamente é essencial para uma boa digestão

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Saiba que uma boa mastigação dos alimentos é essencial para uma boa digestão. Pois a saliva tem enzimas que iniciam reação com os carboidratos e proteínas. E o estômago tem mais facilidade de ingerir alimentos bem mastigados.

O ideal é mastigar com os dois lados da boca, usando todos os dentes. Isso também garante a saúde dos dentes, da língua e dos músculos do rosto.

Quanto mais tempo um alimento é mastigado, como: massas, pães, arroz ou batatas, mais adiantada está a digestão quando ele chega ao estômago.

É importante mastigar o dobro os alimentos como: ovos, carnes e outros alimentos de origem animal. Pois são mais difíceis de triturar. Quanto menores forem os pedaços que chegam ao estômago, mais fácil será a digestão.

Após essas dicas, vamos prestar mais atenção na hora da alimentação e mastigar bem os alimentos! ; )

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos. Essa é a combinação perfeita para uma boa saúde!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Bem Estar 

Alimentação

Alimentação – Os benefícios do gengibre

Postado por: em

Foto: Getty Images

 

Primeiramente o gengibre não é uma raiz, como muitas pessoas pensam. O gengibre é um rizoma, ou seja, um tubérculo, assim como a batata.

O gengibre é rico em vitamina B6, cobre, magnésio e potássio.  Também possui um óleo rico nos componentes medicinais cafeno, felandreno, zingibereno e zingerona, essas substâncias em conjunto tem ação terapêutica.

10 benefícios do gengibre:

– Antioxidante
– Anti-inflamatório
– Auxilia problemas digestivos como náuseas e enjoos
– Aumenta a imunidade
– Previne o câncer
– Ajuda a manter a pele e o cabelo saudáveis
– Contribui para o emagrecimento
– Ajuda a combater gripes e resfriados
– Auxilia no tratamento de celulites
– Alivia os sintomas da artrite, dor de cabeça, dor na coluna, dores menstruais, congestão nasal e gota

O gengibre pode ser ingerido na comida, em sucos, chás ou cru. A quantidade recomendada para o consumo diário, especialmente referente à queima da gordura, é de 2 a 4 gramas, sendo dividido em 3 pedaços de 2 centímetros.

O gengibre pode ser encontrado em sua forma natural, em pó, óleo (para massagem), balas e em cápsulas.

É importante aliar o consumo desse alimento, a um plano alimentar saudável e a prática de atividade física, contribuindo assim para um emagrecimento natural e uma qualidade de vida.

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: M de Mulher  e Treino Mestre 

Alimentação

Cuidados com a alimentação no Outono

Postado por: em

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

 

Nessa época do ano que vai de 20 de março a 20 de junho é preferível optar por alimentos que protejam os pulmões e o intestino grosso.

O outono possui um clima muito seco, trazendo ressecamento na boca, garganta e nariz. Também é uma estação mais propícia a desenvolvermos doenças respiratórias. Portanto é importante beber muita água.

É no outono também que começa a fase dos alimentos bem quentes, para esquentar o corpo. É nesse momento que se consome muita sopa. Elas são excelentes para a saúde. Principalmente aquelas com muitas verduras e legumes.

17 alimentos recomendáveis para consumir no outono:

Arroz integral – nabo daikon – alho – cebola – inhame – maçã – pêra – repolho – couve flor – canjica sem leite feita com água – cravo – canela – damasco – cenoura – gengibre – chás em geral – água de coco.

12 alimentos que devemos evitar no outono:

Leite – queijo – iogurte – manteiga – requeijão – ricota – glúten – pimenta – líquidos muito gelado – laranja ácida – caqui – manga.

Após todas essas dicas, dê uma atenção extra a sua alimentação nesse outono. E não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos, mantendo sua saúde sempre em dia!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Personare  e Ondiet 

Alimentação

Alimentação – Dicas para a páscoa

Postado por: em

Fotos: Shutterstock

Fotos: Shutterstock

 

Nessa época do ano o consumo de peixes e chocolates aumentam significativamente. Ambos possuem substâncias benéficas para a saúde, porém é preciso moderação e sabedoria na hora da compra. Pensando na sua saúde e no seu bem estar a Hidrolight oferece algumas dicas a seguir.

Chocolates: É preciso que os ovos de páscoa, os bombons, os tabletes e qualquer tipo de chocolate esteja armazenado em local fresco e arejado. É importante observar se não há a incidência direta da luz solar ou contato com a umidade. A embalagem deve estar íntegra, sem furos ou amassadas e conter as informações obrigatórias como a data de validade e informação nutricional. A dica é optar por chocolates com maior teor de cacau, menos açúcar, menor quantidade de gordura saturada e trans.

Peixes: Nos peixes frescos observe a ausência de manchas, furos ou cortes na superfície. As escamas devem estar bem firmes e resistentes, com aparência transparente e brilhante. Os olhos não devem ter a presença de pontos brancos no centro do olho. Já os peixes congelados, observe se estão amolecidos ou com acúmulo de líquidos, sinal de que passaram por um processo de descongelamento. A presença de gelo ou muita água indica que o balcão foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente.

Tanto chocolates como peixes possuem substâncias benéficas para a nossa saúde. A dica geral é consumir com moderação!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com atividades físicas. Em datas festivas não pare com os exercícios!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

A Hidrolight deseja a você uma Feliz Páscoa repleta de amor e união!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Anvisa 

Alimentação

Alimentação – As 12 melhores frutas do Outono

Postado por: em

O Outono é conhecido como o mês das frutas, que são fontes de água, vitaminas, sais minerais, açúcares, carboidratos, fibras, proteínas, com baixas calorias, o que contribui para sua dieta.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

 

As 12 melhores frutas do Outono:

01 – Abacate: é rico em ômega 9 que auxilia na redução e controle do colesterol.

02 – Açaí: é uma excelente fonte de energia, também é rico em ômega 9, ajuda a prevenir o câncer e retarda o envelhecimento.

03 – Abacaxi: auxilia sua digestão e tem efeito diurético, ajudando na eliminação dos líquidos retidos.

04 – Maçã: é excelente para a garganta e cordas vocais, auxilia na redução do colesterol, da glicose e evita a constipação intestinal.

05 – Mamão: auxilia sua digestão, melhorando o funcionamento do intestino e auxilia no bronzeamento da pele.

06 – Melão: excelente fonte de cálcio, ajuda na redução da pressão arterial, tem ação antioxidante e anti-inflamatória.

07 – Morango: aumenta a imunidade, melhora a memória, protege contra o câncer e retarda o envelhecimento.

08 – Uvas vermelhas: previne doenças cardiovasculares, previnem conta o câncer, ajudam na redução e controle do colesterol e da pressão arterial.

09 – Banana: auxilia na redução da pressão arterial e melhora o humor.

10 – Goiaba: fortalece o sistema imunológico, previne contra o câncer de próstata e estimula o bronzeamento.

11 – Laranja: reforça as defesas do organismo e possui ação antioxidante.

12 – Maracujá: contribui para o controle do colesterol e da glicose.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos para manter sua saúde sempre em dia!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Zero Hora

Alimentação

Alimentação – Goji Berry

Postado por: em

Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

 

A Goji Berry ainda é uma novidade no Brasil, uma fruta originária do sul da Ásia, China, Tibete e Índia, possui alta concentração de vitamina C, pois, a cada 100 gramas da fruta contêm 2 gramas de vitamina C, 50 vezes mais vitamina que a de uma laranja, e possui grande quantidade das vitaminas B1, B2 e B6.

Devido às suas propriedades antioxidantes, essa fruta é utilizada como agente na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias, distúrbios da visão, do sistema neurológico e imunológico, além de possuir propriedade anticancerígena e antienvelhecimento.

A Goji Berry possui pouquíssimas calorias, uma colher de sopa têm apenas 50 calorias, uma fruta super benéfica para sua dieta. Essa fruta também é rica em minerais, aminoácidos, ácidos graxos insaturados e polissacarídeos, trazendo muitos benefícios para a sua saúde.

A fruta aumenta seu nível de energia, trás uma facilidade de despertar, aumenta seu desempenho atlético, a capacidade de se concentrar em qualquer atividade, reduz a fadiga, o estresse e auxilia na qualidade do seu sono. A dica é consumir Goji Berry diariamente!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos, para manter sua saúde sempre em dia!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Uol Saúde

Alimentação

Alimentação – Batata Yacon

Postado por: em

Foto: Getty Images

 

A batata yacon é mais macia e doce do que outros tipos de batata. Um carboidrato de baixa caloria, rica em potássio que aumenta a saciedade na hora da refeição, controla o colesterol, a diabetes, ajuda a regular o intestino, fortalece a imunidade e mantem o organismo longe de doenças.

O controle da diabetes acontece da seguinte maneira: os carboidratos da batata yacon, por serem de lenta absorção, liberam o açúcar no sangue em baixas quantidades, equilibrando as taxas de glicose do organismo, assim ajudando a controlar a doença, como fazem as fibras.

“O consumo recomendado é de até duas a três batatas por dia, considerando a quantidade recomendada de carboidratos de uma alimentação balanceada. Para quem quer aproveitar ainda mais todos os benefícios da batata yacon, a dica é incluir duas ou três fatias da batata em um suco para ser consumido entre as refeições, dessa forma, você retarda a absorção de glicose do suco e ainda aproveita todas as vitaminas das frutas”. (Roberto Navarro, nutrólogo da Associação Brasileira de Nutrologia, de São Paulo).

A batata yacon também melhora a performace na atividade física. Após todas essas dicas, una uma boa alimentação com exercícios físicos e veja sua vida mudar!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Minha Vida 

Alimentação

A relação entre o refrigerante e o câncer

Postado por: em

Um estudo realizado pela Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, afirma que beber mais do que duas latinhas de refrigerante por semana pode aumentar o risco de causar câncer de pâncreas em 87%.

Foto: Shutterstock

 

As células de câncer são ácidas enquanto as células saudáveis são alcalinas. Todas as doenças degenerativas estão associadas com a hiperacidez corporal. E o refrigerante é um grande violão nessa história, pois produz muita acidez ao nosso corpo.

Outros hábitos de vida também são considerados perigosos, como índice de massa corporal, diabetes, pouca ou nenhuma prática de atividade física, tabagismo e o consumo de carne vermelha.

Este é mais um estudo que mostra que manter hábitos de vida saudáveis é uma importante arma para prevenir o câncer e outras doenças.

Cuide da sua saúde! 😉

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios esportivos, fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Cura e Ascensão  e Grupo Coi 

Alimentação

Qual a relação entre açúcar e infartos?

Postado por: em

Foto: Banco de Imagens - Livre de Direitos Autorais

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

A relação do açúcar com a doença é bastante grave quando se trata de quaisquer bebidas dietéticas. O consumo de refrigerantes, por exemplo, aumenta o risco de doenças cardíacas, como o infarto e está entre as principais fontes de açúcar em uma dieta, por isso deve ser reduzido ou excluído de uma alimentação saudável.

Em uma pesquisa norte-americana, foram analisados dados da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, realizada nos Estados Unidos entre 2003 e 2006. O estudo envolveu 4.528 adultos norte-americanos com pelo menos 18 anos e nenhum histórico de hipertensão. Os participantes do estudo responderam a questões relacionadas aos seus hábitos de consumo de alimentos e bebidas, como sucos de frutas, produtos de padaria, bebidas leves e doces.

O resultado da pesquisa concluiu que pessoas que consomem 74 gramas ou mais de frutose por dia (correspondente a 2,5 bebidas leves e adocicadas por dia) teriam uma chance maior de ter pressão alta. A proporção era de 26% para pressão 13,5/8 30% para 14/9 e 77% para 16/10, sendo que uma pressão arterial ideal é de 12/8.

Além do açúcar e a pressão alta, outros fatores interligados podem causar infartos, como o ganho de peso e a diabetes, todos são fatores de risco para o coração.

Outros fatores externos, chamados de fatores ambientais, também podem contribuir no desenvolvimento da doença, como: estresse, tabagismo, falta de atividades físicas, consumo de bebidas alcoólicas, questões hereditárias e idade avançada.

Então o ideal é limitar o açúcar em sua dieta, praticar exercícios, seguir uma receita nutricional e estar de bem com a vida, pois o estresse é um grande vilão no desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Inspire-se com as demais matérias em nosso blog! 😉

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: G1  e Saúde 

Alimentação

Leite de vaca X Leite de soja – Qual o melhor para a saúde?

Postado por: em

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Segundo os estudiosos, o leite de vaca não é muito bem digerido pelo organismo humano por questões biológicas, pois a maior parte das pessoas, quando mais velhas, perdem a produção da enzima que permite digerir o açúcar do leite, que é a lactose.  Com isso, as pessoas sofrem uma série de disfunções digestivas e outros malefícios para a saúde por conta do leite de vaca; os estudiosos chamam isso de origem galactogênica.

O leite de vaca comercializado em caixas é industrializado e pode mascarar algumas possíveis contaminações, por exemplo: bactérias e outras substâncias de animais com inflamações nos mamilos e nos cascos.

Portanto o leite de vaca não é o melhor leite para a sua saúde. É recomendável consumir outros tipos de leite de origem vegetal, como: leite soja, arroz, semente de girassol, amêndoas, nozes, amendoim, abóbora e castanha do Pará.

O leite de soja possui mais substâncias benéficas para a sua saúde, como: fibra, ferro, potássio, cálcio, zinco, proteínas, sódio, vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6, E, e muita energia!

Para as crianças de até 2 anos de idade, é recomendável ingerir apenas 1 porção diária de leite de soja. A partir daí, a dica é ingerir 2 porções por dia ou mais. O leite de soja tem pouquíssimas calorias, porém se for consumido em grande quantidade, pode levar qualquer pessoa a engordar, vai depender bastante do metabolismo de cada um.

Após essas dicas que tal trocar o leite de vaca pelo leite de soja? : )

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: EBC, Leite de SojaFarinha de Linhaça  e Ades 

Alimentação

Alimentação – Como fazer bolo de cenoura 100% saudável

Postado por: em

Ingredientes:

– 3 xícaras (chá) de cenoura ralada

– 2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo branca

– 2 colheres (sopa) de fermento químico

– 3 colheres (sopa) de leite de soja em pó

– ½ xícara (chá) de óleo

– 1 xícara (chá) de açúcar demerara

– ½ xícara (chá) de amido de milho

– 1 pitada de canela

– ½ xícara (chá) de água

Cobertura:

– 1 ½ xícara (chá) de creme de leite de soja

– 1 xícara (chá) de alfarroba

Modo de preparo:

Bata no liquidificador a cenoura, o óleo, o açúcar, o leite e a água. Se a água não for suficiente, coloque um pouquinho a mais para bater melhor.

Despeje essa mistura em um recipiente, e misture com a farinha de trigo, amido de milho, a canela e o fermento.

Coloque tudo em uma forma untada e asse em forno médio durante 30 minutos ou até dourar.

Calda:

Leve ao fogo o creme de leite de soja com a alfarroba até derreter.

Após assado o bolo despeje a calda por cima.

Para facilitar ainda mais a sua receita, assista ao vídeo passo-a-passo de como fazer bolo de cenoura 100% saudável:

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte:  Novo Tempo – Vida e Saúde

Alimentação

Os benefícios da abobrinha para a saúde

Postado por: em

A abobrinha possui muitas vitaminas e fibras, também têm baixo teor calórico, o que pode vir a beneficiar a sua dieta. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

5 benefícios da abobrinha para a saúde:

1 – A abobrinha é rica em mucilagem (uma espécie de fibra) que auxilia na digestão.

2 – É composta por 95% de água, isso contribui bastante para a perda de peso, é um excelente alimento que pode ser consumido nas dietas. Porém, deve-se tomar muito cuidado com o seu preparo, a maneira como se prepara qualquer alimento pode alterar bastante seu teor calórico, a abobrinha, por exemplo, se for frita pode duplicar suas calorias, pois é um alimento que absorve muito facilmente o óleo ou o azeite.

3 – Possui baixo nível de sódio e elevado nível de potássio, ajudando assim a normalizar os níveis de tensão arterial, contribuindo para a saúde de pessoas hipertensas ou com problemas cardiovasculares.

4 – Estudos indicam que a abobrinha pode ser um alimento eficaz contra o desenvolvimento da asma nas crianças.

5 – A abobrinha possui betacaroteno (provitamina A) que oferece proteção antioxidante, ou seja, protege as células de ataques de radicais livres e da oxidação, prevenindo diversas doenças.

É importante utilizar a casca da abobrinha, pois possui alto teor de nutrientes!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Guloso e Saudável ()

Alimentação

Alimentos saudáveis auxiliam no alívio das dores

Postado por: em

Além dos alimentos saudáveis proporcionarem bem estar e longevidade, alguns deles também podem auxiliar no alívio das dores. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Existem alimentos que auxiliam no alívio de dores de cabeça, dores de garganta, inflamações, dores musculares entre outros.

Um dos alimentos mais populares no alívio das dores é a banana que previne cãibras e dores musculares. Além da banana, vegetais de folha escura, como a couve, também são benéficos quanto a dores musculares. Estes alimentos apenas possuem caráter preventivo e não tratam a dor em situação aguda.

7 alimentos saudáveis que auxiliam no alívio das dores:

Beringela: É usada no fortalecimento do corpo e no tratamento de várias doenças como artrite, reumatismo, problemas digestivos e colesterol.

Abacate: Um poderoso anti-inflamatório.

Couve: Cicatrizante que também auxilia a fixar o cálcio nos ossos, e o controle da contração muscular.

Alho: Antioxidante, anti-inflamatório e antibiótico. Auxilia a combater as dores da artrite.

Cebola: Anti-inflamatório e bactericida.

Frutas secas como avelãs, castanhas, nozes e amêndoas auxiliam no alívio de dores musculares.

Melancia: Auxilia no alívio das dores de estômago e gastrite.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com atividades físicas. Para você que está recuperando seu condicionamento físico o ideal é a prática da hidroginástica, pois exige menos esforço dos movimentos, e pode ajudar no processo de cura, em casos de doenças dos ossos como a osteoporose, e na recuperação de cirurgias em geral.

Encontre acessórios para hidroginástica, ortopedia e outras atividades físicas em Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Guloso e Saudável

Alimentação

Os benefícios do mel para a saúde

Postado por: em

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Os benefícios do mel para a saúde, vai muito mais além de ajudar em problemas respiratórios e gripe. O mel possui propriedades antioxidantes, que previnem o envelhecimento precoce da pele.

O mel pode ser substituto do açúcar refinado, pois tem o poder de adoçar 2 vezes mais, e cada 100 gramas de mel possui 309 kcal de substâncias essências para o organismo, já o açúcar possui 387 kcal vazias, sem nutrientes.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o mel tem mais de 70 substâncias essenciais ao organismo, como: glicose, água, vitamina B1, B2, B6, C, Cálcio, Ferro, Sódio, Potássio e Fósforo.

6 benefícios do mel para a saúde:

– O mel fortalece o sistema nervoso, ajuda a desintoxicar, auxilia na digestão, e é um ótimo anticéptico e antibiótico.

– O mel ajuda a combater a gripe, asma e outras doenças respiratórias.

– 2 colheres de mel por dia pode ajudar a melhorar o sono, a disposição e a memória.

– O mel é um excelente carboidrato aliado ao ganho de massa muscular.

– O mel previne os riscos de doenças cardiovasculares, pois possui flavonoides e ácidos fenóicos.

– O mel melhora o desempenho físico de quem pratica atividades físicas intensas, como os atletas.

Todos os benefícios do mel, só ocorrem com o consumo regular!

Não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Guloso e Saudável 

Alimentação

Dicas de alimentação durante as viagens

Postado por: em

É bastante comum, nessa época do ano, as viagens de férias e a gastronomia regional acompanha todo o roteiro, consequentemente o possível exagero na hora da alimentação é o maior desafio. Hoje, Quarta-feira, é dia de falar sobre a alimentação no blog Hidrolight, continue lendo e conheça algumas dicas de alimentação durante as viagens!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Se você já cuida da sua alimentação corretamente, saiba que você pode sim, fazer uma viagem gastronômica por onde quer que seja, afinal em uma viagem um dos maiores prazeres é conhecer restaurantes e comidas novas, principalmente os diversos pratos típicos da região. E para explorar novos sabores, nós só precisamos ter bom senso, estar consciente para não cometer exageros.

5 dicas para uma alimentação saudável durante as viagens:

1 – Na hora de experimentar os deliciosos pratos típicos da região, vá com calma! Sirva-se de pequenas porções, sempre acompanhado de muita salada, que além de auxiliar na digestão, proporciona mais saciedade.

2 – Se você for ficar hospedado na casa de parentes ou amigos, seja sincero, e diga que não deseja cometer exageros, assim, não irão ficar insistindo para que você coma sempre mais um pouquinho e experimente tantas coisas constantemente.

3 – Aproveite para explorar as frutas da região, que muitas vezes são desconhecidas por nós. Experimente as frutas ao natural, em saladas ou em sucos, de preferência sem açúcar.

4 – Cuidado com o exagero em petiscos e frituras, geralmente oferecido nas praias. Prefira alimentos grelhados, assados ou cozidos, que são bem menos calóricos e podem evitar uma possível azia ou mal estar, o que estragará toda a sua programação de viagem.

5 – Experimente uma aventura gastronômica por dia, para não ultrapassar um limite de calorias diárias. Lembre-se de mastigar bem os alimentos, além de aproveitar ao máximo um novo sabor, uma boa mastigação causa a sensação de saciedade mais rápido.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos diários. Uma caminhada de 45 minutos, durante as férias, por exemplo, já está valendo!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight – Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Guloso e Saudável

Alimentação

7 Dicas para não engordar nas festas de fim de ano

Postado por: em

É natural que nas festas de fim de ano, as pessoas comam mais, pois as refeições são recheadas de guloseimas especiais. Porém, algumas simples precauções podem ser tomadas, para aproveitar essas refeições sem arrependimentos. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens - Livre de Direitos Autorais

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

7 Dicas para não engordar nas festas de fim de ano:

1 – Consuma menos bebidas alcoólicas, grande maioria possuem muitas calorias, além disso, quando não se está sóbrio, se torna mais propício a exagerar nos alimentos. Também é importante alternar as bebidas alcoólicas com copos de água para manter o corpo hidratado. O ideal é tentar não ultrapassar 2 doses.

2 – Evite os petiscos, pois podem ser os alimentos mais calóricos da mesa, como: nozes, avelãs, azeitonas, castanhas, amêndoas e frutas secas.

3 – Alimente-se antes da própria ceia, coma uma fruta ou um iogurte, ficar muito tempo sem comer esperando a tão sonhada ceia, é um dos maiores erros, provavelmente o que irá levar ao exagero.

4 – Na hora do jantar, comece pela salada, pois isso diminui o apetite para o prato principal.

5 – Não pare com os exercícios diários, mesmo em época de festas, fazer no mínimo 45 minutos de exercícios, ajuda a manter o peso.

6 – Na hora de comer, sirva-se apenas uma vez. Antes disso analise todos os alimentos presentes, para fazer as escolhas certas. E quanto os alimentos mais calóricos, sirva-se de pequenos pedaços.

7 – Faça trocas inteligentes, como: troque a carne bovina ou suína pela carne de ave, troque o peito pela coxa ou sobrecoxa, na mesa de doces troque o pavê por uma fruta. Essas trocas diminuem bastante o valor calórico total.

Por fim, o segredo para não engordar e continuar saudável nesse fim de ano é a moderação!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Revista Veja

Alimentação

Alimentação – Os benefícios da água de coco

Postado por: em

Você sabia que a água de coco é mais eficiente na reposição de alguns nutrientes perdidos na transpiração do que a própria água natural? Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

A água de coco é rica em minerais, vitaminas, aminoácidos, enzimas, antioxidantes, carboidratos e outros fitonutrientes. Possui conteúdo eletrolítico (mineral iônico) muito parecido com o plasma humano, isso garante para a água de coco o reconhecimento internacional como melhor reidratante oral, até melhor do que a própria água natural.

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Para quem pratica qualquer atividade física, a água de coco não pode faltar, principalmente no verão. Ela atua como repositor de eletrólitos, substância que melhora o desempenho físico e protege contra cãibras.

A água de coco equilibra a química corpórea, reduz a pressão arterial e o risco de doenças cardíacas, facilita as funções renais, previne aterosclerose,  melhora a circulação sanguínea, facilita o controle dos níveis de glicemia no sangue, facilita a digestão, deixa o sistema imunológico mais ativo, ajuda na preservação de bactérias amigas da saúde e possui propriedades antienvelhecimento.

Após essas dicas sobre a água de coco, cuide diariamente da sua hidratação, principalmente na hora de praticar exercícios físicos nesse verão!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Minha Vida

Alimentação

Alimentação – Curiosidades do Sódio

Postado por: em

O sódio é um mineral que está presente em vários alimentos, mas principalmente no sal de cozinha. Ele traz malefícios e benefícios para sua saúde. Saiba equilibrar a quantidade de sódio na sua alimentação. Continue lendo e descubra como!

Foto: Banco de Imagens – Livres de Direitos Autorais

O sódio participa de funções básicas do corpo, como o equilíbrio de água, ácido-base, impulsos nervosos, contração muscular, ritmo cardíaco e outros, sendo assim fundamental para uma saúde física.

Porém em grandes quantidades, o sódio pode fazer mal para a sua saúde, causando a liberação de alguns hormônios, e assim a retenção de líquidos, aumentando a pressão sanguínea, que sobrecarrega o coração e prejudica quem possui hipertensão arterial.

Portanto, a diminuição de sódio deve ser feita não apenas por hipertensos, mas pela população em geral. É importante lembrar que o sódio não está somente presente no sal, mas em diversos alimentos, como frutos do mar, enlatados, conservas, embutidos, defumados e até na água.

A Sociedade Brasileira de Hipertensão recomenda que a ingestão de sal seja de 6 g por dia, o que equivale a 1 colher de chá. Essa recomendação também é válida para a população de uma maneira geral. Para os hipertensos deve haver uma variação da ingestão, de acordo com cada caso, mas a restrição pode atingir até 35 mg ou menos por dia.

Foto: Banco de Imagens – Livres de Direitos Autorais

5 dicas para reduzir o consumo de sal nos alimentos:

1 – Durante as refeições, não utilize o saleiro em cima da mesa.
2 – Prepare os alimentos com uma quantidade mínima de sal.
3 – Para não sofrer com a ausência de sal, utilize temperos naturais, como cebola, alho, ervas aromáticas, etc.
4 – Dê preferência aos alimentos naturais, evitando ao máximo alimentos industrializados.
5 – Sempre leia os rótulos dos produtos industrializados e verifique a quantidade de sódio dos alimentos.

Após todas essas dicas sobre o consumo de sódio, tente usar sua criatividade para reduzir o sal da sua alimentação, explorando e abusando de ervas aromáticas, como: alecrim, manjericão, orégano, sálvia, salsinha, tomilho entre outras.

Não esqueça de unir uma boa alimentação com atividades físicas.

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Cyber Diet

Alimentação

O que é Glúten? Ele faz bem ou mal para a nossa saúde?

Postado por: em

Há algum tempo atrás o glúten era desconhecido para a maioria das pessoas. Hoje em dia as embalagens trazem essa informação importante em destaque: “contem glúten”. Mas, o que é glúten? Ele faz bem ou mal para a nossa saúde? Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

O Glúten é uma proteína vegetal presente na aveia, trigo, centeio, cevada, malte e derivados. É obrigatório a informação estar presente na embalagem de qualquer alimento, avisando se este contém glúten ou não.

O Glúten está presente em diversos alimentos, como: bolachas, bolos, pães, pizzas, macarrão, coxinhas etc. A função do Glúten é dar elasticidade aos alimentos, exemplo: no pão, é o Glúten que permite o crescimento, textura e maciez adequadas. O Glúten é um elemento de difícil substituição.

O Glúten só faz mal para a saúde para quem é celíaco. A doença celíaca é caracterizada pela hipersensibilidade ao Glúten, seus sintomas são: perda de peso, diarreia, anemias, vômitos e outras deficiências nutricionais, diagnosticada por exames. Pessoas que não foram diagnosticadas não devem eliminar o Glúten da sua alimentação.

Alguns alimentos que não contém Glúten e que podem ser consumidos sem restrições pelos celíacos: batata, mandioca, fubá, polvilho, arroz, farinhas de mandioca e de milho, quinoa, linhaça, amaranto e amido de milho.

Após essas informações, é importante consultar o médico caso você possua alguns sintomas da celíaca após consumir um alimento com Glúten. Caso contrário, o Glúten não fará mal nenhum a sua saúde.

Não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos.

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Portal Vital – Nutricionista Laís Ailberti

Alimentação

Alimentação – Os benefícios da banana

Postado por: em

Você sabia que a banana é a fruta mais consumida no Brasil? E ela pode contribuir imensamente para sua saúde, principalmente na vida dos atletas. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

A banana é um alimento energético, rico em carboidratos, sais minerais, como Sódio, Magnésio, Fósforo e Potássio. Apresenta predominância de vitamina A e C, contendo também as vitaminas B1, B2 e B6, possui pouca proteína e gordura.

O valor nutritivo varia ligeiramente para cada tipo de banana, mas todas elas têm características semelhantes. As bananas são fontes de fibras solúveis, substâncias importantes para diminuir o nível de colesterol no sangue e prevenir o câncer intestinal, hidrata e fornece energia para os músculos, minimizando as câimbras.

O fato de a banana fornecer energia para os músculos e minimizar as câimbras, tornou-a uma fruta popular entre os atletas, e qualquer pessoa que pratica atividades físicas.

Após saber um pouco mais sobre essa fruta rica em vitaminas, que beneficia nossa saúde alimentar. Que tal mantê-la diariamente entre suas refeições?

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Guloso e Saudável 

Alimentação

Alimentação – Os Benefícios da Canela

Postado por: em

Você sabia que a canela possui substâncias que são incríveis contra algumas doenças? Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

As 5 melhores propriedades da canela para a sua saúde:

1: A canela tem propriedades anti-fungos, antibacterianas e anti-parasitas, eficaz contra a candidíase vaginal, candidíase oral, úlceras estomacais e até contra os piolhos;

2: A canela é um poderoso anti-inflamatório;

3: A canela auxilia na melhora de pessoas com diabete do tipo 2 em que os níveis de açúcar no sangue são muito altos, a canela também pode diminuir o colesterol e os triglicérides (ácidos graxos no sangue).

4: A canela é uma fonte excelente de manganês, de fibra dietética, de ferro e de cálcio. A combinação de cálcio e de fibra pode ajudar a prevenir o câncer de cólon. A fibra também pode ajudar com o alívio da prisão de ventre e da síndrome de intestino preso.

5: Alguns doutores realizaram os estudos que mostram que ao cheirar canela melhoramos a nossa memória e o funcionamento de certas tarefas.

É importante utilizar a canela moderadamente, pois em excesso pode ser tóxico.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Benefícios da Canela

Alimentação

Dicas de Alimentação para o Verão

Postado por: em

No calor desta estação é essencial cuidar da alimentação, pois no verão estamos sujeitos a nos sentir indispostos, devido as altas temperaturas, e essa indisposição também pode ocorrer por conta de uma alimentação inadequada, por exemplo: ficar sem comer por muitas horas, não tomar café da manhã, comer alimentos gordurosos, e esquecer de tomar muita água durante o dia, mesmo não estando com cede, porque a cede no verão, já pode ser sinal de desidratação. Continue lendo e confira nossas dicas!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

5 Dicas de alimentação para o Verão

– Melhores formas de hidratação: água, sucos naturais de frutas e vegetais, chás e água de coco;

– Melhores alimentos: verduras, frutas, folhas verdes, legumes, pães e cereais integrais, queijos com pouca gordura e carnes magras;

– Alimente-se mais vezes ao dia, em menor quantidade cada;

– Prefira as sobremesas à base de frutas, sorvetes e picolés à base de água e polpa de frutas, pois são menos calóricos;

– O que deve ser evitado: maionese, molhos à base de creme de leite, carnes, queijos e demais alimentos muito gordurosos e fritos, pois todos estes alimentos citados acima, podem causar desconforto e mal estar.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Saúde

Alimentação

Alimentação – Frutas da Primavera

Postado por: em

As frutas da primavera devem ser preferências nesta época do ano, pois estão em plena floração e assim garantem total benefício de suas propriedades. Continue lendo e descubra que frutas são essas!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Morangos: Rico em vitamina C, minerais e ácido fólico. Ajuda a combater a retenção de líquidos e a manter a pele saudável, pois possui licopeno.

Jabuticabas: Auxilia na reparação dos tecidos ricos em colágeno, combatendo as rugas; protege contra a aterosclerose; combate o colesterol e melhora a circulação sanguínea.

Ameixas: Também são ricas em fibras, hidratos de carbono e água. Possuem baixíssimas calorias, e podem ser usadas como laxante, pois são desistoxicantes e auxiliam na digestão.

Pêssegos: Ricos em caronetos, fibras e alta concentração de água (86%).

Abacates: Ricos em vitamina E, e proteínas que podem ser ingeridas sem medo, pois não contribui para o colesterol.

Bananas: Ricas em minerais, vitaminas, fibras, hidratos de carbono e potássio. A bananas podem servir como adstringentes, recomendados em casos de diarreia.

Aproveite essas frutas da primavera, são mais ricas em suas propriedades e podem ser encontradas com um preço menor do que as outras!

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios fitness e ortopédicos na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Saúde

Alimentação

Alimentação – Os benefícios do peixe

Postado por: em

Descubra agora os melhores benefícios de se comer peixe, dicas de preparo e algumas curiosidades. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens Photl – Livre de Direitos Autorais

7 benefícios do peixe:

– Melhora significativamente a sua memória;
– Previne contra as doenças cardiovasculares;
– É essencial para a formação da pele, unhas e cabelos, pois são ricos em proteínas;
– Melhora a concentração da mente;
– Previne a osteoporose, por conta da vitamina D e o cálcio que fortalecem os ossos;
– Combate a anemia, por conta do ferro e da vitamina B12 que são nutrientes extremamente importantes para a saúde das células do sangue;
– Aumenta as ações anti-inflamatórias porque é rico em ômega 3 que é um componente essencial para todos estes benefícios acima.

Melhores opções de preparo:

Primeiramente deve-se consumir peixes pelo menos duas vezes na semana. E a maneira de preparar o peixe, influência a torna-lo mais saudável ou menos saudável, por exemplo: se for frito, irá aumentar as gorduras prejudiciais para o organismo. Portando a preferência é prepara-los grelhados, ensopados ou cozidos.

Também temos a opção de comer o peixe cru, que traz consigo os seguintes benefícios: diminui o risco de doenças cardíacas, contribui para a regeneração das células nervosas, para o desenvolvimento cerebral, ajuda a formar novos tecidos, preveni doenças ósseas e combate a anemia, devido à sua riqueza em ômega 3, proteínas, ferro, cálcio, vitamina D e vitamina B12.

É importante lembrar que qualquer alimento submetido ao calor perde alguns nutrientes, mas o peixe se diferencia, pois o benefícios de seus nutrientes se mantêm tanto cru como cozido.

Curiosidades:

Você sabia que comer peixe na gravidez requer cuidados? É isso mesmo, a gestante deve dar preferência ao peixe cozinhado, porque o peixe cru estraga facilmente e os índices de contaminação são mais elevados. Também é importante evitar peixes de couro, como o bagre e o pintado, que têm maior risco de contaminação por metais pesados, como o mercúrio.

Depois de saber todas essas informações sobre o peixe. Que tal colocá-lo mais vezes no seu cardápio?

Não esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios ortopédicos e fitness na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Tua Saúde

Alimentação

Alimentação – Carne vermelha X doenças do coração

Postado por: em

Você sabia que algumas bactérias do intestino transformam substâncias da carne vermelha em óxido perigoso para o coração? Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

O consumo regular de carne vermelha favorece o aparecimento de doenças como aterosclerose, que causa o entupimento das artérias coronárias.

Quando a o composto de carnitina presente na carne vermelha chega ao intestino, as bactérias naturais do trato digestivo o transformam em óxido de trimetilamina. Após ser lançado na corrente sanguínea, o óxido aumenta o risco de infartos e derrames cerebrais.

Além de estar presente na carne vermelha, a carnitina é encontrada em peixe, frango e laticínios, porém em menor quantidade. O composto também é comum em bebidas energéticas.

Foi concluído que o óxido de trimetilamina altera o metabolismo do colesterol, aumentando o risco de aterosclerose e outras doenças do coração. Portando é importante consumir carnes vermelhas de maneira moderada.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos.

Encontre acessórios ortopédicos e fitness na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Revista Vida e Saúde – Edição Julho 2013

Alimentação

16 de Outubro – Dia Mundial da Alimentação

Postado por: em

O dia mundial da alimentação é comemorado desde 1981, hoje em dia é celebrado em mais de 150 países como uma importante data para conscientizar a opinião pública sobre as questões da nutrição e alimentação.

Esta data também corresponde a criação da fundação FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura).

Uma recente pesquisa da FAO revelou que 842 milhões de pessoas passam fome no mundo,” uma em cada oito pessoas”; mais dois milhões têm deficiências nutritivas, e todos os anos morrem 2,5 milhões de crianças com fome, enquanto 1,4 milhões de pessoas vivem atualmente com excesso de peso; são números realmente assustadores.

Pra uma conscientização geral, confira a campanha da Eco Benefícios para reduzir o desperdício de alimentos:

Juntos nós podemos evitar o desperdício!

COMPARTILHE!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Eco Benefícios

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos! Encontre acessórios ortopédicos e fitness na Hidrolight Shop! 

Alimentação

Alimentação – Os benefícios do Guaraná em Pó

Postado por: em

Pensando no seu bem estar e na sua saúde alimentar, toda quarta-feira o blog Hidrolight compartilha conhecimentos sobre alimentação. Essa semana falaremos sobre os benefícios do Guaraná em Pó. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Atuais pesquisas afirmam que a utilização contínua do Guaraná em Pó, pode contribuir para a longevidade e proteção contra o surgimento do câncer.

Sua principal propriedade estimulante é a cafeína em alta concentração, utilizada para amenizar o cansaço físico e mental.

O Guaraná em Pó possui quatro vezes mais cafeína do que o próprio café, fazendo assim seus efeitos perdurarem por em média seis horas seguidas.

A característica mais popular do Guaraná em Pó é tirar o sono; é muito comum ser utilizado por profissionais e estudantes que possuem uma grande carga horária de trabalho.

O Guaraná em Pó também previne enxaquecas, cãibras, arteriosclerose e problemas gastrointestinais, nele contém: cafeína, teobromina, fibras vegetais, amido, ácido tânico, cálcio, ferro, fósforo, potássio, tiamina e vitamina A.

7 benefícios do Guaraná em Pó:

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

– Mantêm uma aparência jovial e contribui para a longevidade, pois estimula a renovação das células do corpo.

– Proporciona mais energia e disposição no dia-a-dia, pois é um energético natural.

– Estimula a capacidade de raciocínio e concentração.

– Contribui na diminuição do colesterol e da glicose.

– Atua como um regulador intestinal.

– Ajuda no combate de dores de cabeça e enxaquecas.

– Contribui contra o surgimento do câncer.

Agora você já sabe todos os benefícios que o Guaraná em Pó pode oferecer no seu dia-a-dia para manter sua vida sempre em movimento.

Fonte: Beleza e Saúde 

Hidrolight – A vida em movimento

Alimentação

Alimentação – Os benefícios da Ervilha para o Coração

Postado por: em

Pensando na sua saúde e no seu bem estar, toda quarta-feira a Hidrolight compartilha conhecimento sobre o assunto alimentação. Essa semana falaremos sobre a ervilha, esse grãozinho verde e redondo, que você não imagina o quão bem faz ao coração. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

Talvez você tenha sido uma daquelas crianças que afastam as ervilhas do prato, nesse caso, ainda é tempo para dar oportunidade a essas sementes, principalmente quem sofre com problemas no coração.

A ervilha contém 9,36% de carboidratos, grande parte constituída por amidos e uma pequena porção de sacarose. Ela também contém 5,42% de proteínas, 244mg em 100g de potássio e mineral e vitamina C em 40mg de cada 100g.

As ervilhas também fornecem quantidades significativas de fibras, ferro, magnésio, zinco, provitamina A e vitamina E. Em 100g de ervilhas podemos conter 0,226mg de vitamina B1, o que supre 18% das necessidades diárias de uma pessoa adulta.

Além disso, a ervilha é ótima fonte de vitaminas B2, B6, niacina, folatos e cálcio, todas elas essenciais para o bom funcionamento do coração e do sistema nervoso.

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

10 benefícios no consumo de Ervilhas:

– Auxilia na insuficiência cardíaca
– Em lesões das válvulas do coração
– Miocardiopatias (degeneração do músculo cardíaco)
– Enfarte
– Ótimo para mulheres grávidas e que amamentam
– Evita a malformação do sistema nervoso do feto
– Auxilia contra a Irritabilidade
– Depressão
– Insônia
– Muito bem tolerado por pessoas com Diabete

Preparo:

As ervilhas podem ser consumidas cruas. Quando congeladas, deixá-las em uma breve fervura. Se optar por cozinhar, o que é o mais comum, evitar cozinhar por mais de 5 a 10 minutos, pois o calor provoca a perda de quase todas as vitaminas. Por fim, fervura rápida ou cozimento a vapor são os mais recomendados.

Não se esqueça de unir uma boa alimentação com exercícios físicos!

Encontre acessórios ortopédicos e fitness na Hidrolight Shop!

Hidrolight – A vida em movimento

Fonte: Revista Vida e Saúde – Edição – Agosto 2013

 

Alimentação

Bem Estar – Vitamina D

Postado por: em

Pensando na sua saúde e no seu bem estar, toda sexta-feira a Hidrolight compartilha assuntos referentes ao seu bem estar físico e mental. Essa semana falaremos da vitamina D, e dos benefícios que ela oferece para a sua saúde. Continue lendo e saiba mais!

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

 

A vitamina D auxilia para aumentar a absorção de cálcio pelo organismo, diminui o risco de doenças, como osteoporose, raquitismo e osteomalácea. A vitamina D também diminui o risco de doenças cardíacas, combate a enxaqueca e a tensão pré-menstrual. Outra função dessa vitamina é ajudar no desenvolvimento e na manutenção de dentes fortes e saudáveis.

As pessoas com maiores chances de desenvolver doenças relacionadas à falta de vitamina D no organismo são os bebês prematuros, crianças e idosos, quando não possuem uma boa alimentação e não pegam sol com frequência.

Um adulto saudável precisa consumir, em média, 5 microgramas por dia de Vitamina D e garantir uma exposição à luz solar de 20 minutos por dia, sem o uso de protetor solar.

 

Foto: Banco de Imagens – Livre de Direitos Autorais

7 dicas de alimentos ricos em vitamina D:

– Óleo de fígado de bacalhau
– Atum enlatado em água
– Sardinhas enlatadas em óleo
– Leite, iogurte e queijos
– Carne ou fígado de vitela
– Gema de ovo
– Cereais

 

 

Após essas dicas sobre vitamina D, não se esqueça de unir uma boa alimentação com atividades físicas, mantendo sua saúde em dia e seu bem estar elevado.

Encontre acessórios ortopédicos e fitness na Hidrolight Shop!

Hidrolight – a vida em movimento

Fonte: Tua Saúde